Seguir o O MINHO

Desporto

Júlio Ferreira medalha de bronze nas Universíadas

Taekwondo

em

O atleta bracarense Júlio Ferreira conquistou hoje a medalha de bronze em Taekwondo nas Universíadas de Nápoles, após perder na meia-final com o iraniano Amirmohammad Bakhshikalhori.

Depois da compatriota Evelise Veiga ter conseguido a prata na final de salto em comprimento, com uma marca de 6,61 metros, e da equipa de basquetebol feminino ter alcançado o bronze ao vencer o Japão (76-59), o atleta do SC Braga não desiludiu, apesar da derrota por 9-3, em três rounds, que o afastou da final.

O campeão europeu da modalidade na Suíça, em 2016, e medalha de bronze nos Jogos Europeus, em Baku2015, não escondeu a felicidade de ter subido ao pódio em Itália.

“Vinha de umas provas que não tinham corrido tão bem e na Universíada de Taipé fiquei às portas do pódio. Conseguir agora esta medalha é inexplicável. É daquelas metas que traçamos, que queremos alcançar, mas que ao mesmo tempo tudo parece estar contra isso e, desta vez, consegui”, resumiu.

Anúncio

Desporto

Palavras de Tiago Monteiro: “Vejo o Mariano Pires a ser piloto profissional a curto prazo”

Mariano Pires apresentou o projeto para 2019/2020, no sábado passado, ao lado de Tiago Monteiro, seu agente, e de Celeste Patrocínio, presidente da Adega de Ponte de Lima, ‘main sponsor’ do prodigioso piloto limiano, de apenas 18 anos

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Tiago Monteiro é uma referência no desporto automóvel. Com 22 anos de carreira, o piloto português está virado, também, para o agenciamento de jovens pilotos. Mariano Pires, o jovem de Ponte de Lima, é uma das grandes promessas neste desporto.

“O Mariano, desde cedo, demonstrou a toda a gente o potencial que tinha em pista. Pouco a pouco foi crescendo e esse talento foi sendo desenvolvido”, começa por dizer Tiago Monteiro em conversa com OMINHO.

Aos 18 anos, depois de ter ganho vários campeonatos em Portugal e Espanha, Mariano Pires é um dos melhores pilotos da sua geração. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

No entanto, hoje em dia para se ser atleta profissional é preciso muito mais do que talento: “é preciso ter outras qualidades que, pouco a pouco, ele foi desenvolvendo por si próprio”.

Monteiro ‘esbarrou’ com Mariano quando fazia uma pesquisa sobre os melhores jovens talentos nacionais: “o Mariano fazia parte do lote dos melhores pelas suas capacidades em pistas, mas também, fora de pista como a inteligência, a gestão da pressão, dos momentos mais complicados e o potencial que ele demonstrou”.

Evitar erros

A O MINHO, o único piloto português a conquistar um pódio na Fórmula 1 revela que “os pilotos quando têm 12/13 anos, vê-se logo que há uns que são melhores do que outros mas não sabemos como vão evoluir”. No caso de Mariano Pires, as coisas pareciam bem claras: “era um talento fora de série e eu não quis perder a oportunidade de me juntar a ele, de apoiá-lo tentando direccioná-lo da melhor forma possível”.

Tiago Monteiro com Mariano Pires, em Ponte de Lima. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (19/10/2019)

Uma das funções de Tiago Monteiro é passar os ensinamentos que as mais de duas décadas de carreira lhe proporcionaram.

“Cometi alguns erros, aprendi muito e a ideia é evitar que os jovens pilotos cometam alguns erros que se cometem por desconhecimento, ultrapassando alguns passos no seu crescimento como pilotos”.

Mariano a piloto profissional

Tiago Monteiro não tem dúvidas: “vejo o Mariano a curto prazo a ser piloto profissional e a poder viver desta profissão mas tem que dar o salto a nível de campeonatos”.

No segundo ano em automóveis, o jovem limiano “já deu saltos grandes mas queremos dar saltos maiores para o ano e para daqui a dois anos para dar nas vistas no mundo mais abrangente do desporto automóvel”.

Tiago Monteiro esteve com Mariano Pires e Celeste Patrocínio, presidente da Adega de Ponte de Lima, na apresentação do projeto do piloto para 2019/2020. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (19/10/2019)

Actualmente, Mariano Pires participa no GT4 South European Series, campeonato que se corre em França, Espanha e Portugal, mas o próximo salto é “para algo que dê mais nas vistas” e pode chegar ao DTM.

“É um campeonato possível, é um campeonato onde há pilotos profissionais, nos GT’s há pilotos profissionais, nos Turismos há pilotos profissionais”, alarga Monteiro as hipóteses para Mariano Pires.

Tiago Monteiro também gere a carreira de António Félix da Costa. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

E descarta os monolugares: “a via não será essa porque não começou por aí, mas tanto nos Estados Unidos, na Austrália ou noutros países há campeonatos onde os pilotos podem exercer a sua profissão e o Mariano cabe, perfeitamente, nesses campeonatos”.

Novas funções

Apesar de fazer agenciamento há dez anos associado a António Félix da Costa, Tiago Monteiro montou, há dois anos, a Skywalker Racing Management, empresa dedicada à formação de pilotos semiprofissionais para serem profissionais.

“A ideia é descobrir jovens pilotos desde os kartings e temos pilotos dos 7 aos 30 e poucos anos, num total de 14”.

Vídeo: Tiago Monteiro foi o único piloto português a chegar ao pódio na Fórmula 1.

O papel do piloto português é orientar “na transição para os automóveis”, tal como fez com Mariano, porque é uma transição muito difícil por causa dos custos envolvidos.

Mariano Pires recebeu membros da equipa, patrocinadores e amigos, em Ponte de Lima. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

“Tentamos facilitar e encontrar patrocinadores, parceiros, para que esse salto seja possível. Este é um desporto caro porque não é só pegar numas chuteiras. Tem camiões, mecânicos, deslocações”.

Como o futuro é já ali, Mariano Pires, mesmo com 18 anos, pode chegar, em breve, a campeonatos de referência, tornando-se um dos nomes incontornáveis do desporto automóvel em Portugal.

Continuar a ler

Desporto

Braga: “Dance World Cup” eleito melhor evento desportivo em 2019

Gala do Desporto

em

Foto: Divulgação

O evento Dance World Cup, que reuniu milhares de jovens bailarinos em Braga durante o mês de junho, foi considerado o melhor evento desportivo realizado em Braga, de acordo com a votação do público na VI Gala do Desporto, que decorreu nesta segunda-feira.

O evento foi a concurso a par da 40.ª edição da Rampa da Falperra, a 41.ª corrida de São Silvestre, a Final Four da Taça da Liga e o Campeonato Europeu Universitário de Futsal.

Nesta sexta edição da gala, foram ainda distinguidos atletas, dirigentes, treinadores e árbitros, no evento que encheu o Altice Forum Braga.

O júri atribuiu o prémio de melhor árbitro a Andreia Sousa, árbitra de futebol, enquanto Miguel Santos, Treinador da Equipa de Futebol Feminino do Sporting Clube Braga, venceu na categoria de melhor treinador.

Foto: Divulgação / SC Braga (Arquivo)

O prémio de melhor dirigente desportivo foi atribuído a Manuel Machado, Presidente da Associação Futebol Braga, e o prémio de Mérito e Excelência ao Professor José Ribeiro.

Os títulos nacionais e internacionais alcançados pelos clubes e atletas também foram reconhecidos pelo Município de Braga, numa Gala que se revelou transversal a todas as modalidades.

Continuar a ler

Futebol

Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva nomeados para a Bola de Ouro

Estreia do ex-benfiquista

em

Foto: FPF / Divulgação

Os avançados portugueses Cristiano Ronaldo, vencedor da Bola de Ouro em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, e Bernardo Silva integram a lista de nomeados para o troféu que distingue o melhor futebolista mundial do ano.

O defesa holandês Virgil van Dijk, designado melhor jogador da época 2018/19 pela UEFA, também está entre os 20 candidatos já anunciados, de um total de 30, ao troféu atribuído pela revista francesa France Football.

Enquanto Cristiano Ronaldo, campeão italiano pela Juventus, foi nomeado pela 16.ª vez, Bernardo Silva, que conquistou o título inglês ao serviço dos Manchester City, estreia-se entre o lote de candidatos ao prémio de melhor futebolista mundial.

O vencedor do prémio será anunciado em 02 de dezembro.

Continuar a ler

Populares