Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Jovem de Aveiro julgado por rapto de menor de Ponte de Lima em 2017

em

Foto: CMTV

Um juiz de instrução criminal de Aveiro decidiu levar a julgamento o jovem de Vagos que em março de 2017 terá convencido uma rapariga de 13 anos de Ponte de Lima a abandonar a família para ir ter consigo.

A informação consta de uma nota da Procuradoria Geral Distrital (PGD) do Porto, publicada esta quinta-feira na sua página oficial na Internet.

O arguido, conhecido no local como “escadote”, foi pronunciado pela prática de um crime de rapto agravado, um crime de subtração de menor, doze crimes de abuso sexual de crianças e um crime de detenção de arma proibida.

O despacho de pronúncia, datado de 16 de janeiro, aceita integralmente a acusação do Ministério Público (MP).

De acordo com a acusação, o arguido encetou contactos com a rapariga através do Facebook e a pretexto de que a amava convenceu-a a deslocar-se da sua residência para Vagos, à revelia dos pais, o que esta fez no dia 3 de março de 2017, seguindo as instruções dadas pelo arguido quanto aos meios de transporte a usar.

O MP considerou indiciado que em Vagos o arguido conduziu a jovem a uma casa de residência pertença de familiares, onde a teve sob o seu domínio, à exceção dos breves instantes em que num desses dias lhe permitiu sair, e ainda que, durante esse tempo, manteve com a jovem trato sexual.

A jovem esteve encerrada na referida casa até ao dia 10 de março, quando foi encontrada pela Polícia Judiciária que a localizou através do sinal do telemóvel.

O arguido continua a aguardar os ulteriores termos do processo em prisão preventiva.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Ponte de Lima

‘Concerto à La Carte’ com Ana Bustorff para ver em Ponte de Lima

Peça interpretada por Ana Bustorff

em

Foto: Divulgação

O Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima recebe, hoje, às 21:30, ‘Concerto À La Carte’, de Franz Xaver Kroetz, com
encenação de Rui Madeira e interpretação de Ana Bustorff. Os bilhetes custam quatro euros.

Este Concerto “à la Carte” é um olhar frio, concreto, real até aos ossos, da vida vivida por cada vez mais mulheres em cada cidade. É a comédia social ao contrário.

Se até aos anos setenta a tese era que o casamento seria uma invenção da burguesia e da classe dirigente para manter a fortuna e o património no seio da família e confiado aos herdeiros, hoje, essa falsa moral ruiu e sobre a pressão do neo-liberalismo, a mulher é cada vez mais colocada entre o mercado da precariedade generalizada, com retorno à ideologia do casamento numa perspectiva de sobrevivência económica.

Concerto “à la Carte” é a vidinha duma senhora, igual a tantas que moram no apartamento ao lado, que se cruzam connosco no supermercado, a quem olhamos sem ver e que morrem sem sabermos e sem elas mesmas darem por isso. Não contam, fazem parte da estatística para a Europa, mas são apenas números.

É de facto uma comédia social ao contrário. É um espectáculo de risco. É um espectáculo de compromisso, de postura artística e ética sobre o nosso tempo.

É uma performance de actriz. De uma grande actriz que, mais uma vez escolheu o caminho mais difícil. Afinal o caminho da Companhia de Teatro de Braga. Mas é também uma Homenagem a todas as Mulheres que não são acontecimento.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Campeão do mundo prepara época no Bike Park de Ponte de Lima: “Foi uma boa viagem, valeu a pena”

Vídeo partilhado no YouTube foi visto por cerca de 10 mil fãs

em

O inglês Danny Hart, campeão do mundo de mountain bike em 2011 e 2016, passou pelo Bike Park de Ponte de Lima, em testes de pré-época com a sua equipa Madison Saracen, entre quinta e terça-feira.

Redcar Rocket, como é conhecido o ciclista de downhill de 27 anos, partilhou imagens de uma das descidas que fez no local.

Fotos: Facebook de Danny Hart (no Bike Park) + Wikipedia

“Última dia em Portugal com a equipa da Madison Saracen Factory Race Team. Foi uma boa viagem, valeu a pena. Cinco dias a pedalar em alguns percursos longos e duros. Regresso a casa amanhã [terça-feira] para os últimos preparativos para a época que começa em março”, escreve Danny Hart para os seus mais de 275 mil seguidores no Facebook.

Para Diogo Amaral, responsável pelo espaço, “é um motivo de orgulho”. “Estamos a falar de um dos melhores dos últimos dez anos”, vinca, acrescentando que têm recebido os melhores atletas da Europa, que consideram o local como uma referência, e que ali se deslocam principalmente em fevereiro e março, “quando se juntam às equipas”.

“Entre atletas, três, e restante equipa, estiveram cá dez pessoas”, conta, revelando que, para o Bike Park “é um balão de oxigénio”. “Nos últimos dois anos tivemos aqui dois incêndios”, recorda com tristeza, lamentando que o fogo destruiu percursos e sinalética em madeira.

Criado em 2012, “o Bike Park de Ponte de Lima oferece vários serviços de bicicleta de montanha. Desde o Down Hill, Cross Country, Enduro e Passeios Turísticos pela Serra D’Arga. Entre as freguesias de Estorãos e Cabração desenvolvem-se pistas numa mancha florestal de cerca de 360 hectares desde os 138 metros a 650 metros de altitude”, conforme se lê no seu site.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Abate de árvores gerou discórdia, mas Ponte de Lima vai ter largo ‘novo’ no coração da vila

Abate de oito árvores antecede intervenção. O Largo da Lapa “não teve a atenção que merecia nos últimos anos mas agora é altura de corrigir isso com um projeto que vai tornar o Largo mais arejado, mais agradável, tornando-se uma mais-valia para o centro histórico”

em

A Câmara de Ponte de Lima vai requalificar o Largo da Lapa, no coração da vila. O projeto de requalificação foi aprovado por unanimidade em reunião de executivo e segundo declarações do presidente da Câmara a O MINHO, irá, em breve, para concurso público. “O preço base são 440 mil euros mais IVA e depois de adjudicada, a obra tem um prazo de execução de 150 dias”.

Vítor Mendes reconheceu que o Largo da Lapa “é um espaço em pleno centro histórico de Ponte de Lima que não estava a ser usufruído pelas pessoas, que não é acolhedor, com muitas sombras e, em determinadas alturas, alvo de vandalismo”.

Victor Mendes, Presidente da Câmara de Ponte de Lima. Foto: DR

Por isso, a autarquia decidiu avançar com um projeto que permita tornar aquele espaço “mais atrativo, com estacionamento ordenado”. Vítor Mendes lembra que “a Igreja da Lapa tem servido de capela mortuária e a nossa intenção não é aumentar nem diminuir o espaço de estacionamento mas apenas ordená-lo servindo também de apoio à igreja”.

O mobiliário urbano vai ser trocado, a iluminação substituída e os cabos de telecomunicações e enterrados.

Os passeios vão também ser todos retificados para permitir que as pessoas com mobilidade reduzida possam circular no largo, “uma situação que agora não se verifica porque há árvores a impedi-lo ou material urbano mal colocado”.

Corte de árvores

Segundo Vítor Mendes, “neste contexto, houve necessidade de se cortar oito árvores, umas porque estavam totalmente podres e a colocar em risco a segurança das pessoas. Reconheço que pode ter havido uma ou outra que não estava podre mas impedia que a requalificação fosse realizada”.

O autarca lembra que “o projeto prevê a plantação de 14 novas espécies de árvores adaptadas em termos de porte e que não coloquem em risco a mobilidade das pessoas”.

Quanto às vozes discordantes, Vítor Mendes entende-as: “o projeto ainda está a ser explicado às pessoas e, portanto, ainda pode haver algum desconhecimento. Mas estou convencido que no final todos vão gostar da intervenção”.

Nas declarações a O MINHO, o Presidente da Câmara de Ponte de Lima não tem problemas em admitir que o Largo da Lapa “não teve a atenção que merecia nos últimos anos mas agora é altura de corrigir isso com um projeto que vai tornar o Largo mais arejado, mais agradável, tornando-se uma mais-valia para o centro histórico”.

Continuar a ler

Populares