Seguir o O MINHO

Alto Minho

Jovens nas fronteiras para receber emigrantes que regressam a Portugal

Este sábado, em Valença, durante todo o fim de semana, em Chaves e Vilar Formoso

em

Foto: DR /Arquivo

A associação de jovens luso-descendentes Cap Magellan promove este fim de semana nos postos fronteiriços de Valença, no Minho, e em Vilar Formoso e Chaves ações de sensibilização rodoviária para receber os automobilistas emigrantes que neste período de férias regressam a Portugal.

A campanha “Sécur’Eté 2019 : Verão em Portugal” vai decorrer no sábado nas fronteiras de Valença, Vilar Formoso e Chaves e no domingo apenas nestas duas últimas.

No domingo, pelas 11:00, decorrerá no posto fronteiriço de Vilar Formoso “uma ação especial” com a presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, do secretário de Estado do Proteção Civil, José Artur Neves, e do presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Rui Ribeiro, revelou a associação.

Segundo Luciana Gouveia, delegada-geral da Cap Magellan, estas iniciativas são realizadas desde 2003 e culminam num mês de sensibilização de automobilistas, que teve início no final de junho, em França, “na área de serviço de Bordeaux-Cestas, onde a Cap Magellan começou a seguir os automobilistas nas estradas a caminho de Portugal”.

“Temos várias equipas que, ao longo do mês de julho, vão acompanhando os automobilistas nas estradas. Temos várias paragens em áreas de serviço em França”, disse, salientando o grande volume de tráfego rodoviário que este fim de semana ocorre de França para Portugal.

Este fim de semana vão “receber os emigrantes, verificar se correu tudo bem na viagem até cada um desses pontos e relembrar que, embora faltem duas ou três horas até casa, é preciso continuar a ser vigilante e continuar a conduzir de maneira segura”.

“Basicamente vamos ao contacto das pessoas, das famílias que se estão a deslocar de carro, e relembramos todos os cuidados em termos de segurança e de prevenção rodoviária a ter durante estes longos percursos, que muitas vezes chegam aos 1.500 ou 2.000 quilómetros”, afirmou.

A associação vai também realizar ações em discotecas e festivais de música, especialmente dirigidas a jovens.

“Vamos estar à saída das discotecas a controlar a taxa de alcoolemia dos jovens e relembrar os limites legais e os conselhos em termos de prevenção rodoviária”, salientou.

A Cap Magellan é a maior associação de jovens luso descendentes e portugueses em França, com vários eixos de atividade, como o apoio em termos de estágios e emprego, organização de eventos culturais e de ações de cidadania, como esta de prevenção rodoviária e outras de apelo ao voto e apoio ao recenseamento, por exemplo.

Populares