Seguir o O MINHO

Alto Minho

Jovens detidos por roubo em Arcos de Valdevez, furto no Porto e condução ilegal em Monção

Com idades entre 22 e 28 anos

em

Foto: O MINHO / Arquivo

Três homens, com idades compreendidas entre os 22 e os 28 anos, foram detidos, esta quinta-feira, em Monção, crimes de roubo, furto de veículo e condução ilegal.

Numa nota publicada no seu site, a Guarda Nacional Republicana (GNR) refere que os suspeitos foram detidos em Mazedo, naquele concelho, após um alerta para um roubo por esticão, ocorrido no concelho de Arcos de Valdevez. Os três indivíduos tinham-se colocado em fuga.

No decorrer da abordagem ao veiculo e seus ocupantes, acrescenta, “foi possível verificar que o veículo em que circulavam tinha sido furtado no distrito do Porto, no dia 19 de agosto e, para além da prática do crime de roubo, apurou-se ainda que o condutor não era detentor de habilitação legal para conduzir, pelo que se procedeu à detenção dos três indivíduos bem como à apreensão do seguinte material: um veículo, uma gazua e 10 doses de haxixe”.

Os três detidos, todos com antecedentes criminais por mais de 28 crimes de furtos, roubos, tráfico de estupefacientes e recetação, tendo inclusive já cumprido penas de prisão efetiva e estando um deles com pena suspensa, foram presentes ao Tribunal Judicial de Arcos de Valdevez.

A medida de coação aplicada a um dos detidos foi prisão preventiva, tendo aos restantes detidos sido aplicada a medida de coação de apresentações diárias no posto policial da sua de residência.

A ação, levada a cabo pelos militares da GNR de Valença, contou com o apoio do Destacamento Territorial de Arcos de Valdevez.

Anúncio

Viana do Castelo

Viana do Castelo: Ligação de Bernardo Santareno a navio Gil Eannes celebrada em peça de teatro

A apresentação da peça será a bordo do navio Gil Eannes

em

Foto: https://www.fundacaogileannes.pt / DR

Quarenta atores amadores compõem o elenco da peça de “Gil Santareno Eannes” que se estreia, na próxima sexta-feira, a bordo do navio Gil Eannes, em Viana do Castelo, para “celebrar” a ligação do médico e dramaturgo português àquela embarcação.

“O ponto de partida deste espetáculo comunitário foi a ligação de Bernardo Santareno ao navio-hospital. É um património único, uma pérola que não existe em mais lado nenhum do país. Bernardo Santareno foi médico em três navios de apoio à frota bacalhoeira portuguesa e só existe o Gil Eannes, fantasticamente recuperado”, afirmou, esta segunda-feira, à agência Lusa o diretor artístico do Teatro do Noroeste – CDV, Ricardo Simões.

Bernardo Santareno foi um dos médicos das longas campanhas, realizadas no final dos anos de 1950, integrado na equipa do navio hospital Gil Eannes – mas viajando também em arrastões como Senhora do Mar e David Melgueiro –, onde testemunhou as precárias condições de higiene, de salubridade e as jornadas de trabalho, muitas vezes ininterruptas, de dezenas de horas, a que os pescadores, parcamente pagos, eram sujeitos.

Ricardo Simões, que reparte a encenação com Ana Perfeito, adiantou que, com a estreia do espetáculo comunitário, na próxima sexta-feira, pelas 21:30, “vão ser reabertas ao público algumas áreas do navio que até aqui ainda não estavam disponíveis, nomeadamente, os espaços onde Bernardo Santareno trabalhou e habitou, na campanha que iniciou em 1958”.

A peça é interpretada por mais de 40 atores amadores, com idades entre os 12 e os 88 anos, que estiveram integrados nas três oficinas do Teatro do Noroeste-CDV- ATIVAsénior, ATIVAjúnior e Enquanto Navegávamos (formada por antigos trabalhadores dos extintos Estaleiros Navais de Viana do Castelo-ENVC).

“O trabalho que propusemos às oficinas foi o de resgatar essas memórias. A partir de pesquisas que os elementos de cada uma fizeram foram criadas cenas ficcionadas, inspiradas na passagem de Santareno pelo Gil Eannes, numa espécie de viagem pelo navio”, explicou Ricardo Simões.

O espetáculo “irá desenvolver-se pelos diferentes espaços do navio”, sendo os espetadores “desafiados a acompanhar a representação”.

“Esse será o maior desafio deste espetáculo. Levar 80 pessoas a circular, simultaneamente, dentro do navio, ao mesmo tempo que acontece o espetáculo”, referiu, explicando que cada representação está limitada a 80 pessoas.

A peça assinala ainda o vigésimo segundo aniversário do regresso do navio a Viana do Castelo. Foi resgatado da sucata em 1998 e transformado em museu, tendo desde então sido visitado por mais de um milhão de pessoas.

“Um museu carrega memórias. Um museu que outrora funcionou como navio-hospital tem uma carga ainda maior. É uma memória viva da assistência à pesca do bacalhau. Bernardo Santareno, o maior dramaturgo português do século XX, era também o médico Martinho do Rosário que deu assistência, cuidados e força a centenas de pescadores do Gil Eannes”, reforçou.

Os espetáculos, integrados nas comemorações nacionais do centenário de Bernardo Santareno, estão marcados para a próxima sexta-feira e sábado, às 21:30, e, para domingo, às 19:00.

A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete, disponibilizado nos dias do espetáculo.

O antigo navio hospital foi construído em 1955, nos extintos ENVC, para apoiar a frota bacalhoeira portuguesa nos mares da Terra Nova e Gronelândia.

Também foi navio capitania, navio correio, navio rebocador, garantindo abastecimento de mantimentos, redes, isco e combustível aos navios da pesca do bacalhau.

As comemorações do centenário de Bernardo Santareno começaram no dia 18, em Lisboa, com um encontro na Fundação Calouste Gulbenkian dedicado à sua obra e ao seu percurso.

Nascido em Santarém, em 19 de novembro de 1920, António Martinho do Rosário formou-se em Medicina e especializou-se em psiquiatria, mas foi com o pseudónimo literário Bernardo Santareno que se tornou conhecido fora dos consultórios onde trabalhou. Morreu no dia 29 de agosto de 1980, aos 59 anos.

“A Promessa”, adaptada ao cinema por António de Macedo (longa-metragem selecionada para o Festival de Cannes), “O Lugre”, “O Crime da Aldeia Velha”, “António Marinheiro ou o Édipo de Alfama”, “O Pecado de João Agonia”, “O Judeu”, “A Traição do Padre Martinho” e “Português, Escritor, 45 Anos de Idade” são algumas das peças de Bernardo Santareno, que se destacaram nos palcos.

O autor também escreveu poesia (“A Morte na Raiz”, “Romances do Mar”, “Os Olhos da Víbora”) e relatos de viagens, nomeadamente em “Nos Mares do Fim do Mundo”, onde testemunha a saga dos pescadores da antiga frota bacalhoeira portuguesa, contrariando a visão pacífica, oficial, divulgada pela ditadura, das condições de trabalho e da pesca.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana quer ser Cidade Europeia do Desporto em 2022

Anúncio foi feito durante a IV Gala do Desporto

em

O Presidente da Câmara de Viana do Castelo anunciou, na sexta-feira, na abertura da IV do Desporto do concelho, que o Município vai avançar, este ano, com a candidatura a Cidade Europeia do Desporto 2022.

“Vamos, este ano, começar a preparar a candidatura. Vai ser muito difícil, mas estou certo que com o vosso apoio vai ser possível”, afirmou José Maria Costa, perante as mais de 600 pessoas que marcaram presença naquela iniciativa.

A IV Gala do Desporto de Viana do Castelo prestou, mais uma vez, homenagem aos atletas que, na época desportiva de 2018/2019, conquistaram 240 títulos nacionais, europeus e mundiais. Foram atribuídos galardões a 144 atletas premiados, que conquistaram um total de 193 títulos nacionais federados.

O evento voltou a contar com a presença do Ministro da Educação, que se congratulou com o anúncio da candidatura da capital do Alto Minho.

“Eu, como Ministro da República, tenho de dizer que lamento não poder anunciar aqui o meu apoio público à candidatura de Viana do Castelo, todos compreenderão a razão. Mas quando ouvi o anúncio da candidatura o meu coração bateu mais rápido. Desejo muito boa sorte a Viana do Castelo”, afirmou Tiago Brandão Rodrigues.

O governante destacou o facto de Viana do Castelo receber, entre 06 e 08 de junho, os Campeonatos Nacionais de Juvenis de desporto escolar, com a participação de mais de dois mil atletas, de dez modalidades.

“Os vianenses que amam Viana são amantes do desporto e podem dar uma cor especial a este concelho para receber jovens de todo o país. É um desafio que faço aos vianenses que tão bem sabem receber para que recebam de forma especial nesse fim-de-semana”, desafiou.

Já o vereador do desporto, Vítor Lemos, afirmou que o concelho tem 4.500 atletas federados, sem contar com os mais de 10 mil atletas não federados. Os atletas distribuem-se por mais de 70 coletividades que promovem regularmente 35 modalidades, sob a orientação de cinco centenas de técnicos e meio milhar de dirigentes e colaboradores. No total, são utilizados pelos atletas do concelho 140 espaços desportivos.

Em 2019, 86 atletas alcançaram 195 títulos de campeões nacionais, 15 atletas foram campeões universitários e nove sagraram-se campeões nacionais de desporto escolar. Na lista, há ainda dois campeões nacionais militares e 12 atletas que conquistaram dez pódios mundiais e europeus. Um júri independente atribuiu novamente oito distinções e o município entregou o Prémio Homenagem e Prémio Especial da Câmara de Viana do Castelo.

Assim, como Atleta do Ano – Masculino foi nomeado Antoine Quintal Launay, que representou em 2019 o Darque Kayak Clube na modalidade canoagem. Atleta internacional, destacou-se por ter garantido o apuramento olímpico no Campeonato do Mundo de Slalom com o 4º lugar da semifinal do Campeonato do Mundo da pista de La Seu d’Urgell. É Campeão Nacional de Slalom K1 Sénior, Campeão Nacional de Slalom C1 Sénior e Campeão Nacional de Slalom K1 Patrulhas Absolutos.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

Como Atleta do Ano – Feminino o júri elegeu Cláudia Ferreira, na modalidade Atletismo – Lançamento do Dardo, a representar o Sporting Clube de Portugal em 2019. A atleta foi Campeã da Europa por Nações da 1.ª Liga e obteve o 1º lugar no ranking nacional de sub 23 e seniores (melhor marca portuguesa de 2019).

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

Como Treinador(a) do Ano, foi eleita Maria Eugénia Queirós, na modalidade Esgrima, a representar a Escola Desportiva de Viana. É treinadora da EDV desde 1994 e foi treinadora da Seleção Nacional de Florete em diversos estágios, taças do mundo, campeonatos do mundo e da Europa, juniores e seniores.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

O Atleta Revelação do Ano – Masculino é Gonçalo Neto, na modalidade Hóquei em Patins, ao serviço da Associação Desportiva de Valongo. Representou a Seleção Nacional de Sub 20, conquistou o 3.º lugar no Campeonato Europeu nas seleções sub 20 em 2018 e foi campeão nacional sub 20.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

A Atleta Revelação do Ano – Feminino é Ester Sotomaior Marques, na modalidade Andebol, pelo ABC/UMinho. Representou a Seleção Nacional de sub 17 e foi campeã nacional da 2.ª divisão sénior feminina.

Como Dirigente do Ano foi eleito João Zamith, do Surf Clube de Viana, nas modalidades surf, bodyboard, longboard, stand up paddle e surf adaptado. É presidente da direção desde 2013, num clube que conta com 632 sócios e 119 atletas federados. Em 2019, foi organizador do 1.º Campeonato Europeu de Surf Adaptado.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

A Equipa do Ano distinguida pelo júri é a equipa sénior masculina da Associação Juventude de Viana, que se classificou no 8.º lugar no Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, permitindo a sua qualificação para competir em mais uma edição da Taça WS Europe (competições europeias).

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

Como Associação Desportiva / Clube do Ano foi eleito o Centro de Atletismo de Mazarefes, fundado em 1987, que conta com 77 atletas federados. É a coletividade mais antiga do concelho para prática do atletismo, com atletas a competirem em todos os escalões etários no âmbito distrital, nacional e internacional.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

O Prémio Homenagem atribuído foi entregue a Analídia Torre, na modalidade atletismo. Foi vice-campeã europeia de corta-mato e medalha de ouro por equipas em 2000 em Malmoe (Suécia) pela seleção nacional. Foi atleta internacional por nove vezes, seis das quais em corta-mato, duas em pista e uma em estrada.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

O Prémio Especial atribuído pela Câmara de Viana do Castelo foi entregue a Alberto Pimenta Gonçalves. Natural de Viana do Castelo, conta com 61 anos de vida e mais de quatro décadas a apoiar as associações do concelho. Há cerca de 40 anos foi parar “quase por acidente” à direção do Deucriste Sport Clube, clube onde fez de tudo um pouco, entre secretariado, tesouraria e direção. Há cerca de 24 anos foi convidado para ingressar na Associação Desportiva de Barroselas, assumindo funções no secretariado. É o tesoureiro do clube, mas ao longo de todos estes anos foi motorista, roupeiro, ajudou a pintar os campos, colaborando em todas as tarefas.

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

A Gala do Desporto de Viana do Castelo é um evento anual organizado pelo município que visa distinguir e premiar as entidades e agentes desportivos que durante a época desportiva mais se notabilizaram pelos resultados alcançados ou pelos serviços prestados nas diversas modalidades desportivas, fruto do prestígio que deram à sociedade e ao desporto.

Continuar a ler

Alto Minho

Grupo belga compra centro comercial em Viana

Lima Retail Park, em Darque

em

Foto: Facebook de Lima Retail Park / Arquivo

O grupo belga Mitiska REIM comprou quatro retail parks em Portugal, incluindo o Lima Retail Park, em Darque, Viana do Castelo, foi esta segunda-feira anunciado. O Aveiro Retail Park, o Alverca Park e o Santarém Retail Park foram os outros três ativos adquiridos ao fundo norte-americano Blackstone, anterior detentor dos mesmos, numa operação levada a cabo em dezembro passado.

De acordo com o jornal ECO, o valor de venda dos quatro espaços deverá rondar os 40 milhões de euros.

Em comunicado, a Mitiska REIM, que realizou a compra através de um fundo chamado FRI, assinala a dimensão da aquisição, “uma das maiores de sempre” em Portugal.

“Ao longo dos últimos três anos, construímos uma plataforma de retail parks espalhados pelo país, somando mais de 135.000 metros quadrados de ABL tanto em funcionamento, como em desenvolvimento. Esta última aquisição, uma das maiores de sempre observadas em Portugal, consolida a posição de liderança da Mitiska REIM no mercado”, salienta Alfonso Cuesta, diretor de investimentos do grupo belga na Península Ibérica, citado no comunicado.

O Lima Retail Park foi inaugurado em 2007. Dispõe de 14 lojas de média dimensão, bem como parque de estacionamento com capacidade para 415 viaturas, comum a todas elas, segundo dados disponíveis no seu site.

Continuar a ler

Populares