Seguir o O MINHO

Fafe

Jovem morre em colisão na variante Fafe-Guimarães

Em Arões

em

Foto: Ivo Borges

Um homem com idade a rondar os 30 anos, morreu esta segunda-feira à noite, na sequência de uma colisão entre uma viatura ligeira de mercadorias e um pesado, na variante à EN206, sentido Fafe-Guimarães, em Arões, disse a O MINHO o comandante dos Bombeiros Voluntários de Fafe, Gilberto Gonçalves.

O alerta foi recebido às 20:01.

Os Bombeiros Voluntários de Fafe encontram-se no local com 15 operacionais e seis viaturas, para onde também foi mobilizada uma viatura de desencarceramento da corporação de Guimarães e uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

A GNR e a PSP também se encontram no local.

Em desenvolvimento

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Fafe

Europeias: Fafe deu primeiro banho de multidão ao cabeça de lista do PS

Pedro Marques passou pela feira

em

Foto: Imagens PS

Ao quarto dia de campanha para as europeias, o socialista Pedro Marques teve o seu primeiro ‘banho de multidão’ na feira franca de Fafe, bastião socialista no Minho, onde distribuiu beijinhos e recebeu palavras de apoio.

Em dia de feriado municipal, numa feira repleta de pessoas, o “apoio” a Pedro Marques começou logo à entrada, com o vendedor de uma banca de fruta a “juntar-se” à comitiva, gritando ao microfone “PS” e “vamos ganhar e bem”.

Entre as bandeiras amarelas da Juventude Socialista, o cabeça de lista do PS percorreu a feira lado a lado com o líder da federação do PS/Braga, Joaquim Barreto, o presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, e Isabel Estrada Carvalhais, número 10 da lista do PS para as europeias.

Entre cânticos como “Pedro, amigo, a Europa está contigo” e “Nós só queremos o Pedro em Bruxelas”, a comitiva foi cumprimentando as pessoas por quem ia passando, entre vendedores ambulantes e visitantes da feira, distribuindo blocos, lápis e panfletos.

“O algodão está doce ou não? Posso dar-lhe um beijinho?”, atira Pedro Marques a uma vendedora de algodão doce, para logo depois se cruzar com uma senhora que diz só conhecer o candidato “da televisão”, embora seja do PS “desde que nasceu”.

O cabeça de lista do PS demonstra uma um carinho especial para com as crianças com quem se vai cruzando: “dás-me um beijinho, meu amor?”, diz a uma menina, para logo perguntar “dás-me cinco?” a um rapaz a quem é oferecido um lápis.

“Ai, que medo! Nós não fazemos mal!”, diz Pedro Marques, tentando tranquilizar duas meninas de olhar assustado pela agitação que se forma à passagem da comitiva, na qual participou também o histórico do PS Parcídio Sumavielle.

Ao longo da feira, Pedro Marques vai apelando às pessoas para que votem no próximo dia 26: “escolham quem entenderem, mas votem”, vai lançando o candidato, recebendo muitas vezes a resposta “nós somos do PS”.

Quase na reta final da visita, um homem com um boné com a bandeira de Portugal atira que no PS “toda a gente é boa” porque “dá aos pobres o pão que os outros tiram”, dizendo que “António Costa é o pai dos pobres”.

A incursão terminou na zona da feira dedicada à pecuária, com exemplares de bois da raça Barrosã e Baronesa Barão, ovelhas e caprinos.

Continuar a ler

Braga

Motorista agredido por passageiro que adormeceu no autocarro

Jovem que seguia na carreira Braga-Fafe queria sair na Póvoa de Lanhoso

em

Foto: DR

Um motorista da Arriva foi agredido por um passageiro e teve de receber assistência hospitalar, esta quarta-feira, no final da carreira entre Braga e Fafe.

O agressor, um jovem com 22 anos, pretendia sair na Póvoa de Lanhoso e, segundo escreve o Guimarães Digital, acabou por agredir o condutor daquela empresa de autocarros, com sede em Guimarães, quando este o acordou na Central de Camionagem de Fafe.

A vítima, com cerca de 60 anos, foi assistida pelos Bombeiros Voluntários de Fafe e levada ao hospital da cidade.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Fafe

Fafe investe 370 mil euros na remodelação da estação de camionagem

Equipamento foi construído em 1994

em

Foto: Divulgação

A Câmara de Fafe anunciou hoje o início das obras de requalificação da central de camionagem da cidade, para dotar o equipamento de melhores condições, num investimento estimado de 370 mil euros.

Segundo fonte da autarquia, a prioridade desta empreitada vai para a mobilidade e o conforto de utilização de uma infraestrutura de transportes que foi construída em 1994 e que já apresentava alguma degradação.

As obras serão comparticipadas em 85% por fundos europeus e vão incidir nos cerca de 600 metros quadrados de área coberta, procurando ajustar o equipamento às necessidades atuais de mobilidade, assumindo-se como um moderno centro coordenador de transportes.

A autarquia assinala, por outro lado, que a localização da central de camionagem, nas proximidades do mercado municipal e da zona escolar, acentua a importância do equipamento, constituindo “uma importante porta de entrada e saída da cidade” para quem se desloca de autocarro.

Refere-se, também, que se trata de “uma obra fundamental e há muito aguardada pela população”, tendo em conta a importância acrescida dos transportes públicos.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Patrocinado

Reportagens da Semana

Populares