Seguir o O MINHO

Famalicão

Jovem empreendedor de Famalicão engraxa sapatilhas e até tem serviço de urgência

Oportunidade de negócio agarrada há dois anos

em

Foto: Divulgação / Famalicão Made IN

Engraxar sapatilhas, reinventando a atividade do avô, foi a oportunidade de negócio agarrada há dois anos por um jovem de Famalicão, que agora abriu uma loja própria naquela cidade, sinal do “sucesso” alcançado.

Alexandre Marques, de 25 anos, admitiu hoje à Lusa que a história da “Engraxat” vem fazendo jus ao “primeiro estranha-se, depois entranha-se”.

“No início, havia aquela dúvida sobre quem estaria por detrás do negócio, se a engraxadela funcionaria ou não, se seria financeiramente compensadora, mas, entretanto, a coisa foi passando de boca em boca e hoje posso dizer que o negócio está a correr bem”, referiu.

Neto de engraxador, Alexandre trabalhou alguns anos em lojas de desporto, sendo frequentemente questionado pelos clientes sobre como limpar as sapatilhas.

Foi então que lhe surgiu a ideia de se tornar “engraxador de sapatilhas”, tendo começado a estruturar o plano de negócios da “Engraxat” em setembro de 2016, com o apoio da equipa do Gabinete de Apoio ao Empreendedor do Famalicão Made IN.

O negócio foi lançado em março de 2017 e no sábado Alexandre abriu a sua loja própria, em Famalicão.

“Agora, os clientes podem deixar diretamente aqui as suas sapatilhas para engraxar”, referiu.

No entanto, o calçado pode ainda ser deixado em vários locais da cidade, como um café, uma barbearia, uma escola de dança, um ginásio e uma academia de futebol.

Em três ou quatro dias, as sapatilhas ficam prontas, “a brilhar”.

“A engraxadela acaba por compensar ao cliente, já que há sapatilhas que são extremamente caras e que, depois de passarem pelas minhas mãos, ficam como novas”, explicou.

A “Engraxat” tem mesmo um “serviço de urgência”, que resolve “na hora” o problema de um qualquer par de sapatilhas pelo qual o cliente não possa esperar.

No fundo, como referiu Alexandre Marques, este serviço segue, “de certa forma”, o espírito dos tradicionais engraxadores de rua, em que o cliente, ao fim de poucos minutos, sai com os sapatos a brilhar.

No entanto, a “Engraxat” vai muito para além disso, apostando na total reinvenção da atividade de engraxador.

Ali, o cliente pode optar pela limpeza clássica, relativa apenas ao exterior da sapatilha, ou pela limpeza profunda, que inclui limpeza exterior, interior, serviço de fragrância e desodorização.

A empresa vai também começar a trabalhar com uma transportadora a nível nacional, para recolher e entregar as sapatilhas em qualquer ponto do país, sem que a pessoa tenha de se deslocar a Famalicão.

Anúncio

Famalicão

Jovem encontrado morto numa zona florestal de Famalicão

Em Arnoso Santa Eulália

em

Foto: DR / Arquivo

O corpo de um homem com cerca de 25 anos foi encontrado, este domingo, por populares no Monte das Ermidas, numa zona florestal de Arnoso Santa Eulália, Famalicão.

O homem não trazia consigo qualquer identificação, apenas um telemóvel e tabaco.

Os populares alertaram o 112, que confirmou o óbito no local. O corpo foi transportado para a morgue da unidade de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave, mas será autopsiado no Hospital de Braga.

Continuar a ler

Famalicão

Vem aí o Laurus Nobilis Music, o festival rock de Famalicão

Ao todo são mais 30 bandas distribuídas por 3 palcos, dois deles gratuitos

em

Foto: DR

Quatro dias, três palcos (dois deles gratuitos) e mais de três dezenas de bandas. São estes os números da quarta edição do Festival Laurus Nobilis Music, que regressa a Louro, Vila Nova de Famalicão de 25 a 28 de julho com um cartaz “da pesada” recheado de muito e bom Heavy Metal e Rock Alternativo.

Os alemães Contradiction e Crematory, os italianos Fleshgod Apocalipse, os suíços Samael, os portugueses Peste e Sida e os suecos Hypocrisy, Soilwork e Entombed A.D. são alguns dos nomes que vão passar pelo palco do Laurus Nobilis, cujo recinto terá praça de restauração, espaço de merchandising, campismo/caravanismo e um espaço para atividades lúdicas com vários artistas e associações locais.

Sobre a edição deste ano do festival, a organização garante que o Laurus Nobilis continuará a ser “uma grande festa e uma digna homenagem à Música, quer na sua vertente profissional, quer como montra para projetos artísticos emergentes, sobretudo de teor amador”.

Ao todo são mais 30 bandas distribuídas por 3 palcos – o palco principal de entrada com bilheteira (Palco Porminho) e dois de entrada gratuita (Palco Estrella Galicia e o Palco CEVE “Faz a Tua Cena”).

A 200 metros do palco principal os festivaleiros vão encontrar a zona de campismo/caravanismo. Este espaço, que abre portas já hoje, é gratuito, tem capacidade para 1000 tendas e está equipado com os indispensáveis WC, chuveiros, um pequeno mercado e uma tenda de apoio com pequenos-almoços e lanches.

Os bilhetes diários – com exceção para dia 25 (gratuito) – têm o custo de 30 euros, sendo que o passe geral para os quatro dias custa 60 euros. A organização colocou ainda à venda um Bilhete VIP, com venda exclusiva em www.laurusnobilis.pt, com acesso a estacionamento em parque privado e à zona de autógrafos e backstage, entre outras condições.

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais, entre eles a Bilheteira Online, em www.bol.pt/musica_festivais, e a loja online do Laurus, em www.laurusnobilis.pt.

Recorde-se que o Laurus Nobilis Music é promovido desde 2016 pela Associação Ecos Culturais do Louro, com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão.

Continuar a ler

Desporto

Relvado de clube de Famalicão incendiado

em

Foto: Facebook de Ribeirão FC

Partes do relvado sintético do centro de formação do Ribeirão FC foram queimados este fim de semana, segundo revelou o clube nas suas redes sociais.

Comunicado Ribeirão FCA direcção do Ribeirão FC vem por este meio repudiar os actos de vandalismo ocorridos no Centro…

Publicado por Ribeirão Futebol Clube em Sábado, 20 de julho de 2019

Os responsáveis do clube apelam à população que, no caso de terem informações sobre este ato de vandalismo, informem as autoridades competentes.

A direção informou que irá apresentar queixa na GNR Famalicão contra desconhecidos.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares