Seguir o O MINHO

Famalicão

Jovem empreendedor de Famalicão engraxa sapatilhas e até tem serviço de urgência

Oportunidade de negócio agarrada há dois anos

em

Foto: Divulgação / Famalicão Made IN

Engraxar sapatilhas, reinventando a atividade do avô, foi a oportunidade de negócio agarrada há dois anos por um jovem de Famalicão, que agora abriu uma loja própria naquela cidade, sinal do “sucesso” alcançado.

Alexandre Marques, de 25 anos, admitiu hoje à Lusa que a história da “Engraxat” vem fazendo jus ao “primeiro estranha-se, depois entranha-se”.

“No início, havia aquela dúvida sobre quem estaria por detrás do negócio, se a engraxadela funcionaria ou não, se seria financeiramente compensadora, mas, entretanto, a coisa foi passando de boca em boca e hoje posso dizer que o negócio está a correr bem”, referiu.

Neto de engraxador, Alexandre trabalhou alguns anos em lojas de desporto, sendo frequentemente questionado pelos clientes sobre como limpar as sapatilhas.

Foi então que lhe surgiu a ideia de se tornar “engraxador de sapatilhas”, tendo começado a estruturar o plano de negócios da “Engraxat” em setembro de 2016, com o apoio da equipa do Gabinete de Apoio ao Empreendedor do Famalicão Made IN.

O negócio foi lançado em março de 2017 e no sábado Alexandre abriu a sua loja própria, em Famalicão.

“Agora, os clientes podem deixar diretamente aqui as suas sapatilhas para engraxar”, referiu.

No entanto, o calçado pode ainda ser deixado em vários locais da cidade, como um café, uma barbearia, uma escola de dança, um ginásio e uma academia de futebol.

Em três ou quatro dias, as sapatilhas ficam prontas, “a brilhar”.

“A engraxadela acaba por compensar ao cliente, já que há sapatilhas que são extremamente caras e que, depois de passarem pelas minhas mãos, ficam como novas”, explicou.

A “Engraxat” tem mesmo um “serviço de urgência”, que resolve “na hora” o problema de um qualquer par de sapatilhas pelo qual o cliente não possa esperar.

No fundo, como referiu Alexandre Marques, este serviço segue, “de certa forma”, o espírito dos tradicionais engraxadores de rua, em que o cliente, ao fim de poucos minutos, sai com os sapatos a brilhar.

No entanto, a “Engraxat” vai muito para além disso, apostando na total reinvenção da atividade de engraxador.

Ali, o cliente pode optar pela limpeza clássica, relativa apenas ao exterior da sapatilha, ou pela limpeza profunda, que inclui limpeza exterior, interior, serviço de fragrância e desodorização.

A empresa vai também começar a trabalhar com uma transportadora a nível nacional, para recolher e entregar as sapatilhas em qualquer ponto do país, sem que a pessoa tenha de se deslocar a Famalicão.

Anúncio

Ave

Famalicão voltou com a maior noite de Carnaval de Portugal

Festa

em

Foto: Facebook do Município de Famalicão / DR

Famalicão recebeu milhares de foliões para a sua já famosa noite de Carnaval, atraindo mascarados e foliões, não só do concelho, como também, de outras zonas do Norte do país.

A animação ficou a cargo do Grupo Musical Terceira Dimensão e de DJ’s instalados em vários pontos da cidade.

O evento começou a ser organizado, nos anos 80, por um grupo de foliões famalicenses e é já um dos mais notórios carnavais no território nacional.

A festa durou até de manhã mantendo a tradição dos anos anteriores.

Continuar a ler

Ave

Onze ‘foliões’ assistidos por intoxicação alcoólica no Carnaval de Famalicão

Carnaval de Famalicão

em

Foto: Bombeiros Famalicenses

Foram registadas mais de uma dezena de intoxicações alcoólicas durante a véspera de Carnaval, em Famalicão, naquela que é considerada a festa noturna de Entrudo com maior afluência em todo o país.

Só nos registos do Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga, foram efetuadas onze assistências devido ao consumo excessivo de álcool, com algumas das vítimas a inspirarem alguns cuidados.

Fonte dos bombeiros disse a O MINHO que os trabalhos de assistência por consumo excessivo de álcool iniciaram cerca das 00:16 horas, culminando na última pessoa assistida, já cerca das 06:30. Pelo meio, foram onze as pessoas assistidas pelas equipas de emergência situadas no local.

Há ainda registo de outros casos de intoxicação, mas onde não houve necessidade de intervenção médica, com os mesmos a serem transportados por amigos para a tenda hospitalar móvel (que ficava a alguns metros do local de folia) ou para o serviço de urgência do Hospital de Famalicão.

Durante a “maior noite do ano” em Famalicão, estiveram presentes mais de 100 elementos para assegurar o bom funcionamento do evento, entre bombeiros, proteção civil municipal, polícia municipal e PSP e ainda elementos do Hospital de Famalicão e dos Serviços Municipais.

A GNR efetuou várias operações de fiscalização rodoviária relativamente ao consumo de álcool, em diversos pontos de saída da cidade de Famalicão.

Há ainda a assinalar alguns pequenos furtos no corso carnavalesco que juntou dezenas de milhares de pessoas no centro da cidade.

Continuar a ler

Ave

Levado ao hospital de Braga para remover ouro ingerido durante roubo

Insólito aconteceu durante um assalto em Famalicão

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem engoliu um fio e uns brincos em ouro, roubados a uma idosa de 81 anos, durante um assalto a uma residência em Vale de S. Cosme, Vila Nova de Famalicão, este domingo de manhã, tendo posteriormente sido interceptado, identificado e transportado ao Hospital de Braga para que as peças lhe fossem retiradas do corpo.

Segundo a rádio Cidade Hoje, que conta a história, o assaltante foi surpreendido no interior da habitação pela mulher, altura em que lhe retirou brincos e fio e se colocou em fuga.

Contudo, acabou por ser localizado pelos familiares da vítima, quando se preparava para apanhar um táxi.

Após ser identificado pela polícia, chamada ao local, foi transportado ao hospital.

As peças de ouro já foram, entretanto, devolvidas à proprietária.

 

Continuar a ler

Populares