Seguir o O MINHO

Alto Minho

Jovem condenado por tentar matar mulher em Ponte de Lima volta a ser detido por atear incêndios

Crime

em

O suspeito à saída da PJ. Foto: O MINHO

Um jovem de 27 anos foi detido, ontem, pela Polícia Judiciária (PJ) de Braga suspeito de ter ateado 16 incêndios no concelho de Ponte de Lima.

O suspeito foi condenado, recentemente, a cinco anos de prisão com pensa suspensa, por tentar matar uma mulher, de 46 anos, atirando-a duma ravina no Monte de Santo Ovídio, em Arcozelo, e de lhe arremessar pedras, no ano passado.

A informação foi avançada pela CMTV e, entretanto, confirmada por O MINHO.

Anteriormente, o suspeito já tinha sido detido por atear incêndios em Ponte de Lima, mas, como O MINHO noticiou, acabou sendo absolvido pelo tribunal.

Agora, volta a ser detido pela Polícia Judiciária por atear, nos últimos tempos, vários incêndios nas freguesias de Calvelo e Fojo Lobal, Ponte de Lima.

Em comunicado, a PJ refere que “os factos remontam aos últimos dois meses, reportando-se a ocorrências que se verificaram em freguesias do concelho de Ponte de Lima, com grande dispersão geográfica”.

“Os incêndios, que eram ateados sobretudo em zonas rurais e junto a estradas secundárias, consumiram principalmente vegetação arbustiva e arbórea, por vezes iniciados em contentores de reciclagem, não tendo atingido maiores proporções e manchas florestais de dimensões consideráveis devido à precoce intervenção dos bombeiros e populares”, refere o comunicado.

O suspeito, “dozando de grande mobilidade, ateou os incêndios com recurso a chama direta, por motivos ainda não concretamente determinados”.

A PJ acredita que o detido “seja responsável pela autoria de dezenas de incêndios ocorridos nos últimos anos no mesmo concelho e áreas limítrofes”.

Deverá ser presente, na tarde desta sexta-feira, no Tribunal de Viana do Castelo para aplicação das medidas de coação.

Notícia atualizada às 14h03 com comunicado da Polícia Judiciária.

EM FOCO

Populares