Seguir o O MINHO

Braga

Jovem bailarina Carolina Costa conquista mais três medalhas de ouro nos Estados Unidos

Com apenas 12 anos, a bailarina de Braga continua a sua auspiciosa carreira. Conquistou agora mais três primeiros lugares num dos mais importantes concursos da América do Norte, que se realizou no estado de Montana, entre 09 e 12 de janeiro

em

Foto: Facebook de Ricardo Costa

A bailarina bracarense Carolina Costa, de apenas 12 anos, conquistou mais três medalhas de ouro para o seu palmarés, no Ballet Beyond Borders Grand Prix Dance Challenge, importante competição que decorreu entre 09 a 12 de janeiro, em Missoula, cidade do estado de Montana, nos Estados Unidos.

Foto: Facebook de Ricardo Costa

A aluna do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez foi primeira classificada em Solo contemporâneo “All is full of Love”, Solo Clássico “Le Corsaire” e Pas de Deux “Flames of Paris” com Francisco Gomes, no escalão student (estudante).

Foto: Facebook de Ricardo Costa

Desta forma a prodigiosa bailarina consegue o primeiro lugar em todas as categorias em que competiu e vê o seu nome inscrito na galeria de vencedores desta competição, juntando-se a grandes bailarinos de várias países, como Canadá, Coreia do Sul, China, EUA, México, Itália, Roménia, entre outros.

“Estou muito feliz por receber estes prémios na primeira vez que participo nesta competição tão especial. Foi uma oportunidade única de partilhar o palco com bailarinos e bailarinas reconhecidos mundialmente e em cada dia da competição, tanto nas aulas como durante as atuações aprendi imenso. Gostava de agradecer aos meus professores do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez pela dedicação, carinho e profissionalismo e hoje de uma forma muito especial ao Professor Enrique Perez Cancio Cantero que coreografou o solo de contemporâneo com que conquistei o primeiro lugar nessa categoria” referiu Carolina Costa numa nota enviada a O MINHO.

“Quero também dar os parabéns aos meus colegas e amigos do Conservatório que me acompanharam nesta viagem pelas maravilhosas atuações e pelos prémios que receberam”, acrescentou.

Organizado pelo Rocky Mountain Ballet Theatre, o Ballet Beyond Borders Grand Prix Dance Challenge incorpora a excelência do ballet em todas as suas expressões da dança e apresentou a concurso vários talentos mundiais durante os quatro dias da competição.

De acordo com a diretora do concurso e presidente daquela organização, Charlene Carey, o Ballet Beyond Borders é uma oportunidade única para que bailarinos de todo o mundo, que são convidados pela organização, possam beneficiar além da competição em si, de workshops diários, experiência em palco com bailarinos profissionais, programas culturais e uma conferencia diplomática com representantes de mais de 20 nacionalidades.

O Ballet Beyond Borders contou com a presença de autores, compositores, bailarinos profissionais, professores, artistas, convidados do governo dos EUA e diplomatas.

Estrelas mundiais que incluem entre outros, Jorge Barani – Bailarino Principal de Cuba e Patric Palkens – Bailarino Principal do Boston Ballet juntam-se aos bailarinos concorrentes de mais de 20 países, entre os quais Coreia do Sul, México, Georgia, China, Brasil, Roménia, Canadá, Itália, Paquistão, Israel, entre outros.

Portugal esteve representado por cinco estudantes do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez que vão apresentar coreografias a solo de Ballet Clássico e Contemporâneo, bem como Duetos Contemporâneo e Pas de Deux Clássico.

Foto: Facebook de Ricardo Costa

Recorde-se que esta bailarina bracarense, de apenas 12 anos, mudou-se recentemente da Ent’artes – Escola de Dança de Braga para o Conservatório Internacional de Dança Annarella Sanchez e recebeu no inicio do mês de junho de 2018 um voto de louvor da Assembleia da República pela sua carreira como bailarina.

Sobre Carolina Costa

Carolina Costa nasceu em Braga em outubro de 2006, com apenas três anos iniciou o seu percurso na dança. Aos oito anos integrou a Ent’artes – Escola de Dança de Braga, tendo já participado em vários saraus, eventos e espetáculos. Em Junho de 2018 muda-se para o Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez em Leiria.

Prémios em Concursos e Festivais

Vencedora do Prémio Jovens Talentos de Braga, na Gala realizada em Setembro de 2017 no Theatro Circo.

Em 2016 iniciou a participação em competições, tendo sido sempre premiada ou medalhada nos vários concursos onde participou, nomeadamente:

Leiria Dance Competition, Leiria, Março de 2016: Medalha de Bonze, categoria solista contemporâneo

Norte Festival Dança, Porto, Abril de 2016: Medalha de Prata, categoria grupo livre

Dance World Cup semi finals, Figueira da Foz, Fevereiro de 2017: Medalha de bronze, categoria de quarteto clássico / Medalha de prata, categoria grupo de contemporâneo

Norte Festival Dança, Porto, 22 e 23 de Abril de 2017: Medalha de Prata, categoria de trio clássico / Medalha de Bronze, categoria de trio clássico / Medalha de Prata, categoria de dueto clássico / Prémio especial: World All Dance International Orlando, 2017 apurada pelo terceiro lugar obtido no Festival

Leiria Dance Competition, Figueira da Foz, 29, 30 de Abril e 1 de maio de 2017: Medalha de Bronze, categoria de solista clássico / Medalha de Ouro, categoria de solista contemporâneo / /Medalha de Ouro, categoria Trio Clássico “Pas de Trois do Quebra Nozes” / Medalha de Prata, categoria grupo clássico “Papaguenos” / Medalha de Ouro, categoria grupo contemporâneo “Alma Mater” / Medalha de Prata, categoria grupo contemporâneo “Schindler’s List” / Prémio especial melhor solista contemporâneo (divisão A)

Concurso Internacional de Bailado, Porto, 19, 20 e 21 de Maio de 2017: Medalha de Ouro, categoria grupo de contemporâneo “Alma Mater” / Medalha de Prata, categoria solista contemporâneo / Medalha de Bronze, categoria trio de clássico “Pas de Trois Quebra-Nozes” / Medalha de Bronze, categoria grupo clássico “Papaguenos” / Prémio especial melhor solista eleita pelo público (Prémio Ballet Rosa)

Dance World Cup, Offenburg, Alemanha, 23 de Junho a 1 Julho de 2017: Medalha de Bronze, categoria grupo de contemporâneo “Alma Mater”

YAGP (Youth America Grand Prix) Semi-Final Europeia, Paris, 8 a 12 de Novembro 2017 – Top 12 na categoria Pré-Competitivo como solista em contemporâneo, 3º lugar em Pas de Deux – Harlequinade.

Tanzolym 2018 – Final, Berlim, 16 a 19 de Fevereiro de 2018 – 2º Lugar em Pas de Deux Clássico – Harlequinade

Dançarte Algarve International Dance Compettition – Faro, Abril 2018 – Medalha de Bronze em Dueto Clássico “Dueto para Handell” com Diana Faria.

Concurso Sonhos nos Pés, Braga, Abril 2018 – 2º Lugar com a coreografia Neoclássica “Luna Llena” em dueto com João Pedro Freitas.

Concurso Internacional de Bailado, Porto, 11, 12 e 13 de Maio 2018: Medalha de Ouro, categoria de Dueto Clássico “Dueto para Handell” / Medalha de Bronze, categoria de PAs de Deux “Pas de Deux Harlequinade” / Medalha de Bronze, categoria de Grupo Clássico “PAs de Quatre Swan Lake”

Dance World Cup, Barcelona, Espanha, 22 a 30 de Junho de 2018:
Medalha de Ouro, Coreografia “Amanhecer” em Children Ballet Group Any Style / Medalha de Ouro, Coreografia “Mosquito Tweeter” em Senior Large Group Modern / Medalha de Prata, Coreografia “Suite do Corsário” em Junior
Small Group Ballet / Medalha de Ouro, Coreografia “Vozes da Primavera” em
Junior Large Group Classical Ballet / Medalha de Ouro, Coreografia “Seguidillas de Don Quixote” em Senior Large Group Classical Ballet

Youth America Grand Prix – Semi-final, Paris, 11 a 14 de Novembro de 2018 – Medalha de Ouro em Ensemble – Coreografia “Fairy Doll”, sendo que as restantes 3 coreografias de grupo apresentadas ficaram no TOP 12 e foram apuradas para a final que se realiza em Nova Iorque em Abril de 2019.

Youth America Grand Prix – Semi-Final, Barcelona, 6 a 9 de Dezembro de 2018 – 2º Lugar em Pas de Deux Clássico com Francisco Gomes – “Flames of Paris” / Medalha de Ouro nas 4 coreografias de grupo apresentadas e consequente apuramento para a final que se realiza em Nova Iorque em Abril de 2019.

Votos de Louvor

Como reconhecimento das conquistas alcançadas durante a sua ainda curta carreira como bailarina, foram-lhe atribuídos os seguintes votos de louvor/saudação:

Voto de Saudação Nº 595/XIII
da Assembleia da República, apresentado pelo Grupo Parlamentar do PSD e aprovado por unanimidade a 12 de Julho de 2018.
Voto de Louvor Nº 586/XIII da Assembleia da República, apresentado pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP e aprovado por unanimidade a 6 de Julho de 2018.
Voto de Louvor da Câmara Municipal de Braga, aprovado por unanimidade a 20 de Novembro de 2017 pela participação na meia final europeia do YAGP.

Voto de Louvor da Câmara Municipal de Braga aprovado por unanimidade a 8 de Março de 2018 pela participação na Final do Tanzolymp.

Bolsas de Estudo

Nos últimos dois anos foi também admitida por audição e com bolsa de estudo nas seguintes escolas de ballet:

Royal Ballet School, Londres – Intensive Summer School, verão de 2016 e 2017

École de la Ópera National de Paris – Summer School em julho 2017

Bolshoi Ballet Academy, Connecticut – Summer Intensive Course no verão de 2017

American Ballet Theater (ABT), Nova Iorque – Summer School no verão de 2017

Conservatório Privado de Portugal – Academia Annarella Sanchez – Curso de verão 2017

Companhia Instável – Campo de Férias 2017

Bolshoi Ballet Academy, Connecticut – Summer Intensive Course no verão de 2018 (3 Semanas)

Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez – Curso de verão 2018 (4 semanas)

Ballet Heritage Summer Academy São Petersburgo – Curso de verão 2018 (3 semanas)

Anúncio

Braga

Motociclista morre em variante de Braga

Óbito

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Um motociclista de 48 anos perdeu a vida na sequência de uma colisão com um automóvel, ao final da tarde desta quinta-feira, na variante de acesso às autoestradas A3 e A11 (sentido Norte-Sul), disse a O MINHO fonte do CDOS de Braga.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O alerta foi dado cerca das 19:20 para o troço da variante em Celeirós. Após a colisão, o motociclista caiu 50 metros adiante. A mota imobilizou-se a 100 metros dele. Teve morte imediata.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

No local estiveram os Bombeiros Sapadores de Braga com o apoio da equipa médica da VMER de Famalicão, que confirmou o óbito.

O corpo da vítima, residente em Famalicão, foi transportado para o Instituto de Medicina Legal.

Continuar a ler

Braga

Póvoa de Lanhoso reduz dívida e executa 95% da receita

Finanças

em

Foto: Divulgação

A autarquia da Póvoa de Lanhoso registou, em 2019, uma execução da receita de 95%, segundo os documentos de prestação de contas que serão analisados em Assembleia Municipal, avançou hoje a autarquia.

Segundo aquela Câmara, do ponto de vista financeiro, “verifica-se que as receitas correntes não só financiaram as despesas correntes na íntegra, como ainda financiaram 48% das despesas de capital, gerando-se uma poupança corrente de 3,4 milhões de euros”.

O equilíbrio orçamental foi terá sido contemplado e regista-se um excedente de 2,9 milhões de euros.

A redução de 6.2% da dívida global é outro dos pontos a destacar, com ênfase na diminuição de 672 milhares de euros nas dívidas de curto prazo, face ao período homólogo, refere ainda o mesmo documento.

“De resto, destaca-se, desde o início do presente mandato, uma diminuição da dívida total na ordem dos 14% (-1 milhão de euros). Segundo a DGAL, o prazo médio de pagamento a 31 de dezembro de 2019 é de 6 dias, o que representa uma melhoria em relação a 2018 (17 dias)”, acrescenta.

Outro indicador é o saldo de gerência. No ano em apreço, “liquidaram-se todas as faturas a fornecedores de conta corrente e de imobilizado, com exceção de faturas que foram já rececionadas em janeiro”.

O saldo de gerência é no valor de 1,5 milhões de euros.  “Quando comparado com o ano anterior, fica evidente uma melhoria na capacidade de satisfação das obrigações a curto prazo do município, com um aumento da liquidez imediata”, escreve a autarquia.

“Globalmente foram concretizados projetos em todas as áreas: alargamento da rede de água e saneamento, concurso da eficiência energética na iluminação pública, requalificação da Escola EB 2/3 Gonçalo Sampaio, regeneração urbana, concursos superiores a 2 milhões de euros para obras nas freguesias, novas respostas sociais ao nível do apoio nos medicamentos e nas creches, de entre outros que evidenciam preocupação com os jovens e com a criação de dinâmicas culturais, recreativas e desportivas potenciadoras do desenvolvimento do concelho”.

Continuar a ler

Braga

Casa dos Crivos, em Braga, reabre ao público a 05 de junho

Cultura

em

Foto: DR / Arquivo

A Galeria Municipal Casa dos Crivos irá reabrir ao público no dia 05 de junho, às 10:00, com a exposição “Mostra em Três Actos”, de Patrícia Ferreira, foi hoje anunciado. Esta exposição reúne trabalhos de diversas coleções desenvolvidas pela autora desde 2014 e estrutura-se, em três “Actos”.

Em comunicado, a Câmara refere que a exposição estará patente até ao dia 05 de julho, com entrada gratuita, assegurando que todas as recomendações da DGS serão cumpridas.

Para isso, o Município de Braga definiu um manual interno de procedimentos e um pequeno conjunto de normas de segurança a ter em conta: uso obrigatório de máscara no interior da galeria, desinfeção de mãos à entrada com gel desinfetante disponibilizado para o efeito e o número de pessoas no interior da galeria será limitado a quatro.

Num primeiro “Acto”, a exposião exibe algumas obras da coleção O Circo da Vida. Apresenta também instantâneos do quotidiano, desenhos de observação e que mostram a sua leitura da cidade – como a vive e como se envolve com ela.  E por fim, expõe os 33 trabalhos que integram a coleção Exposição 33, um por cada cela do Recolhimento das Convertidas.

“Esta coleção representa o primeiro período da instituição, que corresponde ao do recolhimento e da clausura. Além de refletir sobre as parcas perspetivas de vida daquelas mulheres, serve também a coleção Exposição 33 para lembrar e homenagear mulheres que viveram e, ou sobreviveram sem opções e que se viram colocadas/anuladas nas bordas da sociedade, privadas da vida e de pensamento livre”, conclui a mesma nota.

Continuar a ler

Populares