Seguir o O MINHO

Desporto

José Correia, de Braga, vence Rampa da Penha

Campeonato ao rubro

em

Foto: Rui Dias / O MINHO

O piloto bracarense, José Correia, em Norma M20 FC, foi o vencedor da 43.ª Rampa da Penha 2022, disputada no fim de semana passado, com bom tempo e muito público ao longo do percurso. Em segundo lugar ficou o vencedor da primeira rampa do campeonato, em Murça, Hélder Silva, num Osela PA2000. Nuno Guimarães, num Silvercar S2, fechou o pódio.

Com seis protótipos na disputa, o Campeonato de Portugal de Montanha está altamente competitivo, com o vencedor da primeira prova do campeonato a ceder o lugar a José Correia, que tinha ficado pelo segundo posto na prova de arranque. Nuno Guimarães, foi terceiro nos Protótipos e primeiro nos Protótipos B, à frente de Victor Bessa (Radical Club Sport).

Nos GT, Vítor Pascual conduziu o Porsche 911 GT3 Cup à vitória, relegando para o segundo posto a vencedora da edição anterior Gabriela Correia (Mercedes AMG GT4).

Na Divisão 1 de Turismos, Luís Nunes voltou a vencer, depois de ter aberto o campeonato com ouro em Murça. A trocar do Fiesta R5, que garantiu três títulos ao piloto, pelo Skoda Fabia R5 não o parece ter afetado. Também na Divisão 2, o vencedor da primeira etapa do campeonato se repetiu, com Joaquim Teixeira, em Seat Cupra TCR, a cantar vitória pela segunda vez este ano. Na Divisão 3, o piloto fafense Parcidio Sumavielle, a correr quase em casa, também obteve o segundo triunfo do campeonato.

Nos Legends, o BMW M3 de Luís Silva impôs a sua lei, deixando o segundo posto para João Macedo (BMW 328 iS). Carlos Alberto Pereira (Ford Sierra Cosworth RS) fechou o pódio nesta categoria. Os pilotos vimaranenses, Miguel Gonçalves (BMW E36) e Francisco Milheiro (Citroen Saxo), foram 4º e 6º classificados entre os Legends, respetivamente. Nos Clássicos, a luta é feita a dois, entre Fernando Salgueiro e Ricardo Loureiro, ambos em Ford Escort MK II, tendo o primeiro levado a melhor.

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

Foto: Rui Dias / O MINHO

No Campeonato de Portugal de Montanha 1300, Armando Freitas voltou a levar o Toyota Starlet ao primeiro posto, secundado por Rui Amorim, em Citroen AX e por Tiago Santos, no terceiro posto, também em Citroen AX.

A próxima prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group decorre na Serra da Arrábida, a 23 e 24 de abril.

EM FOCO

Populares