Seguir o O MINHO

Famalicão

Jorge Paulo Oliveira (PSD) acusa governo de discriminar Famalicão

Eleições Legislativas 2019

em

Foto: PSD Famalicão

“Não subsistem quaisquer dúvidas que o Ministério da Saúde olha de maneira diferente para o Centro Hospitalar do Médio Ave, consoante se trate da unidade hospitalar de Vila Nova de Famalicão ou da unidade hospitalar de Santo Tirso”.

A denúncia é feita pelo candidato do PSD de Vila Nova de Famalicão que integra as listas à Assembleia da República por Braga, Jorge Paulo Oliveira, que critica a falta de apoio do Ministério da Saúde à criação da Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente, um projeto do Hospital de Famalicão.

“O mesmo Ministério da Saúde que se mostrou indisponível para custear as obras de construção da Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente, um investimento que implicava um esforço financeiro de apenas 300 mil euros, é o mesmo Ministério da Saúde que anunciou, no âmbito do Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS), um investimento na ordem dos 5,3 milhões de euros, destinado à melhoria de infraestruturas e equipamentos do Hospital de Santo Tirso”, acusa o candidato por Braga.

Jorge Paulo Oliveira não nega a importância do investimento na unidade hospitalar do concelho vizinho, mas salienta que a criação da Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente “é igualmente urgente dada a necessidade de concentrar todo o ambulatório não cirúrgico das especialidades de Pediatria, Ginecologia, Obstetrícia e a consulta de Pedopsiquiatria num mesmo espaço”.

Realce-se que este novo espaço, que irá nascer a partir da adaptação de atuais espaços hospitalares, pretende proporcionar todas as condições para a afirmação pública da excelência dos serviços de saúde da mulher e da criança e será uma oportunidade para modernizar instalações que o tempo e o uso tornaram pouco adequadas. A sua construção vai concretizar-se com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão que comparticipará a obra em 150 mil euros e com o apoio das empresas e dos empresários da região.

“Este é um investimento da responsabilidade do Ministério da Saúde, que o Ministério da Saúde se recusou a fazer invocando indisponibilidade financeira, a mesma que não faltou para a outra unidade do mesmo Centro Hospitalar, mas situada num outro município, alinhado politicamente com o Governo” adianta Jorge Paulo Oliveira, acrescentando ainda que “esta atitude discriminatória do Governo para com Vila Nova de Famalicão, não é isolada, muitas outras ocorreram ao longo dos últimos quatro anos”.

Anúncio

Famalicão

Jovem gravemente ferida após despiste contra árvore em Famalicão

Em Vilarinho das Cambas

em

Foto: DR / Arquivo

Um despiste contra uma árvore provocou ferimentos graves numa jovem de 20 anos, esta madrugada de sábado, em Vilarinho das Cambas, Famalicão.

A vítima,  com 20 anos, foi alvo de desencarceramento depois de ter ficado presa dentro da viatura na Rua da Junqueira, por volta das 03:40.

Ao local acorreram os Bombeiros Voluntários de Famalicão e a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Famalicão.

Do sinistro resultou ainda outro ferido, este com ferimentos ligeiros.

A jovem foi transportada para o Hospital de Braga enquanto o ferido ligeiro foi transportado para o Hospital de Famalicão.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Famalicão

Assaltou banco em Famalicão para ir à América conhecer amiga do Facebook

Em Riba d’Ave

em

Foto: DR

Um homem acusado de assaltar um banco no concelho de Famalicão, em dezembro de 2018, começou a ser julgado esta sexta-feira no Tribunal de Guimarães, tendo explicado o que o levou a efetuar o golpe no BPI de Riba d’Ave.

Casimiro Lemos, tintureiro de profissão, confessou os crimes de que estava acusado, mostrando arrependimento e vergonha. Segundo relata o Jornal de Notícias, o homem terá assaltado o banco com a finalidade de conseguir dinheiro para pagar uma viagem aos Estados Unidos da América, de forma a conhecer uma mulher com quem vinha falando na rede social Facebook.

O homem confessou ainda que o dinheiro seria também para sustentar um vício de droga.

Casimiro encontra-se em liberdade durante o julgamento, mas será sujeito a perícias do foro psiquiátrico de forma a perceber se pode ser condenado, uma vez que pode ser considerado inimputável perante a justiça.

A defesa do homem alegou que o homem não teria discernimento suficiente para saber que o que estava a fazer era um crime.

Antes do assalto consumado ao BPI situado em Riba d’Ave, Famalicão, o homem tentou ainda assaltar dois balcões do Montepio, em Pevidém e Brito, Guimarães, e os CTT de Pevidém e de Guimarães.

Terá utilizado blocos de madeira e um telemóvel amarrados ao corpo de forma a simular uma cintura de explosivos com detonador.

Continuar a ler

Famalicão

Bombeiro ferido no combate a incêndio que começou num camião na A3 em Famalicão

Na A3

em

Foto: Pedro Gonçalves no grupo Facebook "Moina na Estrada"

Um bombeiro sofreu esta sexta-feira ferimentos ligeiros quando combatia um incêndio que começou numa pesado de mercadorias na Autoestrada 3 (A3) e se propagou a uma área florestal em Vila Nova de Famalicão, disse fonte da proteção civil.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga, o bombeiro foi conduzido ao Hospital de Famalicão.

Um camião que seguia na A3 no sentido Porto-Braga, sem transportar qualquer carga, incendiou pelas 10:00, em Famalicão, e acabou por incendiar também uma área florestal.

O condutor do camião escapou ileso.

Em comunicado, a Brisa refere que, pelas 10:00, a circulação na A3 foi interrompida no “sentido sul/norte, entre as saídas 7/Cruz e 8/Braga Sul”, para “combate a incêndio em veículo pesado”.

Pelas 11:10, acrescenta a concessionária, a circulação foi reaberta.

No combate às chamas e nas operações de limpeza e desobstrução da via estiveram 21 operacionais, apoiados por oito viaturas, disse ainda fonte do CDOS.

Continuar a ler

Populares