Seguir o O MINHO

Desporto

Joaquim Rodrigues sofre hematoma no ombro e estiramento muscular

Piloto de Barcelos segue em 16.º da geral do Dakar

em

Foto: Instagram de Joaquim Rodrigues

Joaquim Rodrigues sofreu um hematoma no ombro e estiramento dos músculos e tendões na oitava de 12 etapas do Rali Dakar, que se disputa na Arábia Saudita.

“Nos quilómetros iniciais da etapa 8, numa zona muito rápida, bati numa pedra e dei um esticão forte no ombro. Consegui me segurar e felizmente não caí, mas fiquei cheio de dores no ombro e sem força. Então tentei vir até final da melhor maneira. Já fui ao médico e fiz um hematoma no ombro e os estiramentos dos músculos e tendões”, informou o piloto de Barcelos através das redes sociais.

“Mas já me meteram liga e vamos continuar amanhã da melhor forma possível”, garante o motociclista que segue em 16.º lugar da geral, sendo o melhor português.

Nesta etapa, Joaquim Rodrigues (Hero) perdeu algum tempo à passagem pelo quilómetro 80, caindo até 45.º. A partir daí foi recuperando posições, terminando 25.º lugar.

O chileno Jose Ignacio Cornejo (Honda) venceu hoje a oitava etapa de todo-o-terreno, em motas, e reforçou a liderança da categoria.

O piloto da equipa dirigida pelo português Ruben Faria foi o mais rápido na tirada que hoje ligou Sakara a Neom, na segunda parte de uma etapa maratona, concluindo os 375 quilómetros da especial (de um total de 709 da etapa) em 3:08.40 horas, deixando o australiano Toby Price (KTM) no segundo lugar, a 1.05 minutos.

Price, que partiu para esta jornada a apenas um segundo do Cornejo, teve de fazer a especial com o pneu traseiro da sua KTM rachado e preso por fitas, devido às limitações impostas pelo facto de ser uma etapa maratona.

O norte-americano Ricky Brabec (Honda), que abria a pista, foi terceiro, a 2.50 minutos.

Pelo caminho ficou o francês Xavier de Soultrait (Husqvarna), que chegou a liderar a prova na primeira semana, devido a uma violenta queda, que forçou a organização a transportá-lo para um hospital em Tabuk, para fazer exames complementares de diagnóstico.

Segundo uma nota da organização publicada no sítio oficial da prova na Internet, o piloto francês esteve sempre consciente.

Na geral, Ignacio Cornejo tem agora 1.06 minutos de vantagem sobre Toby Price e 5.57 minutos sobre o britânico Sam Sunderland (KTM), vencedor em 2018, terceiro classificado.

Na terça-feira disputa-se a nona etapa, em redor de Neom, com 579 quilómetros de extensão, 465 dos quais cronometrados, numa das mais duras tiradas da prova, disputada junto ao Mar Vermelho.

Populares