Redes Sociais

Desporto

João Sousa falha final em Marraquexe

a

Foto: DR

O vimaranense João Sousa, 70.º do ranking mundial, foi este sábado eliminado nas meias-finais do torneio de Marraquexe, ao perder com o espanhol Pablo Andújar, que segue para a final.

O espanhol, 355.º da tabela, reagiu melhor à dupla jornada forçada pelos adiamentos dos encontros da véspera e venceu por duplo 6-4, em uma hora e 26 minutos, batendo o número um português pela segunda vez em outros tantos confrontos.

“As condições foram um bocadinho diferentes daquelas em que tinha vindo a jogar, bastante mais pesadas, a bola estava mais pesada, era mais difícil fazer mossa, e a verdade é que não encontrei boas sensações durante todo o encontro. Houve mérito dele [Andújar], que bem taticamente e eu não consegui estar bem. Estive mentalmente bem, mas fisicamente não estive no meu melhor. No entanto, fazer uma meia-final depois de tanto tempo sem jogar em terra batida é sempre bom”, afirmou João Sousa.

Mais cedo, em embates dos quartos de final que deveriam ter sido disputados na sexta-feira e que foram adiados devido à chuva, o vimaranense derrotou o georgiano Nikoloz Basilashvili, 86.º da hierarquia (6-2, 4-6 e 6-1), enquanto Andújar eliminou o russo Alexey Vatutin.

Em 2018, foi a primeira vez que João Sousa atingiu as meias-finais de um torneio.

Na final, Adújar vai defrontar o britânico Kyle Edmund, número 26 do mundo, que afastou nas meias-finais o francês Richard Gasquet.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Vídeos

Vitória SC: Uma história de amor eterno que começou há 96 anos

Principais momentos de uma longa história.

Publicado

a

Vídeo: YouTube de Vitória Sport Clube

O Vitória SC, de Guimarães, celebra hoje 96 anos. Um dos maiores clubes do Minho, senão mesmo o maior, foi fundado a 22 de setembro de 1922.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Hóquei em Patins

Portugal diz adeus ao desejado (e inédito) hexa no Europeu de hóquei em Viana

Jovens portugueses perderam o clássico com Espanha, no Pavilhão de Monserrate.

Publicado

a

Foto: Facebook World Skate Europe RinkHockey

A seleção portuguesa de sub-20 de hóquei em patins disse hoje adeus à possibilidade de somar o sexto título europeu consecutivo da categoria, ao perder por 5-2 com a Espanha, na quinta jornada, em Viana do Castelo.

Depois do desaire por 6-2 com a Itália, na quarta-feira, Portugal estava obrigado a vencer os espanhóis por mais de três golos para poder disputar a final e marcou logo no primeiro minuto, mas já chegou ao intervalo a perder por 4-2.

Vídeo: Facebook de World Skate Europe RinkHockey

Com o apuramento praticamente comprometido, o conjunto luso não conseguiu reagir na segunda parte e acabou por sofrer mais um golo.

Hugo Santos e João Lima apontaram os tentos lusos, enquanto Alex Joseph (dois), Lluis Ricart, Pol Monrobia e Alex Domenech marcaram para os espanhóis, que no sábado, pelas 21:00, vão discutir o título com a Itália.

A Espanha terminou a fase regular com 15 pontos, contra 12 da Itália, que bateu na quinta-feira por 7-4, e nove de Portugal, que, depois dos títulos arrebatados consecutivamente em 2008, 2010, 2012, 2014 e 2016, vai discutir o bronze com a Alemanha.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Vitória SC

Luís Castro: É “importante” vencer Portimonense e subir na tabela

O Vitória SC, oitavo, defronta o Portimonense, 18.º e último, no Estádio Municipal de Portimão.

Publicado

a

Vídeo: Facebook de Vitória Sport Clube

O treinador do Vitória SC, Luís Castro, considerou hoje que um triunfo frente ao Portimonense, no domingo, na quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, deixaria os vitorianos numa zona mais “confortável na tabela”.

Os minhotos, oitavos classificados, com seis pontos, após os triunfos sobre FC Porto (3-2) e Tondela (1-0), podem alcançar a terceira vitória consecutiva em Portimão, algo que não conseguem, para o campeonato, desde dezembro de 2018.

Luís Castro reiterou que o passado não tem qualquer relevância para o jogo e que os três pontos interessam pela posição a que a equipa pode subir.

“O nosso foco está totalmente direcionado para o jogo com o Portimonense. É claramente um jogo importante para nós. Uma vitória dar-nos-ia três pontos que nos levariam a uma classificação confortável na tabela e dentro dos objetivos que queremos atingir no final da época”, disse, na conferência de antevisão do jogo com os algarvios.

O adversário do Vitória é o ‘lanterna vermelha’ da I Liga, com um ponto, mas Luís Castro considera que as quatro jornadas cumpridas são tão irrelevantes para a sua equipa, como para o Portimonense, formação com “bons jogadores” e um “bom treinador”, António Folha.

O técnico realçou que o Vitória vai encontrar, no Algarve, um “contexto difícil de ultrapassar” e rejeitou, por isso, assumir qualquer favoritismo, afirmando que “dar percentagens de sucesso a cada uma das equipas” é um preconceito instituído no futebol.

“Não adianta de nada dizer se somos ou não favoritos. António Folha está a pensar ganhar o jogo e eu estou a pensar ganhar o jogo, com os nossos adeptos, com os nossos jogadores, com a nossa estrutura”, justificou.

O jogo com o Portimonense marca também o regresso de ambas as equipas à competição, após três semanas sem jogos oficiais, e o técnico mostrou-se “esperançado” numa “maior consistência da equipa”, que consiga expressar a “evolução das dinâmicas ofensivas e defensivas” até agora trabalhadas.

Luís Castro realçou que, apesar dos cinco golos marcados em dois jogos fora de casa, o jogo de Portimão vai ser diferente dos realizados com Benfica (derrota por 3-2) e FC Porto (triunfo por 3-2), apesar da equipa poder aproveitar “um ou outro espaço” para manter o rendimento ofensivo até agora exibido.

A comitiva vimaranense parte hoje para o Algarve, mas sem os avançados Welthon, que contraiu uma entorse no tornozelo esquerdo, após ter sido titular nos últimos dois jogos do campeonato, e Oscar Estupiñán, com uma lesão muscular na coxa direita.

O treinador admitiu que prefere “trabalhar com todos os jogadores” e dispor de uma “escolha alargada”, mas realçou que vai encontrar soluções para o ataque, até porque, sob o seu comando, o Vitória vai ser sempre “uma equipa que olha ao coletivo e não às suas individualidades”.

O Vitória SC, oitavo classificado, com seis pontos, defronta o Portimonense, 18.º e último, com um, às 20:30 de domingo, no Estádio Municipal de Portimão.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares