Seguir o O MINHO

Desporto

João Sousa eliminado na primeira ronda do torneio de Estocolmo

Conquistador na Suécia

em

Foto: Arquivo

O tenista vimaranense João Sousa foi hoje eliminado no torneio de Estocolmo, ao perder na primeira ronda da prova com o sueco Mikael Ymer, que recebeu um ‘wild card’ para o quadro principal.

O número um nacional e 64.º classificado do ranking mundial não conseguiu impor o seu ténis perante o 75.º colocado da hierarquia da ATP, baqueando por 7-5 e 6-4, após uma hora e 46 minutos de confronto.

Num encontro com várias quebras de serviço para ambos os tenistas, Ymer conseguiu ser mais consistente e fechar o encontro no primeiro ‘match point’ que dispôs, o que lhe permite defrontar o alemão Cedrik-Marcel Stebe na próxima ronda.

Anúncio

Desporto

Morreu António Rodrigues Guimarães, antigo presidente do Vitória SC

Óbito

em

Foto: Divulgação

O antigo presidente do Vitória Sport Clube (SC) António Rodrigues Guimarães, que liderou o clube entre 1974 e 1976, morreu esta sexta-feira, aos 80 anos, informaram os vimaranenses.

“O Vitória Sport Clube endereça as mais sentidas condolências à família e amigos de António Manuel Rodrigues Guimarães. Neste momento difícil, fica para sempre na memória o homem e dirigente que honrou o emblema do Vitória”, indica a nota publicada no sítio oficial dos minhotos.

O Vitória SC assinalou que o antigo presidente manteve “a estabilidade necessária para o clube num período politicamente conturbado”, depois de ter sucedido a Antero Henriques da Silva Júnior, em março de 1974, um mês antes do 25 de Abril.

Nos dois anos em que liderou os vitorianos, a equipa de futebol obteve um quinto lugar na edição 1974/75 do campeonato e um sexto em 1975/76, temporada ainda marcada pela presença na final da Taça de Portugal (derrota por 2-1 frente ao Boavista, em jogo realizado no antigo Estádio das Antas, no Porto).

Antes de ter sido presidente do Vitória, António Rodrigues Guimarães foi vereador municipal dos desportos em Guimarães, tendo contribuído para o projeto do hoje denominado Estádio D. Afonso Henriques, inaugurado em 03 de outubro de 1965.

O funeral realiza-se às 14:30 de sábado, na igreja paroquial de São Jorge de Selho, no concelho de Guimarães.

Continuar a ler

Futebol

Euro2020: Vitória garante apuramento de Portugal, empate ou derrota talvez

Defronta, domingo, a seleção do Luxemburgo

em

Foto: Divulgação / FPF

Portugal garante automaticamente a oitava presença em fases finais de Europeus de futebol, sétima consecutiva, caso vença no domingo no Luxemburgo, no último jogo de Grupo B, mas o empate e até a derrota poderão dar o apuramento.

É preciso recuar até 1992, na competição que decorreu na Suécia, para encontrar a última fase final de um Europeu que não teve a participação da seleção lusa, que tem todas as condições para estar no Euro2020, pela primeira vez como detentor do título.

Se vencer no Luxemburgo, Portugal confirma definitivamente o segundo lugar do grupo e pode fazer a festa da qualificação. Em caso de empate ou de uma surpreendente derrota, a seleção nacional pode igualmente chegar ao apuramento, mas para isso a Sérvia não pode vencer em Belgrado a Ucrânia, num encontro que vai decorrer à mesma hora (14:00, hora de Lisboa).

A formação das ‘quinas’ chega à ronda decisiva com apenas mais um ponto do que os sérvios, que são terceiros classificados, mas em caso de igualdade tem vantagem, já que foi a Belgrado vencer por 4-2, depois de empatar na Luz 1-1.

A presença de Portugal no próximo Europeu, que vai decorrer em vários países, será a sétima seguida, oitava no total, num cenário bem diferente do vivido nos anos 1960 e 1970, em que a formação das ‘quinas’ não conseguia juntar-se à ‘nata’ do futebol do Velho Continente.

Foi preciso esperar até 1984 e, à sétima tentativa, Portugal finalmente carimbou a tão aguardada qualificação, tendo dado nas vistas em França, ao terminar no terceiro lugar.

Tudo voltou ao ‘antigamente’, no Euro1988 e Euro1992, com equipa lusa a ficar pela fase de qualificação, mas, a partir de 1996, Portugal agarrou-se definitivamente às fases finais europeias.

Em Inglaterra, sob o comando de António Oliveira, Portugal chegou aos quartos de final e, quatro anos depois, já com Humberto Coelho, numa organização conjunta de Bélgica e Holanda, repetiu a presença de 1984 nas meias-finais.

Com entrada direta no Euro2004, como organizador, a seleção nacional viveu a sua primeira final, acabando por cair perante a Grécia (1-0), no Estádio da Luz, com o treinador Luiz Felipe Scolari, que não conseguiu repetir o feito em 2008, na Áustria e Suíça, ficando pelos ‘quartos’.

Com Paulo Bento, Portugal caiu pela terceira vez nas ‘meias’, em 2012, na Ucrânia e Polónia, mas, quatro anos depois, com Fernando Santos, viveu o maior momento da sua história, quando conquistou o troféu, em França, com um triunfo na final sobre a seleção anfitriã, por 1-0, com um golo de Éder no prolongamento.

Caso confirme a qualificação, Portugal vai ter a sua 11.ª fase final seguida, contabilizando Mundiais, e Fernando Santos vai reforçar o estatuto de treinador ‘anti-férias’, já que, desde 2016, ‘estragou’ sempre os verões dos jogadores lusos.

Além do Euro2016 e do Mundial2018, com Fernando Santos, Portugal esteve ainda na Taça das Confederações, em 2017, na Rússia, e, já este ano, na primeira edição da fase final da Liga das Nações, realizada no Porto e em Guimarães, que venceu.

Continuar a ler

Desporto

Do Cabedelo para o Brasil: Pedro Afonso já venceu três ‘heats’ por Portugal no Mundial de Kitesurf

É o mais jovem atleta na competição

em

Foto: Divulgação

Pedro Afonso, jovem atleta de 17 anos, natural de Viana do Castelo, é o único português em prova no Campeonato do Mundo de Kitesurf, que decorre até ao próximo dia 19 de novembro, em Ceará, no Brasil.

O velejador é o atleta mais jovem na competição, tendo já ultrapassado três heats do mundial, com uma prestação “em alta”, referiu a Federação Portuguesa de Vela, entidade que organiza as competições de kitesurf em Portugal.

De acordo com a assessoria do vianense, o jovem tem vindo a conhecer “uma grande evolução”, e a prova são os resultados que tem obtido nos últimos meses, alcançando o grupo dos 25 melhores atletas de kitesurf em todo o mundo.

A frequentar o 12.º ano no curso de Ciências na Escola Secundária Santa Maria Maior, em Viana do Castelo, é atleta federado do Clube de Vela desde os oito anos.

Segundo a mesma nota da assessoria de imprensa, Pedro Afonso ganhou diversas regatas nacionais e internacionais, destacando-se as etapas do campeonato do mundo da modalidade, em Cabo Verde, Espanha e Marrocos, nunca deixando de cumprir as obrigações de estudante.

Habitualmente, Pedro treina na praia de Cabedelo, em Viana do Castelo. Atualmente, é considerado atleta de alto rendimento na escola pelo IPDJ, conferindo-lhe tolerância, a vários aspectos, no aspecto escolar.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares