Seguir o O MINHO

Desporto

João Sousa confirmado no Estoril Open: “Vou com tudo!”

Vencedor da prova em 2018

em

João Sousa é o primeiro nome confirmado na sexta edição do Estoril Open, que decorre no Clube de Ténis do Estoril, entre 25 de abril e 03 de maio de 2020.

O tenista vimaranense, que terminou 2019 pela sétima época consecutiva no top-100 do ranking mundial, tem bem vivas as memórias do triunfo de 2018 e espera revivê-las já este ano.

“Vou com tudo! Em todos os torneios que disputo, vou para vencer, mas sem dúvida que este é muito especial, há um sentimento diferente e um querer especial em vencer”, garante o atleta, em comunicado enviado pela organização do evento.

“É um torneio que me traz muitas boas memórias, sinto-me realmente em casa, pois, durante o ano nunca tenho oportunidade de poder sentir o carinho do público ao máximo. Inclusive depois de ter vencido, tornou-se ainda mais especial, traz-me muitas emoções à cabeça”, acrescenta.

O número um português está bem ciente das dificuldades em conquistar mais um título no Estoril Open, tendo em conta a qualidade dos adversários que habitualmente nos visitam.

“Não acredito que tenha ficado mais fácil, é sempre difícil vencer um torneio, seja em casa ou fora. A motivação e o querer estão lá presentes para voltar a triunfar. Sempre que vou tento dar o meu melhor e tento estar ao máximo para poder vencer”, frisou João Sousa.

Programa de João Sousa para o primeiro semestre de 2020:

13 – 19 janeiros: Auckland ATP 250

20 janeiro – 02 fevereiro: Australian Open

03 – 09 fevereiro: Montpellier ATP 250

10 – 16 fevereiro: Roterdão ATP 500

17 – 23 fevereiro: Marselha ATP 250

24 fevereiro – 1 mar: Dubai ATP 500

06 – 07 março: Taça Davis (Lituânia)

12 – 22 março: Indian Wells ATP 1000

25 março – 5 abril: Miami ATP 1000

12 – 19 abril: Monte Carlo ATP 1000

20 – 26 abril: Barcelona ATP 500

25 abril – 03 maio: Millennium Estoril Open ATP 250

03 – 09 maio: Madrid ATP 1000

10 – 16 maio: Roma ATP 1000

17 – 23 maio: Genebra ATP 250

24 mai – 07 junho: Roland Garros

O Millennium Estoril Open decorrerá de 25 de abril a 3 de maio e os bilhetes já estão à venda, em exclusivo, na www.blueticket.pt

Anúncio

Futebol

Flamengo de Jorge Jesus conquista Supertaça sul-americana

No Maracanã

em

Foto: DR / Arquivo

O Flamengo, do treinador português Jorge Jesus, conquistou na quarta-feira a Supertaça sul-americana de futebol, ao vencer os equatorianos do Independiente Del Valle por 3-0, no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.

Depois do empate a dois golos no Equador, o conjunto brasileiro venceu com tentos de Gabriel Barbosa, aos 19 minutos, e Gerson, aos 62 e 89, num embate em que atuou reduzido a 10 unidades desde os 23, por expulsão de Willian Arão.

Sob o comando de Jorge Jesus, o ‘Fla’ já havia conquistado a Taça Libertadores e o campeonato brasileiro, em 2019, e, já este ano, a Supertaça brasileira e ainda a Taça Guanabara, a primeira volta do estadual Carioca.

Continuar a ler

Futebol

Rolando a caminho do SC Braga

Mercado de transferências

em

Foto: DR / Arquivo

O defesa Rolando, experiente internacional português, pode assinar pelo SC Braga nos próximos dias, avança alguma imprensa nacional.

De acordo com o Mais Futebol e o jornal A Bola, o ex-FC Porto e Marselha estará já de malas aviadas para a cidade dos arcebispos para um contrato de dois anos, onde deverá receber um salário elevado.

Aos 34 anos, o central permanece sem clube desde o início da época, depois de quatro temporadas no Marselha, três das quais como titular.

Nascido em Cabo Verde, foi formado no Campomaiorense e estreou-se nos seniores ao serviço do Belenenses, onde foi colega do atual treinador dos arsenalistas, Rúben Amorim. Representou a principal seleção portuguesa por 21 ocasiões.

Mas foram as quatro épocas ao serviço do FC Porto que catapultaram o atleta para outros voos. Neste período, entre 2008 e 2012, venceu uma Liga Europa, quatro campeonatos nacionais e três taças de Portugal.

Entre 2012 e 2015, ainda sob contrato com os dragões, foi emprestado a Napoli, Inter e Anderlecht, acabando por assinar pelo Marselha em 2015.

Continuar a ler

Futebol

“Braga é adversário de topo que bateu FC Porto, Benfica, Sporting e Wolverhampton”

Steven Gerrard

em

Foto: DR

Steven Gerrard (treinador do Rangers): “Estou muito contente. Foi um excelente resultado. Os jogadores esforçaram-se ao máximo para conseguir o objetivo contra uma ótima equipa, perigosa, com um jovem treinador que sabe o que está a fazer. Foi uma das equipas com mais golos na fase de grupos, mas conseguimos o objetivo [de nos apurarmos para os oitavos de final].

Houve um grande compromisso com o que era preciso fazermos. Defensivamente estivemos excelentes, não só na defesa, mas no geral. A circulação de bola foi excelente. Estivemos compactos. Ganhámos não com individualidades, mas com o coletivo. O guarda-redes Allan Mc Gregor foi essencial para seguirmos em frente. O Connor [Goldson] também foi um verdadeiro capitão, liderando a defesa. A equipa está de parabéns.

O facto de não termos marcado na primeira parte poderia ter pesado, mas sempre acreditei no plano de jogo elaborado. O Braga foi uma equipa corajosa, correu riscos. Poderíamos ter sofrido, mas também marcado mais golos. Estava confiante que iríamos marcar na segunda parte, seguindo aquele plano de jogo. Os nossos adeptos merecem este feito.

Não vou desrespeitar o Braga [pelo facto do Rangers ter controlado o jogo]. É um adversário de topo, que bateu recentemente FC Porto, Benfica, Sporting e Wolverhampton [Inglaterra]. Estivemos confortáveis com a estratégia do Braga em atacar pelas alas, mas quero destacar o comportamento da minha equipa, por ter sido capaz de bater este adversário por duas vezes.

O trabalho de equipa foi excelente. Na primeira parte, optámos por oferecer a posse de bola. Isso exigiu sacrifício. Apesar de não termos contado com Alfredo [Morelos], o avançado substituto [Florian Kamberi] mereceu a oportunidade e fez um bom jogo.

O [autor do golo] Ryan [Kent] demonstrou o rendimento que estávamos a precisar. Ele poderia ter feito dois golos na primeira parte, tendo desperdiçado uma oportunidade clamorosa. Tenho de enaltecer o trabalho que ele fez, algo que nem sempre é valorizado. Isso pode ajudá-lo a melhorar no futuro próximo”.

Continuar a ler

Populares