Seguir o O MINHO

Esposende

James Arthur, Seu Jorge, Kevinho e Paula Fernandes no verão de Esposende

O festival irá permitir ao Município de entregar um montante de 10 mil euros às corporações de Bombeiros Voluntários

em

Foto: DR

O Festival Ofir 2019, em Esposende, vai juntar alguns dos nomes mais conhecidos de diferentes latitudes musicais. Kevinho, Paula Fernandes, Nuno Ribeiro, Seu Jorge, Natiruts e James Arthur têm concertos marcados durante o mês de agosto, nos dias 3, 10, 17 e 24.


O festival têm, ainda, uma particularidade, já que irá permitir ao Município de Esposende entregar um montante de 10 mil euros às corporações de Bombeiros Voluntários do concelho.

O protocolo estabelece que o Município assume as despesas relativas ao apoio logístico e divulgação do evento até ao montante máximo de 10 mil euros, recebendo, a título gratuito, bilhetes de acesso ao Festival, em número correspondente ao valor do apoio concedido.

O Município compromete-se a doar esses ingressos, em partes iguais, às duas corporações de bombeiros voluntários do concelho, designadamente Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Esposende e Benemérita Associação dos Bombeiros Voluntários de Fão.

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, realça que se trata de “um festival que se assume dos mais representativos a nível nacional e uma referência única no panorama dos Festivais de Verão, o qual constituirá, incontestavelmente, uma mais-valia para o turismo da região, fomentando fortemente o comércio e a atividade dos seus agentes económicos”.

Em comunicado, o autarca sublinha que, “dada a grande projeção a nível nacional, o Festival é um projeto estruturante para a promoção e internacionalização do concelho de Esposende”, considerando, por isso, que “a sua concretização constitui um acontecimento de repercussão internacional em variadas áreas, desde a cultura ao turismo”.

Benjamim Pereira sustenta que “o Município tem assumido um papel interventivo no apoio às entidades que desenvolvem atividades promotoras e valorizadoras do património, da cultura e do território concelhio”, considerando que este evento no Pinhal de Ofir se enquadra nessa estratégia. “É de todo o interesse para Esposende a realização deste Festival”, afiança.

Anúncio

Cávado

Associação de Esposende denuncia “falta de limpeza” em espaço cedido à Docapesca

Ambiente

em

Foto: Associação Cidadãos de Esposende

A Associação Cidadãos de Esposende denuncia um “possível atentado ambiental” na zona ribeirinha de Esposende, apontando o dedo à “falta de limpeza” e “à acumulação de objetos em áreas destinadas ao estacionamento, sendo alguns dos objetos arcas frigoríficas”.

Fonte da Câmara explicou a O MINHO que, devido à realização de obras, o espaço público em questão está temporariamente cedido à Docapesca, que ficou responsável pela gestão e limpeza do mesmo até ao final da intervenção.

Em comunicado, a Associação Cidadãos de Esposende expressa “preocupação com o estado de degradação da zona ribeirinha do concelho, falando mesmo de um possível atentado ambiental”, acrescentado que reportou a situação ao presidente da Câmara, Benjamim Pereira.

Considerando “lastimoso o estado em que se encontra um dos locais mais procurados por quem visita Esposende”, a Associação destaca “uma falta de limpeza generalizada em toda a zona sul, e a acumulação de objetos em áreas destinadas ao estacionamento, sendo alguns dos objetos arcas frigoríficas”.

A Associação diz não compreender “que em 2020 estejam frigoríficos em plena zona de passagem, mais ainda quando esses objetos são equipados com compressores ou sistema de circulação de gás que podem libertar contaminantes do ambiente como os CFC — químicos sintéticos denominados clorofluorocarbonetos”.

Acrescenta que “pretende entender se a zona sul, que em agosto de 2007 foi alvo de um arranjo urbanístico, é hoje um espaço para depósitos ou uma zona turística, não sendo possível coabitar ambas”.

Portanto, a Associação considera que é “urgente limpar toda a zona, retirar de imediato todos os objetos perigosos e estabelecer que espaços são usados pelos profissionais da pesca e que locais são para uso desportivo ou de lazer”.

Espaço público cedido temporariamente à Docapesca

Naquele local, há um espaço público, que consiste em parque de estacionamento e parque com aparelhos de desporto, que confronta com a zona onde está a doca e os armazéns dos pescadores, que é da Docapesca.

Fonte da Câmara de Esposende esclareceu que, “por força das obras que decorrem na doca de pesca de Esposende, o Município de Esposende cedeu, à Docapesca, temporariamente, o espaço público delimitado pelo parque de estacionamento, para aí serem colocados contentores, onde os pescadores guardariam os seus bens”.

“O parque de estacionamento foi vedado e instalados ali contentores que foram cedidos aos pescadores”, acrescenta a fonte, referindo que “foi definida uma data para os pescadores regressarem ao espaço intervencionado, libertando o parque de estacionamento”.

“Conforme ficou acordado desde o início, a Docapesca comprometeu-se a entregar o espaço devidamente limpo, processo que está a decorrer, até à conclusão da obra”, conclui a fonte.

Continuar a ler

Cávado

Covid-19: Esposende com 7 casos ativos, 69 recuperados e um óbito

Covid-19

em

Foto: O MINHO / Arquivo

O concelho de Esposende registava, até ás 18:00 horas desta quarta-feira, 77 casos acumulados de infetados com covid-19 desde o início da pandemia, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Destes, 69 estão dados como recuperados, lamentando-se ainda um óbito, um homem de 90 anos, residente em Belinho, que faleceu no passado dia 29 de abril.

Existem, atualmente, sete casos ativos de covid-19 em todo o concelho, disse a mesma fonte.

Estes dados são apurados por O MINHO junto de fonte local do setor da saúde e não coincidem com os divulgados pela Direção-Geral de Saúde, no qual Esposende regista o número de 50 doentes há várias semanas.

A DGS já veio a público admitir que os dados não têm sido atualizados, devendo essa atualização ocorrer em breve.

Portugal regista hoje mais 13 óbitos por covid-19, em relação a quarta-feira, e mais 418 casos de infeção confirmados, dos quais 328 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.644 e o total de casos confirmados é de 45.277.

Há 30.049 casos recuperados, mais 335.

Continuar a ler

Cávado

Câmara de Esposende está a recrutar para várias funções

Seis vagas de emprego

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Esposende tem em aberto seis vagas de assistente operacional para várias funções.

O município está à procura de serralheiro, motorista de pesados e veículos especiais, eletricista, carpinteiro e canalizador

As candidaturas para estes postos decorrem até 21 de julho.

A Câmara de Esposende tem a decorrer, ainda, procedimento concursal para recrutamento de encarregado operacional, cuja candidatura pode ser feita até ao próximo dia 16, para as funções de “apoio geral, incluindo as de telefonista e operador de reprografia”.

O salário de assistente operacional é de 645 euros.

As candidaturas podem ser enviadas para Município de Esposende, Praça do Município, 4740-223 Esposende ou [email protected]

Mais informações podem ser consultadas na Bolsa de Emprego Público.

Continuar a ler

Populares