Seguir o O MINHO

Alto Minho

Já há uma ‘app’ para ajudar a adotar animais em Viana, Ponte de Lima e Caminha

Novo.pet

em

Foto: DR / Arquivo

Cerca de 70 animais – distribuídos por associações de Viana do Castelo, Ponte de Lima e Caminha – estão disponíveis para adoção através de uma nova aplicação de telemóvel, a Novo.pet, foi hoje anunciado.

app foi desenvolvida depois de um “conhecido” dos promotores não ter conseguido encontrar o cão que pretendia, depois de uma visita a vários canis, levando a que se desenvolvesse uma base de dados dos animais que estão nos canis e nas diferentes associações do distrito de Viana do Castelo.

“O nosso objetivo com esta aplicação é facilitar a gestão do dia a dia das instituições e criar uma base de dados (e pesquisa pública) com os animais que podem ser adotados, includindo as suas características, com o objetivo de aumentar e fomentar as adoções”, explicam os promotores da aplicação, com orientação técnica da médica-veterinária Cristiana Cerqueira.

A associação mais representativa é o Canil Intermunicipal do Alto Minho, sediado em Viana do Castelo e que alberga animais vindos de todos os concelhos do distrito. Ao todo, desse canil, são 50 os animais para adoção.

A nível individual, a Câmara de Viana do Castelo tem cinco animais integrados nesta base de dados, enquanto que a “Selva dos Animais Domésticos”, sediada em Caminha, tem dois disponíveis.

Também a Associação Limiana dos Amigos dos Animais de Rua disponibilizou um animal para a base de dados, que aceita também privados, existindo já duas pessoas com animais domésticos para adoção.

Para utilizar a aplicação basta aceder ao site oficial e iniciar a pesquisa através dos parâmetros “Espécie”, “Raça”, “Género” e “Distrito”.

 

Anúncio

Alto Minho

Vídeo de Ponte de Lima deserta é a história que ninguém nos contou: “#ficaemcasa”

O Município de Ponte de Lima lançou, no domingo, um vídeo motivacional a propósito do período de confinamento que é pedido aos cidadãos, numa altura em que está em vigor o estado de emergência no país, devido à pandemia do covid-19. Imagens: CMPL

em

O Município de Ponte de Lima lançou, no domingo, um vídeo motivacional a propósito do período de confinamento que é pedido aos cidadãos, numa altura em que está em vigor o estado de emergência no país, devido à pandemia do covid-19.

Continuar a ler

Alto Minho

Aprovados apoios ao emprego, às empresas e às instituições de Caminha

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Caminha

A Câmara de Caminha aprovou por unanimidade, em reunião ordinária do executivo municipal, um pacote de medidas de apoio ao emprego, às empresas e às instituições do concelho, informou hoje à Lusa o presidente da autarquia.

A proposta da maioria socialista no executivo municipal “prevê isenções de pagamento de rendas habitacionais e de comércio em espaços municipais, isenção do terrado das feiras semanais e de esplanadas, pagamento de tarifas fixas no abastecimento de água, saneamento e resíduos urbanos para pequenas e microempresas e o apoio financeiro a Instituições Particulares do Solidariedade Social (IPSS) e corporações de bombeiros”.

As medidas hoje aprovadas, por unanimidade, têm como objetivos “a manutenção do emprego, o equilíbrio financeiro da atividade empresarial e de suporte ao trabalho das IPSS que trabalham com idosos no concelho, incluindo as corporações de bombeiros de Caminha e Vila Praia de Âncora”.

No final da sessão, em comunicado enviado às redações, os três vereadores do PSD no executivo municipal informaram ter apresentado “nove medidas adicionais” à proposta da maioria socialista que consideram ser “geradoras de apoios importantes em época pandémica”.

Entre essas medidas, apontaram a isenção do pagamento das tarifas fixas da água e saneamento, com calibre de adução até 25 milímetros, nos meses de abril, maio e junho, do pagamento de tarifas fixas de recolha de resíduos sólidos para todos até julho do presente ano, o apoio de forma excecional e temporária às famílias que tiveram perdas do rendimento familiar iguais ou superiores a 25%, comparticipando em 50% no pagamento das rendas habitacionais” e defenderam “maior rapidez no pagamento a fornecedores, assegurando maior liquidez às empresas para fazerem face aos seus compromissos com os trabalhadores”.

Os vereadores do PSD alertaram ainda para a necessidade de “acompanhamento das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), no sentido de garantir apoio na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (UEPI), sobretudo as IPSS que apenas têm creches e jardins-de-infância nas suas respostas sociais, uma vez que, pelo facto de estarem encerrados, não garantem receitas suficientes para o pagamento das despesas mensais, nomeadamente os salários dos trabalhadores”.

“O PSD estará sempre responsavelmente ao lado da população de Caminha, conforme continua a demonstrar reunião atrás de reunião, propondo novas alternativas e medidas para que todos possamos ultrapassar este estado pandémico o melhor possível”, sustenta a nota dos vereadores sociais-democratas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 452 em relação a domingo (+4%).

Continuar a ler

Alto Minho

Lar em Arcos de Valdevez confirma utente infetado

Covid-19

em

Foto: Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez

Há um caso positivo de covid-19 no Lar Vila Gerações, em Arcos de Valdevez, confirmou hoje a própria instituição à Altominho.tv.

Em causa está um utente na casa dos 90 anos que está internado no Hospital de Viana do Castelo.

Em declarações à Altominho.tv, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez, Francisco Araújo, adiantou que a instituição “irá proceder ao longo do dia de hoje à realização de testes a todos os utentes e funcionários” e estão a ser exercidos “todos os procedimentos exigidos nestas circunstâncias pela Direção Geral de Saúde”.

Arcos de Valdevez regista 21 casos de covid-19, segundo os dados divulgados hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Portugal, em estado de emergência até 17 de abril, regista ​​​​​​311 mortes, 11.730 infeções e 140 recuperados.

Continuar a ler

Populares