Seguir o O MINHO

Braga

IP vai inspecionar estrada que liga Braga a Póvoa de Lanhoso após acidente mortal

Troço da EN103 propenso à formação de gelo

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A Infraestruturas de Portugal (IP) vai fazer uma “inspeção de segurança” no troço da Estrada Nacional 103 entre Braga e Póvoa de Lanhoso, onde no passado sábado aconteceu um acidente com uma vítima mortal. Utilizadores daquela via queixam-se da falta de segurança quando as temperaturas descem e se forma gelo no pavimento, como tem acontecido nos últimos dias, e que terá sido a causa do referido sinistro.

Clara Miranda é mãe de uma jovem de 30 anos que trabalha na Póvoa de Lanhoso e, por isso, diariamente faz aquela estrada de automóvel. “Fico com o coração nas mãos todos os dias”, afirma a O MINHO.

Um morto após acidente na estrada que liga Braga à Póvoa de Lanhoso

Num destes dias, a filha teve que fazer aquele troço “a 30 km/h e com o carro a fugir-lhe por todos os lados”.

“A qualquer momento há um despiste. Como mãe e cidadã, sinto-me preocupada. Acho que todos deveríamos poder circular nas nossas estradas com segurança e deve-se prevenir antes que as coisas aconteçam”, defende Clara Miranda, reclamando que sejam implementadas medidas para mitigar o problema.

“Automobilistas devem adotar condução defensiva”

Questionada por O MINHO, a IP refere que o troço em questão “se encontra em bom estado de conservação, quer ao nível do pavimento quer quanto à sinalização horizontal e vertical (que inclui a existência de sinais de aviso A11- Neve ou Gelo) e dos equipamentos de segurança da via”.

E acrescenta: “Apesar dos bons níveis de serviço da via, em situações de condições climatéricas adversas, nomeadamente de forte pluviosidade e formação de neve ou gelo na via, os automobilistas devem adotar uma condução defensiva adequada às condições extremas e pontuais existentes”.

Consternação em Póvoa de Lanhoso pela morte de Amélia Dias em acidente

Inspeção irá “apurar as prováveis causas do acidente”

Relativamente ao sinistro do sábado passado, a IP começa por apresentar “as condolências aos familiares e amigos da senhora que faleceu em resultado do trágico acidente” e adianta que, “tal como acontece em todos os acidentes graves na rede rodoviária, irá realizar uma inspeção de segurança ao local”.

“Esta inspeção tem como objetivos apurar as prováveis causas do acidente e analisar eventuais medidas que se verifiquem úteis implementar”, conclui a resposta da Infraestruturas de Portugal enviada a O MINHO.

Populares