Seguir o O MINHO

Região

Investigadora de Fafe ‘mostra’ santuários do Minho em revista científica internacional

Turismo

em

Foto: DR

A investigadora Joana Teixeira, natural de Fafe mas a residir em Braga há cerca de uma década, publicou um artigo científico na prestigiada revista internacional Journal of Tourism and Heritage Research onde dá a conhecer os santuários do Bom Jesus, em Tenões, Braga, e de Porto de Ave, em Taíde, Póvoa de Lanhoso, através de uma nova rota turística.

O mesmo trabalho foi apresentado virtualmente esta semana durante o Congreso Internacional Científico-Profesional de Turismo Cultural, organizado pela Universidade de Córdoba, em parceria com outras universidades espanholas e da América Latina.

“Nos Passos de Maria e Jesus: Proposta de Rota pelos Santuários de Nossa Senhora de Porto d’Ave e do Bom Jesus do Monte (Portugal)” é o nome do artigo de 40 páginas, que pode ler aqui.

Joana Teixeira conta a O MINHO que a ideia surgiu depois de nos últimos dois anos ter trabalhado como guia turística em Braga, aliados a uma infância onde o santuário de Porto d’Ave também fez parte.

Elevador do Bom Jesus. Foto: DR

Bom Jesus do Monte. Foto: DR

Lago do Bom Jesus. Foto: José Macedo

“O que me levou a fazer este artigo foi o facto de ver que o local [Bom Jesus] é muito visitado e também porque já conhecia desde a minha infância o santuário de Porto de Ave, que não é muito conhecido nem a nível nacional”, sublinha.

Joana explica que o artigo científico mostra a criação de uma rota entre os dois santuários, contudo o conteúdo é não só sobre a rota mas também sobre o património e a devoção do povo: “Há a descrição do património desses santuários, todos o passos, e explico ainda a devoção dos portugueses, tanto a Jesus como a Maria”, revela.

Igreja do Santuário de Porto d’Ave. Foto: Joana Teixeira

Capela da Visitação. Foto: Joana Teixeira

Estátuas relacionadas com descida da cruz. Foto: Joana Teixeira

Minho: Região privilegiada

A investigadora explica ainda que, falando em particular do Minho, esta região “é privilegiada” em Portugal, tanto no “sentido gastronómico como no sentido climático, apesar da chuva”.

“Mesmo a chuva dá-nos um verde incrível em termos paisagísticos. Temos montanha, temos planície e mar. Dentro de Portugal, acho que é uma região procurada pela sua beleza, porque se come bem, porque as pessoas são simpáticas e hospitaleiras e por causa da paisagem, mas também pelas nossas tradições, em particular falando das romarias, que a pandemia retirou”, relembra.

Aldeia de Sistelo, em Arcos de Valdevez. Foto: DR

Praia de Apúlia. Foto: DR

Mostra virtual para retoma física

Apesar de a covid-19 ter colocado um travão no turismo em Portugal (e um pouco por tudo o mundo), Joana acredita que é possível dar a volta através da promoção online com recurso a vídeos e fotografias.

“Já falava nisto antes da pandemia, porque temos de cativar os sentidos das pessoas, e neste caso como não estamos ligados cara a cara com ninguém, temos de apelar através de visita virtual, porque depois vão querer o real. Mesmo quem nunca viajou, quer viajar”, reforça.

“Nesta altura, mais do que nunca, as pessoas vão criar uma lista para viajar e podem adicionar o Minho, Bom Jesus, Porto d’ Ave, e quando tudo voltar a uma certa normalidade, vão voltar às listas e visitar esses locais”, vinca.

Santuário de Porto de Ave

Mandado edificar em 1730 para acolher uma imagem da Nossa Senhora do Rosário,  o santuário de Nossa Senhora do Porto de Ave (ou de Porto d’ Ave) é um complexo religioso situado no lugar de Porto de Ave, freguesia de Taíde, Póvoa de Lanhoso.

Para além da igreja, o santuário contém um museu de arte sacra popular, via sacra com capelas e vários edifícios que serviram para apoiar os peregrinos que se deslocavam para a região. Atualmente, é local de uma romaria que se realiza nos primeiros domingos do mês de setembro.

Santuário do Bom Jesus do Monte

Já o santuário de Bom Jesus do Monte tem conhecida a sua primeira ermida no século XIV. Em 1522 foi erguida uma terceira ermida por iniciativa do deão da Sé de Braga, consumando-se como um dos locais mais importantes para a devoção religiosa no Norte de Portugal.

Está classificado como Monumento Nacional e declarado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Populares