Seguir o O MINHO

Região

Investigação da Universidade do Minho entre 75 projetos que receberam apoio de banco espanhol

O investigador principal deste projeto é Agostinho Carvalho.

em

Foto: Divulgação

Uma investigação científica desenvolvida na Universidade do Minho (UMinho) faz parte de um conjunto dos 75 projetos que receberam apoio do banco espanhol “la Caixa”, através da sua fundação, anunciou hoje fonte do promotor. O prémio foi entregue pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e pelo presidente da Fundação la Caixa”, Isidro Fainé, na passada segunda-feira, em Barcelona.

O projeto de investigação da UMinho, que tem como investigador principal Agostinho Carvalho, visa evitar e melhorar o tratamento das complicações pulmonares por reações alérgicas.

“As pessoas com doença pulmonar obstrutiva crónica (EPOC) têm um elevado risco de desenvolver aspergilose crónica pulmonar, uma reação alérgica ao fungo aspergillus, que se encontra no ar que respiramos. As pessoas sãs não são afetadas, mas a população com patologias prévias está em risco”, é explicado numa nota enviada pela Fundação” la Caixa” a O MINHO.

“Anualmente são diagnosticados em Espanha quatro mil novos casos de aspergilose crónica pulmonar, uma doença com consequências devastadoras para os pulmões. A redução da qualidade vida e a mortalidade é muito elevada”, é ainda dito.

O projeto desenvolvido na UMinho investiga, através de técnicas de sequenciação genética, os mecanismos patogénicos da doença e como varia a resposta do sistema imunitário dos pacientes a esta infeção. O objetivo é identificar novos biomarcadores que indiquem a suscetibilidade a esta infeção dos pacientes com doenças pulmonares anteriores para melhorar a prevenção e o diagnóstico, e o desenvolvimento de terapias personalizadas.

Este ano, a Fundação la Caixa” canalizou 70 milhões de euros para projetos de investigação, mais 40 que em 2016. Foto: DR

A Fundação ”la Caixa”, uma das mais relevantes a nível internacional, é a quarta entidade filantrópica do mundo, e a segunda da Europa, que mais dinheiro canaliza para investigação biomédica, atrás da Fundação Bill e Melinda Gates (EUA), Instituto Médico Howard Hugues (EUA) e Wellcome Trust (Reino Unido).

O banco espanhol “la Caixa”, recorde-se, iniciou este ano a sua implantação em Portugal, na sequência da entrada do BPI no Grupo CaixaBank.

Populares