Seguir o O MINHO

Guimarães

Investigação da UMinho lança agenda para turismo urbano e clima

Projeto inovador de Hélder Lopes é apresentado amanhã às 17:00, em Guimarães

em

Foto: DR / Arquivo

O investigador Hélder Lopes, da Universidade do Minho, lança esta quarta-feira uma agenda de investigação em turismo e alterações climáticas em áreas urbanas, aberta à sociedade civil e aos decisores. A iniciativa ocorre às 17:00, no Departamento de Geografia da UMinho, em Guimarães, no fecho do “1º Workshop de Turismo Urbano e Alterações Climáticas”.

Hélder Lopes está a terminar a tese de doutoramento em Geografia sobre o tema, com um estudo de caso na Área Metropolitana do Porto (AMP). Para tal, avaliou a forma como aspetos relacionados com a evolução do setor turístico e as condições de urbanização (edificado, vegetação e “corpos de água”) podem determinar a fruição turística perante as alterações climáticas a médio/longo prazo. Analisou também, por questionário, o conforto térmico dos turistas da Invicta, isto é, como agem em termos físicos, psicológicos e comportamentais perante as situações do estado de tempo.

“Em Portugal há uma inadaptação das áreas urbanas às alterações climáticas. Não há medidas claras perante situações de stress devido a calor ou frio extremo e, por outro lado, há uma iliteracia climática generalizada, por vezes inclusive de quem gere problemas neste âmbito”, explica Hélder Lopes. O investigador do Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT) defende a necessidade de expandir a rede de monitorização climática na AMP, pois o histórico das estações meteorológicas de Serra do Pilar e de Pedras Rubras não permite distinguir e detalhar o comportamento térmico de toda a malha urbana.

O workshop desta quarta-feira procura igualmente desafiar os cidadãos a deixarem contributos para o tema, “participando na mudança”. O evento inicia às 9h00, sendo de manhã pela plataforma online Zoom e de tarde no campus de Azurém, em Guimarães. A conferência inicial é do professor Javier Martín-Vide, da Universidade de Barcelona (Espanha), a focar a emergência climática nas áreas urbanas da Península Ibérica. Prevê-se ainda testemunhos dos professores Diogo Mateus (Universidade Lusófona), Ana Monteiro, Ana Melo e Paula Remoaldo (todas da UMinho), entre outros.

Por seu turno, a investigadora Sara Silva vai abordar uma avaliação para tornar espaços públicos mais sustentáveis e seis alunas vão apresentar os seus projetos finais da licenciatura de Geografia e Planeamento. O workshop conta na organização com o Instituto de Ciências Sociais da UMinho, o Lab2PT, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a Universidade de Barcelona, o Instituto de l’Aigua e o Município do Porto.

Populares