Seguir o O MINHO

Braga

Iniciativa Liberal abre “garrafa de espumante” se eleger deputado municipal em Braga

Eleições autárquicas

em

Foto: DR / Arquivo

A candidata da Iniciativa Liberal (IL) à presidência da Câmara de Braga, Olga Baptista, admitiu hoje que a eleição de um deputado para a Assembleia Municipal já será motivo para o partido abrir “uma garrafa de espumante”.

Em declarações à Lusa à margem de uma visita à Associação Empresarial do Minho, integrada na campanha eleitoral, Olga Baptista afirmou que já será “um grande ganho” se o partido conseguir que em Braga sejam implementadas políticas “mais liberais”, que considera essenciais para o desenvolvimento da cidade e do concelho.

“Quando entramos numa corrida, é para ganhar. Mas vamos ser realistas, descer um bocadinho à terra. Se tivermos um deputado na assembleia [municipal] já abrimos uma garrafa de espumante. Dois, seria ótimo, com o terceiro também teríamos um vereador e seria a cereja em cima do bolo”, referiu.

No início da segunda semana de campanha, Olga Batista manifestou satisfação por ver outros partidos alegadamente a “absorverem” as ideias da Iniciativa Liberal.

Como exemplos, apontou a revisão do Plano Diretor Municipal para aumentar a capacidade construtiva e, assim, combater o problema da falta de habitação no concelho a preços acessíveis, ou a digitalização dos serviços municipais em nome da transparência.

Outro exemplo é a redução dos impostos, nomeadamente a devolução de parte do IRS e a descida para o mínimo do imposto municipal sobre imóveis (IMI).

Para Olga Batista, a IL é “a verdadeira alternativa” em Braga, um município “há quase meio século governado por duas forças políticas, diferentes mas muito semelhantes, duas faces da mesma moeda”.

Para Olga Batista, está na hora de a câmara deixar de girar à volta de si mesma e passar a girar à volta dos cidadãos.

“É preciso devolver o poder às pessoas”, vincou.

A liberdade de escolha na educação e na saúde, neste último caso com a criação de um seguro municipal que permita o acesso generalizado a consultas de especialidade em qualquer hospital, é outra das bandeiras da candidatura liderada por Olga Batista.

“Somos o único partido com propostas disruptivas”, disse ainda, lamentando que as outras candidaturas “se limitem a falar sempre dos mesmos temas”.

Nas eleições de 26 de setembro, os cabeças de lista à câmara de Braga são Ricardo Rio (coligação PSD/CDS/PPM/Aliança), Hugo Pires (PS), Bárbara Barros (CDU), Alexandra Vieira (Bloco de Esquerda), Teresa Mota (Livre), Olga Baptista (Iniciativa Liberal), Rafael Pinto (PAN) e Eugénia Santos (Chega).

Populares