Seguir o O MINHO

Guerra na Ucrânia

Informações “ultrassecretas” apontam para estado terminal de Putin

Rússia

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, pode estar com cancro no sangue e em estado terminal. A revista “New Lines” obteve um áudio de um oligarca próximo do Kremlin a revelar informações “ultrassecretas”.

A gravação não especifica se se trataria de leucemia, linfoma ou outro tipo de cancro.

A revelação foi enviada pela sede da agência de segurança nacional da Rússia – a FSB – a todos os diretores regionais num memorando “top-secret”.

O site especializado Bellingcat assegura que os serviços secretos russos enviaram este memorando onde pedem que esta informação seja desmentida.

“O memorando dava instruções aos responsáveis regionais para não confiarem em rumores sobre a doença terminal do Presidente”, explicou o jornalista Christo Grozev, do Bellingcat.

“Foram ainda dadas instruções para que neguem esses rumores junto das suas unidades locais. De acordo com uma fonte numa dessas unidades, que viu o memorando, esta instrução sem precedentes teve o efeito contrário, com a maioria dos agentes do FSB a começarem a acreditar que Putin tem de facto uma doença grave”, acrescenta.

A imprensa internacional ainda aponta factos que apontam para a saúde debilitada do presidente. Como no desfile do Dia da Vitória, na última segunda-feira, onde Putin foi visto com o que pode ser uma manta pelas pernas, além da sua ausência da Liga Noturna de Hóquei no Gelo, uma tradição criada por si, o que fez aumentar os rumores sobre a sua saúde.

Populares