Seguir o O MINHO

País

Infeções virais estão mais agressivas e enchem urgências dos hospitais

Saúde

em

Urgências Hospital de Braga. Foto: Arquivo

As infeções virais estão mais agressivas neste período de outono-inverno de 2022, provocando enchentes nas urgências hospitalares.

Quem o diz é o presidente da Associação de Administradores Hospitalares, dando conta de que há utentes de pulseira amarela a esperar mais de 14 horas para serem atendidos por um médico.

Citado pela TSF, Xavier Barreto admite que “todos os anos, nos invernos, temos um excesso de procura nos serviços de urgência”, mas salienta que a situação ocorre a nível nacional e que este ano há um padrão diferente.

“Têm aparecido mais cedo, muito por conta da alteração do contexto. O que deveríamos ter criado há já muitos anos era uma porta alternativa para os doentes que, sendo agudos, não são urgentes”, defendeu, de forma a libertar pressão nas urgências.

Considera ainda que vacinar contra a gripe é essencial, até porque existe atualmente uma “maior taxa de infeção” e “parece ser mais grave”.

EM FOCO

Populares