Seguir o O MINHO

Motores

INEM no Rali de Portugal com uma centena de operacionais

em

Foto: DR

A coordenação de toda a área da emergência médica está desde quinta-feira e até domingo a ser assegurada pelo INEM durante edição de 2018 do Rali de Portugal na região Norte do país, não só aos pilotos, como ao público, com o total de uma centena de profissionais, num dispositivo com 35 meios de emergência médica nesta prova.

A exemplo do verificado nos últimos anos, a organização do Rali de Portugal solicitou ao Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que assegurasse a resposta às eventuais situações com emergência médica que possam surgir no decorrer da prova e os meios de emergência médica destacados pelo INEM estão posicionados ao longo dos troços do Rali.

As equipas do INEM estão também preparadas para prestar assistência a acidentes ou doenças súbitas que ocorram fora do âmbito da prova, nomeadamente situações que envolvam o público presente.

Estão destacados 100 profissionais do INEM para garantir a prestação de cuidados de emergência médica, designadamente médicos, enfermeiros, técnicos de emergência pré-hospitalar, elementos de Logística e Informática.

Muitos meios envolvidos

Ao nível dos recursos materiais, o plano de resposta do INEM prevê a utilização de dois Postos Médicos Avançados, um Helicóptero, 12 Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER), três Ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV), cinco Ambulâncias de Emergência Médica (AEM), duas Motas de Emergência 4×4 e quatro Viaturas de Suporte Logístico. Estarão ainda integradas no dispositivo do INEM oito Ambulâncias 4×4 dos Corpos de Bombeiros de Amarante, Cruz Branca-Vila Real, Montalegre, Santa Marinha do Zêzere, Valpaços, Vila Pouca de Aguiar, Valbom e Flavienses.

De modo a garantir a segurança dos concorrentes e do público, além do INEM, o Rally de Portugal conta também com a colaboração da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), da Polícia de Segurança Pública (PSP), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e de vários Corpos de Bombeiros.

Importa salientar que os meios que o INEM tem diariamente em funcionamento no país vão manter-se operacionais, pois o dispositivo que vai dar apoio à prova será assegurado por profissionais e meios de emergência adicionais, mobilizados exclusivamente para este fim.

Além disso, todas as despesas decorrentes da participação do Instituto serão suportadas pela organização da prova, não implicando qualquer custo para o INEM.

O papel do INEM

O INEM é o organismo dependente do Ministério da Saúde responsável por coordenar o funcionamento, no território de Portugal Continental, através de um Sistema Integrado de Emergência Médica, de forma a garantir aos sinistrados ou vítimas de doença súbita a pronta e correta prestação de cuidados de saúde.

A prestação de socorros no local da ocorrência, o transporte assistido das vítimas para o hospital adequado e a articulação entre os diversos intervenientes do sistema, são as principais tarefas do INEM.

Através do Número Europeu de Emergência – 112, este Instituto dispõe de múltiplos meios para responder às situações com emergência médica.

Populares