Seguir o O MINHO

Região

Incidência baixa em Braga para 127 e dispara em Fafe e Paredes de Coura

Atualização da DGS

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

Braga registou nova – e significativa – descida da incidência: de 170 para 127 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde desta sexta-feira. O concelho já está mais próximo assim de descer do limite de risco, podendo, caso a tendência se mantenha, avançar no desconfinamento. Recorde-se que Braga ficou, novamente, a ‘marcar passo’ por ter uma taxa de incidência superior à definida pelo governo para os territórios de alta densidade (120 por 100 mil habitantes). Por outro lado, a incidência voltou a disparar em Paredes de Coura – que está em situação de alerta – e Fafe, que está aproximar-se perigosamente do limite de risco.

Segundo o boletim, referente ao período entre 10 a 23 de junho, no distrito de Braga, foram registadas subidas em Guimarães, Barcelos, Famalicão, Celorico de Basto, Terras de Bouro (que na semana passada estava a zero), Fafe e Esposende.

O destaque vai para as subidas em Fafe (de 33 para 102) e em Famalicão (de 65 para 90). Todas as outras são ligeiras.

No capítulo das descidas, destaque para Braga, já referida, e Cabeceiras de Basto, que está agora a ‘zeros’. A incidência desceu também em Vila Verde, Amares, Póvoa de Lanhoso, Vizela e Vieira do Minho.

As taxas no distrito de Braga são as seguintes: Braga (127 por 100 mil habitantes), Guimarães (61), Barcelos (79), Famalicão (90), Vila Verde (72), Amares (22), Póvoa de Lanhoso (19), Vieira do Minho (17), Fafe (102), Esposende (79), Vizela (17), Celorico de Basto (16), Terras de Bouro (16) e Cabeceiras de Basto (0).

Já no distrito de Viana do Castelo, destaque para a subida acentuada de Paredes de Coura, que passou de 129 para 246 – voltando a ultrapassar o limite de risco que para os territórios de baixa densidade é de 240. Além de Paredes de Coura, a incidência subiu – ligeiramente – em Viana, Caminha e Melgaço, sendo que estes dois últimos concelhos na semana passada estavam a ‘zeros’.

Nas descidas destaque para o Valença, que passa a estar a zero, mas também Monção, Ponte da Barca, Arcos de Valdevez e Ponte de Lima registam melhorias. Cerveira mantém-se com incidência de 11.

No distrito de Viana registam-se as seguintes taxas de incidência por 100 mil habitantes: Viana do Castelo (28), Cerveira (11), Caminha (6), Ponte da Barca (45), Monção (11), Arcos de Valdevez (19), Melgaço (12), Paredes de Coura (246), Ponte de Lima (27) e Valença (0).

Populares