Seguir o O MINHO

Ave

Incêndio no centro de Guimarães obriga à evacuação de seis prédios

em

Um incêndio numa garagem de um prédio de quatro andares na rua Comandante José Luís de Pina, no centro de Guimarães, obrigou esta madrugada à evacuação de seis prédios vizinhos, de onde foram retiradas cerca de 150 pessoas.


A ocorrência não provocou feridos entre os residentes mas deixou um operacional dos Bombeiros de Guimarães com ferimentos ligeiros numa mão.

Amadeu Portilha, vereador do município de Guimarães com a pasta da proteção civil, explicou à agência Lusa que o incêndio se propagou às garagens de outros prédios, não tendo, contudo, chegado às habitações.

“Acordamos com dois estrondos às 04:00, fomos à janela, começamos a ver pessoas, mas como não vimos nada voltamos para a cama. Depois fomos alertados pelos alarmes de incêndio, vestimo-nos e saímos. Agora já nos estão a deixar voltar aos poucos”, relatou àquela agência um morador do prédio onde o incêndio deflagrou.

“Isto podia ter sido bem pior”, disse.

O regresso dos moradores às suas casas está a ser feito por etapas. “Ainda está a ser feita a extração do fumo, do monóxido de carbono que invadiu as caixas de escadas dos prédios porque a construção é antiga [os edifícios têm cerca de 35 anos] e não tem portas corta-fogo”, explicou Hersílio Campos, comandante responsável.

“O regresso de todos a casa vai demorar o dia inteiro porque ainda há muito fumo nos prédios”, disse, confirmando também que “não houve passagem de fogo para a área habitacional”.

O incêndio foi dado como extinto às 07:00 horas. No local estiveram 10 viaturas de combate às chamas, três ambulâncias e 35 elementos dos bombeiros de Guimarães.

A Polícia Judiciária encontra-se a investigar as causas que estiveram na origem da ocorrência.

 

logo Facebook Fique a par das Notícias de Guimarães. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Ave

Vizela admite possível surto no concelho e apela à não ida ao programa da RTP

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Vizela admitiu hoje a “possibilidade de um surto” de covid-19 no concelho, depois de ter encerrado as atividades de tempos livres de uma escola onde foram confirmados dois casos positivos numa funcionária e numa criança.

Na quarta-feira, a câmara informou ter encerrado as atividades de tempos livres da Escola Básica 1 e do Jardim de Infância de Torre Tagilde, que estavam a ser frequentadas por 10 crianças, por ter sido detetado um caso de covid-19 numa funcionária.

Hoje, à Lusa, o presidente da câmara informou que uma das crianças que frequentava a Escola Básica de Tagilde está também infetada com covid-19, aguardando-se ainda os resultados dos testes realizados na comunidade escolar.

“Assim, e colocada a possibilidade de um surto, e apesar da situação já se encontrar a ser acompanhada pelas autoridades de saúde, a câmara municipal apela aos vizelenses para se manterem em casa, para assim, evitar a transmissão da doença na nossa comunidade”, pede a autarquia em comunicado.

Apela-se nomeadamente que a população não se desloque ao S. Bento – visita que “pode ser realizada em qualquer outro dia durante o ano” – ou ao Parque das Termas, “em particular no domingo, para assistir ao programa da RTP Aqui Portugal”.

“Evite a concentração de pessoas. Veja o programa em casa na televisão, em mais um momento de promoção e divulgação de Vizela”, lê-se no comunicado da autarquia.

Portugal contabiliza pelo menos 1.646 mortos associados à covid-19 em 45.679 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pandemia de covid-19 já provocou 555 mil mortos e infetou mais de 12,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Continuar a ler

Ave

Cinco feridos após violenta colisão em Celorico de Basto

EN 206

em

Foto: Pedro Oliveira / O MINHO

Uma colisão a envolver duas viaturas ligeiras provocou ferimentos em cinco pessoas, esta tarde, em Celorico de Basto, disse a O MINHO fonte do CDOS e dos bombeiros.

O sinistro ocorreu na freguesia de Gandarela de Basto, na Estrada Nacional 206, mobilizando vários meios de emergência de diferentes instituições.

Inicialmente, o alerta falava em feridos encarcerados mas tal não se confirmou, disse a O MINHO o comandante dos Bombeiros de Celorico de Basto, Fernando Gomes.

Foto: Pedro Oliveira / O MINHO

Para o local foram acionadas duas ambulâncias dos Bombeiros de Celorico de Basto, duas ambulâncias da Cruz Vermelha de Gandarela de Basto, uma ambulância da Cruz Vermelha de Arco de Baúlhe, a ambulância de Suporte Imediato de Vida de Fafe e a Viatura de Emergência Médica de Guimarães, estas duas do INEM.

As vítimas foram estabilizadas no local e transportadas para o Hospital de Guimarães.

Uma patrulha da GNR de Celorico de Basto e outra do Destacamento de Trânsito da GNR registaram a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Crianças infetadas em escola de Vizela

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Vizela

Depois de uma funcionária ter acusado positivo à covid-19 na Escola Básica de Tagilde, “foram já detetadas mais de uma criança infetadas, aguardando-se ainda os resultados da totalidade dos testes”, adianta a Câmara de Vizela, reiterando a “possibilidade de um surto” naquela freguesia.

Recorde-se que, esta semana, foi detetado um caso positivo de covid-19 numa funcionária da Escola Básica de Tagilde, que levou ao seu imediato encerramento, “suspendendo todas as atividades do ATL a decorrer naquela escola e que estavam a ser frequentadas por 10 crianças”, sublinha a Câmara.

Escola encerrada em Vizela após caso positivo numa funcionária

“Entretanto, a Câmara estabeleceu contacto com a Delegada de Saúde, sendo que a situação está a ser acompanhada e monitorizada pelas autoridades de saúde, que já iniciaram a realização de testes covid-19 a todos os envolvidos, sendo que foram já detetadas mais de uma criança infetadas, aguardando-se ainda os resultados da totalidade dos testes”, anuncia a Câmara.

Portanto, como está “colocada a possibilidade de um surto, e apesar de a situação já se encontrar a ser acompanhada pelas autoridades de saúde”, a Câmara emitiu comunicado a apelar à população para se manter em casa e evitar a transmissão da doença na comunidade local.

Câmara assume “possibilidade de um surto” em freguesia de Vizela

Nesse sentido, pede aos vizelenses que não se desloquem no fim de semana ao S. Bento, argumentando que essa “visita pode ser realizada em qualquer outro dia durante o ano”. “Evite a concentração de pessoas”, apela a autarquia.

Continuar a ler

Populares