Seguir o O MINHO

Barcelos

Incendiário de Barcelos reincide “por sentir-se gozado nos cafés da zona”

em

Foto: O MINHO

O incendiário de Barcelos que foi condenado agora em sete anos de prisão, pela terceira vez consecutiva, reincide sempre com incêndios florestais a partir da sua freguesia, em Durrães, no concelho de Barcelos.

José Henrique Monteiro, o “Chen”, de 47 anos, solteiro, sem profissão, analfabeto, foi detido em abril deste ano, pela PJ de Braga, quando vivia com um irmão, em condições miseráveis, naquela freguesia, alegando que ateia fogos por sentir-se “gozado” nos cafés da zona, onde costuma consumir excessivamente bebidas alcoólicas.

“Chen” tinha sido condenado a cinco anos de prisão, acabados de cumprir em 2015, mas em agosto de 2016 terá reincidido, novamente alcoolizado, pelo que foi condenado, por fogo posto em área florestal entre Durrães e Aguiar, estando em prisão preventiva desde Abril de 2017, altura em que colocou dois fogos no mesmo dia.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Barcelos

Empresa de Barcelos cria meias de futebol com “bolso” para as caneleiras

em

Uma empresa de Barcelos criou meias de futebol com “bolsos” para as caneleiras, que melhoram a circulação sanguínea nas pernas e reduzem a vibração e fadiga musculares, aumentando assim a performance e o conforto dos desportistas.

Em comunicado enviado à Lusa, a Inbictum explica que as meias não têm costuras e são compostas por duas camadas, uma das quais interna, que funciona como bolso para a caneleira.

Segundo a empresa, a caneleira fica segura à perna pela ação da compressão exercida pela camada mais externa.

“A compressão graduada melhora a circulação sanguínea nos membros inferiores, ao mesmo tempo que reduz a vibração e fadiga musculares, diminuindo também as dores musculares pós-treino, para uma melhor performance e mais rápida recuperação”, acrescenta.

Com aquelas meias, o futebolista coloca as caneleiras no bolso, acabando a necessidade de usar fita-cola ou perneiras para as segurar.

Denominadas “inPocket Pro”, as meias são compostas por “uma mistura de fibras de elevada performance”, que permitem “uma elevada respirabilidade”.

No decorrer do processo de teste e de validação, jogadores profissionais de futebol foram convidados a experimentar os vários protótipos que foram desenvolvidos pela empresa e foram dando o seu feedback.

“Foram feitas todas as alterações convenientes em virtude dos testes e das recomendações dos jogadores, acerca do que eles consideravam fundamental para aumentar a performance e o conforto”, assegura.

As meias “inPocket Pro” são o primeiro produto comercial da Inbictum na plataforma de crowdfunding Indiegogo.

O dinheiro conseguido na campanha será usado para a “produção em massa” das meias.

O conteúdo Empresa de Barcelos cria meias de futebol com “bolso” para as caneleiras aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Barcelos

Barcelos. Mais de 200 presépios em exposição

em

Foto: DR/Arquivo

Barcelos vai reunir mais de 200 presépios para exposição na época natalícia. No contexto de Cidade Criativa da Unesco, o concelho visa mostrar a riqueza do artesanato local e a preponderância da temática religiosa.

Esta exposição coletiva, “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”, terá lugar de 17 de novembro a 06 de janeiro, na Torre Medieval e no Posto de Turismo, e de 06 de dezembro a 06 de janeiro, na Sala Gótica dos Paços do Concelho.

“O presépio é um dos temas mais trabalhados no figurado de Barcelos e é, também, dos mais procurados, não só pela variedade e tipologia das representações, mas também pelo valor simbólico que tem para as comunidades locais, onde o Natal continua a ser uma das celebrações mais importantes do calendário religioso e cultural anual”, diz o comunicado da Câmara.

Artesãos como Rosa Ramalho, Rosa Côta, Mistério, Ana Baraça, Maria Sineta, e tantos outros, notabilizaram esta produção no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense, que é um dos poucos produtos artesanais certificados em Portugal.

Continuar a ler

Barcelos

Um século de energia elétrica em Barcelos

em

Foto: Divulgação

Comemoram-se, esta segunda-feira, cem anos de energia elétrica em Barcelos. Na noite de 13 de novembro de 1917, uma terça-feira, foi inaugurada a luz elétrica na então vila. Cerca de um ano mais tarde, em 27 de abril de 1918, ficou completamente iluminada. Nos finais de julho de 1916, chegou à Furada – Penida – o cabo elétrico para conduzir a energia para a iluminação pública e particular de Barcelos.

A luz elétrica veio substituir os 177 lampiões de petróleo existentes (que custavam 30 reis por noite), que iluminavam Barcelos só nas noites em que não houvesse luar, sendo João Francisco da Silva, da freguesia de Alvelos, o último lampinista.

A luz elétrica de instalação subterrânea foi inaugurada em 1 de maio de 1938.

A Câmara Municipal de Barcelos vai comemorar cem anos de energia elétrica em Barcelos com uma conferência a realizar no dia 9 de dezembro, pelas 17:00, no auditório da Biblioteca Municipal. Será orador o Prof. Doutor João Figueira, doutorado em “Estruturas Sociais da Economia e História Económica”, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, mestre em História Económica e Social Contemporânea, e licenciado em História da Arte, pela Faculdade de Letras da mesma universidade.

Seguir-se-á a inauguração de uma exposição iconográfica e documental sobre o mesmo tema que, depois de exibida na Biblioteca Municipal, percorrerá os estabelecimentos de ensino concelhio.

Continuar a ler

Populares