Seguir o O MINHO

Região

Imposto baixou, mas alguns postos mantiveram os preços

Preço dos combustíveis

em

BP Pingo Doce, em Fafe. Foto: Ivo Borges / O MINHO

A descida do imposto sobre os combustíveis anunciada ontem pelo governo, e que entrava em vigor este sábado, não foi refletida em todos os postos de abastecimento da região, conforme constatou O MINHO em rondas realizadas esta manhã em Braga, Famalicão, Guimarães e Fafe.

Um dos exemplos são os postos da CEPSA, em Maximinos, no acesso às autoestradas, que continua com os mesmos preços praticados durante toda a semana. Fonte da gasolineira explicou a O MINHO que o anúncio foi feito “ontem à noite” e que não faria sentido reduzir os preços só no domingo, uma vez que é precisamente nesse dia que volta a existir mudança.

“Sabemos que no domingo vai aumentar outra vez, já recebemos os valores e será cerca de 1,5 cêntimos por cada litro”, começou por dizer a fonte, contestando o anúncio de redução do ISP sem que o mesmo entre em Diário da República. Apesar de não ter descido, aquela marca pratica preços normalmente mais baixos que outras gasolineiras nacionais e internacionais, pelo que a diferença não se nota.

BP Pingo Doce, em Fafe. Foto: Ivo Borges / O MINHO

O mesmo acontece com a BP das Parretas, agora associada às lojas Pingo Doce. O gasóleo simples até sofreu uma descida considerável, cerca de seis cêntimos, mas fonte daquele posto explicou que essa descida “é habitual aos fins de semana, antes da nova mudança de preços”, que ocorre no domingo à noite, e que nada tem a ver com a descida do ISP. E, a comprovar isso, é possível ver a gasolina 98 especial a 1,999 euros, preço que já era praticado ao longo da semana. Os mesmos preços podem ser constatados nas BP de Fafe, tanto do Pingo Doce como a BP Shop.

No entanto, existem outras BP que já diminuíram os preços, como é caso na cidade de Guimarães e na Avenida do Brasil, em Famalicão. Fonte do posto famalicense disse a O MINHO que esta manhã, o preço colocado já refletia a descida de cerca de um cêntimos no gasóleo e dois na gasolina. “Sim, já estamos a praticar os preços com descida”, disse a fonte.

BP Guimarães. Foto: Ivo Borges / O MINHO

BP Famalicão. Foto: FAS / O MINHO

O mesmo indicou fonte da GALP, em Celeirós: “Já adaptamos os preços esta sábado com a descida do valor do imposto”. A mesma fonte disse-nos que esta redução terá ocorrido em todos os postos GALP do país, ao contrário da BP, onde alguns mantiveram os preços anteriores.

Por sua vez, o posto de abastecimento da REPSOL à face da EN 14, na estrada Famalicão-Braga, não efetuou qualquer alteração aos preços praticados durante a semana. “Apenas vamos alterar no próximo domingo à noite”, disse fonte do posto de combustível.

Repsol em Famalicão. Foto: FAS / O MINHO

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais anunciou ontem que o Governo vai repercutir na diminuição das taxas de ISP os 63 milhões de euros de IVA, arrecadados face ao aumento do preço médio de venda ao público dos combustíveis.

Segundo o secretário de Estado, a medida “vai-se repercutir numa descida de dois cêntimos no ISP da gasolina e um cêntimo no ISP do gasóleo”.

O governante explicou também que o Governo irá monitorizar a evolução dos preços médios de venda ao público e, caso seja necessário, “fazer a revisão em alta”, “no sentido de devolver todo o valor de acréscimo de IVA que se recebe”.

Com Ivo Borges.

Populares