Seguir o O MINHO

País

Ikea aumenta salário de entrada em Portugal para 750 euros brutos

Economia

em

A Ikea aumentou o salário bruto de entrada na empresa em 50 euros, relativamente ao ano transacto, passando agora a pagar 750 euros, mais 45 que o salário mínimo nacional, anunciou hoje a cadeia sueca.

Em comunicado, o diretor Cláudio Valente, da Ikea Portugal, revelou que “a partir deste novo ano, o salário mínimo de entrada para colaboradores Ikea, a tempo inteiro, aumenta de 700 euros para 750 euros brutos mensais”. Acrescentou ainda que a este valor é “adicionado o subsídio de alimentação, seguro de saúde, entre outros benefícios”.

“Na Ikea continuamos a trabalhar, diariamente, para sermos um empregador de excelência, para assegurarmos o bem-estar dos nossos 2.600 colaboradores e a estabilidade dos seus rendimentos”, salientou.

“Acreditamos que com mais este passo, conjuntamente com outras empresas líderes do setor que já anunciaram movimentos semelhantes, continuamos a valorizar o retalho enquanto setor empregador de referência no país”, disse.

E deixou o desafio: “Ao mesmo tempo, convidamos os decisores públicos a considerar medidas cada vez mais arrojadas para potenciar a melhoria dos níveis de vida e do poder de compra da maioria das famílias portuguesas”.

A Ikea Portugal tem ainda uma ajuda de nascimento, para todos os colaboradores que se toram pais, no valor de 665 euros.

“A Ikea continua a disponibilizar o One Ikea Bonus (sistema de bónus anual para todos os colaboradores, associado aos resultados de negócio) e o ‘TACK!’ – uma contribuição adicional para as reformas de todos os colaboradores elegíveis”, concluiu o diretor.

Populares