Seguir o O MINHO

Alto Minho

Idoso ferido após capotamento de trator em Ponte da Barca

Paradamonte

em

Foto: Facebook de Bombeiros de Ponte da Barca

Um homem de 74 anos ‘escapou’ da morte depois de sofrer um acidente com um trator agrícola em Ponte da Barca, nesta quinta-feira.


Pelo que foi possível apurar, a viatura, com atrelado, terá capotado para um terreno no lugar de Paradamonte, em Britelo.

A vítima acabou por sofrer apenas ferimentos ligeiros apesar do aparato do acidente.

Foto: Facebook de Bombeiros de Ponte da Barca

Foi transportada para o Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

No local estiveram os Bombeiros de Ponte da Barca, Bombeiros de Arcos de Valdevez e a ambulância INEM de Suporte Imediato de Vida de Ponte de Lima.

A GNR registou a ocorrência.

Anúncio

Alto Minho

Arcos de Valdevez e Ponte da Barca reivindicam beneficiação de ligação à Galiza

IC 28

em

Foto: CM Arcos de Valdevez / Facebook

Os presidentes das Câmaras de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca reivindicaram hoje a beneficiação da estrada que liga o Itinerário Complementar 28 (IC28) à fronteira da Madalena, em Ourense, na Galiza, considerada “estratégica” para a região.

Em comunicado conjunto, os autarcas daqueles dois concelhos do Alto Minho adiantam ter enviado uma “missiva” ao primeiro-ministro a exigir a “melhoria” daquela ligação do IC28, sublinhando a sua importância para o reforço das ligações rodoviárias ao mercado económico transfronteiriço e europeu (nomeadamente à estação de Celanova do TGV da linha Madrid-Galiza e à autoestrada A52).

João Manuel Esteves e Augusto Marinho, ambos do PSD, lembram que a empreitada é reclamada “há mais de uma década” e querem que o Governo a inclua no Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal como obra “prioritária” para “alavancar as relações económicas e transfronteiriças e a atratividade dos municípios e da região”.

Os autarcas destacam que aquela estrada “é estratégica para a competitividade” dos dois municípios e do distrito de Viana do Castelo, sendo que, do lado galego, é considerada “estruturante na conexão entre Celanova e a fronteira da Madalena”.

“A melhoria da estrada permitirá colocar as pessoas e os produtos a menos de 30 minutos das redes rodoferroviárias principais de ligação a Madrid e ao centro da Europa, isto porque irá ligar com a autoestrada de acesso à Europa (A52)”, adiantam.

Segundo os dois autarcas, “a via também permitirá a ligação ao TGV, uma vez que está em construção a sul de Ourense/Celanova a estação da Linha de Alta Velocidade entre Madrid-Galiza”.

João Manuel Esteves e Augusto Marinho recordam ainda que a obra faz parte do plano rodoviário português, bem como do plano da Junta da Galiza, e lamentam que não tenha sido abordada a sua concretização na última cimeira luso-espanhola.

A obra integrou o Plano de Proximidade da Infraestruturas de Portugal, com a denominação “460 – EN 203/304-1 Beneficiação entre Ponte da Barca e Lindoso”, para lançamento no ano de 2017 e com uma dotação de 3,5 milhões de euros.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Atenção, Viana. Ponte Eiffel fechada ao trânsito entre sexta-feira e sábado

Para manutenção das juntas de dilatação

em

Foto: DR / Arquivo

O tabuleiro rodoviário da ponte Eiffel, em Viana do Castelo, vai encerrar ao trânsito entre as 20:00 de sexta-feira e as 24:00 de sábado, para manutenção das juntas de dilatação, informou hoje a Câmara.

Em comunicado, a autarquia justificou a necessidade do corte total da circulação automóvel “com a localização da empreitada e dimensão da ponte”.

“Por motivos de segurança e qualidade dos trabalhos a executar, é necessário efetuar o corte total, com implantação de percursos alternativos”.

Contactada pela Lusa, fonte autárquica explicou que o corte não se aplica à circulação ferroviária.

Com 142 anos, a travessia metálica liga a cidade de Viana do Castelo à vila de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Tem 645 metros de comprimento, é composta por dois tabuleiros metálicos, sendo o superior rodoviário, para trânsito automóvel e pedestre, e o inferior ferroviário.

Atualmente, em processo de classificação como Monumento Nacional (MN), a ponte está classificada como património da cidade.

A ligação entre as duas margens do rio Lima é ainda assegurada por uma outra travessia, localmente designada por ponte nova, de acesso à autoestrada 28 (A28), inaugurada em setembro de 1991, para aliviar o trânsito da centenária ponte Eiffel.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Funeral de bispo emérito de Viana realiza-se na sexta-feira

D. José Pereira

em

Foto: DR

O funeral do bispo emérito de Viana do Castelo, José Pereira, que morreu hoje aos 85 anos, vítima de doença prolongada, realiza-se na sexta-feira, no cemitério municipal da cidade, depois da cerimónia fúnebre na Sé Catedral, anunciou hoje a diocese.

Em nota enviada às redações, a diocese de Viana do Castelo informou que “as exéquias terão lugar na sexta-feira, às 15:00, na Sé Catedral da cidade, sendo que o corpo irá, posteriormente, a sepultar no cemitério municipal” da capital do Alto Minho.

“Num momento em que ainda recordamos de forma viva a partida repentina de D. Anacleto Oliveira, a diocese de Viana do Castelo comunica o falecimento do seu bispo emérito D. José Augusto Martins Fernandes Pedreira, vítima de doença prolongada, ao final da manhã” refere a nota.

José Pedreira, bispo da diocese de Viana do Castelo entre 1997 e 2010, morreu hoje de manhã no hospital de Braga onde se encontrava internado.

O presidente da Câmara de Viana do Castelo expressou hoje o seu pesar pela morte de “uma personalidade de referência”, anunciando que a autarquia “vai decretar um dia de luto municipal”.

Também a Câmara de Arcos de Valdevez manifestou, hoje, o seu “profundo pesar” pela morte do prelado que descreveu como uma “figura que se demarcou pelo seu trabalho em prol da comunidade do Alto Minho”.

Anteriormente à Lusa, o presidente da Câmara de Valença, concelho de onde o prelado era natural, lamentou a “perda de uma figura carismática” do concelho.

“É um filho da terra, era uma pessoa muito ligada à terra. É uma grande perda para Valença e para a freguesia de Gondomil. Era uma pessoa muito estimada”, reforçou.

D. José Augusto Martins Fernandes Pedreira nasceu na freguesia de Gondomil, no concelho de Valença, distrito de Viana do Castelo, no dia 10 de abril de 1935.

Foi ordenado sacerdote a 12 de julho de 1959. Em 1982 foi nomeado bispo-auxiliar do Porto, com o título de bispo-titular de Elvas.

A ordenação episcopal decorreu a 19 de março de 1983, tendo como principal consagrante Armindo Lopes Coelho, na altura recentemente nomeado bispo de Viana do Castelo, e como consagrantes, Eurico Dias Nogueira, arcebispo de Braga e Júlio Tavares Rebimbas, arcebispo do Porto.

Foi ainda formador no Seminário Maior de Braga, diretor e professor do Colégio do Minho, em Viana do Castelo, e professor da Escola do Magistério Primário, da Escola de Educadoras de Infância e da Escola de Enfermagem de Viana do Castelo (1975-1979).

Entre 1978 e 1983, foi chanceler secretário da Cúria Diocesana e, em 1982, Promotor de Justiça do Tribunal Eclesiástico.

A 29 de Outubro de 1997 foi nomeado bispo de Viana do Castelo, cargo onde se manteve até ao seu pedido de resignação e consequente nomeação de Anacleto Oliveira, que morreu em setembro, aos 74 anos, na sequência do despiste do automóvel que conduzia na Autoestrada do Sul perto de Almodôvar, no distrito de Beja.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou hoje a morte de José Pedreira, considerando que deixou “um admirável exemplo de serviço aos outros”.

Através de uma nota divulgada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa apresentou os seus “mais sentidos pêsames” à família do bispo.

“Apresento igualmente as minhas condolências à comunidade de fiéis de Viana do Castelo, que tiveram em D. José Pedreira, ao longo de vários anos, de 1997 a 2010, um prelado esclarecido e empenhado, que em todos deixa uma mensagem de esperança e um admirável exemplo de serviço aos outros”, lê-se na mesma nota.

Continuar a ler

Populares