Seguir o O MINHO

Futebol

I Liga: Carlos Carvalhal promete Rio Ave motivado frente ao Famalicão

Jogo na sexta-feira

em

O treinador do Rio Ave, Carlos Carvalhal, garantiu hoje uma equipa “com grande motivação” para a estreia na I Liga portuguesa de futebol, no duelo de sexta-feira, frente ao recém-promovido Famalicão.

O técnico admitiu que o adiamento do jogo da jornada inaugural do campeonato, frente ao Vitória de Guimarães, devido a problemas em uma das bancadas do estádio dos Arcos, forçou a algumas mudanças de planos, mas prometeu um Rio Ave “com ambição de vencer”.

“Estávamos focados e preparados para fazer esse jogo, com motivação muito grande por termos vencido por 6-1 na Taça da Liga, mas fomos confrontados com uma situação que não controlamos. Procurámos minimizar o impacto, com um jogo de treino que correu bem”, disse Carlos Carvalhal.

O treinador admitiu que “preferia ter competido” no fim de semana anterior, para dar “uma continuidade ao trabalho que foi feito”.

“Como não aconteceu, temos de minimizar o impacto, e vamos surgir em Famalicão com a melhor forma possível e com ambição de vencer o jogo”, afirmou o treinador.

Sobre o adversário de sexta-feira, Carlos Carvalhal falou “numa boa equipa”, orientada pelo “amigo João Pedro Sousa”, a quem reconheceu “muita competência”.

“É uma equipa bem organizada e bem trabalhada, que começou bem o campeonato com uma vitória frente ao Santa Clara. Penso que vai fazer um bom campeonato e causar alguns estragos aos adversários, porque joga bom futebol” disse o treinador dos vila-condenses.

Ainda assim, Carlos Carvalhal disse “conhecer bem” este adversário, recordando que na pré-temporada os dois conjuntos se defrontaram.

“Nessa altura, o Famalicão venceu [por 2-1] e bem. Mas aprendemos com esse jogo, e agora, num jogo a sério, o nosso grande objetivo é vencer. Mesmo sabendo que será difícil, estamos confiantes”, afirmou.

Confrontado com a possibilidade de encontrar um estádio com muitos adeptos adversários em Famalicão, naquele que será o jogo caseiro de regresso, 25 anos depois, dos minhotos ao principal escalão do futebol nacional, Carlos Carvalhal garantiu que tal “não será um problema”.

“Preferimos jogar num estádio cheio, do que num com 327 adeptos, sete policias e três escuteiros”, disse, sorridente, o treinador do Rio Ave.

Sobre possíveis ajustes no seu plantel, o treinador da formação da foz do Ave disse estar satisfeito com o grupo que tem, mas lembrou que “até 31 de agosto tudo está em aberto”.

“Temos dois jogadores por posição, mas estamos sempre abertos a melhorar o potencial e qualidade do grupo. Continuamos atentos ao mercado e se aparecer uma ou outra situação haverá sempre oportunidade para incorporar um ou dois jogadores”, admitiu.

Para esta partida, o técnico tem quase todo o grupo disponível, à exceção de Nadjak, que recupera de lesão, tendo, por isso, convocado todos os jogadores que estão aptos.

O Rio Ave desloca-se esta sexta-feira ao reduto do Famalicão, em jogo da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, agendado para as 20:30.

Anúncio

Futebol

Benfica vence Zenit e apura-se para a Liga Europa

3-0 na Luz

em

Foto: Twitter de B24

O Benfica apurou-se, esta terça-feira, para a Liga Europa ao vencer por 3-0 na receção ao Zenit de São Petersburgo, no jogo de despedida da presente Liga dos Campeões de futebol.

Os golos dos encarnados foram anotados no segundo tempo, por intermédio de Cervi, Pizzi (de penálti) e por Azmon (autogolo).

Continuar a ler

Futebol

Hugo Viana suspenso por palavras ao árbitro no jogo com o Moreirense

Questionou um lance de grande penalidade

em

Foto: Facebook

Hugo Viana, diretor desportivo, do Sporting, natural de Barcelos, foi, esta terça-feira, suspenso por um mês por palavras dirigidas ao árbitro Artur Soares Dias, que apitou a vitória dos leões frente ao Moreirense (1-0), em jogo da I Liga de futebol.

Segundo o mapa de castigos do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), hoje publicado, o antigo jogador vai pagar uma multa superior a mil euros pelas palavras que dirigiu a Soares Dias, a quem também tocou no peito, segundo o relatório.

O incidente ocorreu durante o intervalo do encontro da 13.ª jornada da I Liga, disputado no domingo, com o resultado ainda 0-0, num momento em que Viana se encontrava numa zona técnica, questionando depois um eventual lance de penálti.

O mapa contém ainda uma suspensão de oito dias para o presidente da SAD do Leixões, Paulo Lopo, também por palavras dirigidas à equipa de arbitragem, na derrota caseira com o Académico de Viseu (1-0), na 12.ª jornada da II Liga.

Nesse jogo, também o diretor desportivo, André Castro, foi punido com 15 dias por protestos junto dos oficiais do encontro, com Luís Silva, expulso por uma cotovelada num adversário, a cumprir dois jogos de castigo.

No capítulo dos processos sumários do relatório, nota para a requisição do relatório de policiamento do Belenenses-FC Porto (1-1), uma vez que é “indispensável esclarecer o conteúdo dos relatórios dos árbitros e dos delegados da Liga Portuguesa de Futebol Profissional”.

A imprensa desportiva noticiou hoje uma altercação entre o treinador dos dragões, Sérgio Conceição, e o da equipa de Belém, Pedro Ribeiro, já no túnel de acesso aos balneários.

Continuar a ler

Futebol

Tapsoba e Sacko renovam contratos com Vitória até 2024

Cláusulas de rescisão de 50 milhões de euros

em

Tapsoba: Foto: DR

Os defesas Tapsoba e Sacko prolongaram os contratos com o Vitória SC, quinto classificado da I Liga portuguesa de futebol, por mais dois anos, até junho de 2024, confirmou hoje à Lusa fonte oficial dos vimaranenses.

Os contratos, adiantou a mesma fonte, já estão registados e incluem cláusulas de rescisão de 50 milhões de euros para ambos os jogadores, sendo que, até agora, esse valor era de 20 milhões para Tapsoba, central de 20 anos, e de 15 milhões para Sacko, lateral direito de 24.

Contratado ao Leixões em janeiro de 2018, Edmond Tapsoba está a cumprir a primeira temporada pela equipa principal do Vitória e é, simultaneamente, o futebolista mais utilizado no plantel treinador por Ivo Vieira – participou em 25 das 27 partidas oficiais já realizadas, somando um total de 2.123 minutos – e o melhor marcador em todas as provas, com sete golos, cinco deles de penálti.

O clube minhoto detinha, até ao final da temporada transata, 75% dos direitos económicos do internacional pelo Burquina Faso – já representou a seleção africana em nove ocasiões.

Já Falaye Sacko, cujo passe pertence na totalidade ao Vitória, chegou a Guimarães em janeiro de 2016, oriundo dos belgas do Sint-Truiden, passou pela equipa B e afirmou-se na formação principal na época transata, tendo cumprido 30 jogos às ordens do treinador Luís Castro, agora no Shakhtar Donetsk (Ucrânia).

Na presente época, o internacional pelo Mali, que soma 12 jogos e um golo pela sua seleção, participou em 17 encontros pelos minhotos, contabilizando 1.505 minutos.

Continuar a ler

Populares