Redes Sociais

Futebol

I Liga: A jornada que aí vem

 a

O SC Braga e o campeão FC Porto, isolados no comando da I Liga de futebol, defrontam-se no sábado, no principal jogo da 10.ª jornada, na qual o Benfica tenta regressar aos triunfos no campeonato.

Com 21 pontos, bracarenses e ‘dragões’ lideram o campeonato, com dois pontos de avanço sobre o Sporting, três sobre o Rio Ave e quatro sobre o Benfica, e jogam no Estádio do Dragão, no sábado, às 20:30.

O SC Braga, que desde as derrotas de Juventus e Dortmund, passou a ser a única equipa nos dez maiores campeonatos da Europa sem ainda perder esta época, em todas as competições, jogam ainda a invencibilidade no campo dos portistas. Ainda assim, a equipa de Abel Ferreira terá de mostrar estofo de ‘guerreiro’. O SC Braga não vence no Dragão para o campeonato desde 2004/05, somando, nas 13 temporadas seguintes, apenas três empates.

Desde a derrota com o Benfica (1-0), a segunda na I Liga, o FC Porto somou seis vitórias consecutivas, duas sobre o Lokomotiv Moscovo para a Liga dos Campeões, duas para o campeonato (Feirense e Marítimo), uma para a Taça de Portugal (Vila Real) e uma para a Taça da Liga (Varzim).

O Sporting, ainda com Tiago Fernandes a substituir interinamente José Peseiro, pode aproveitar o resultado do Dragão para subir na classificação, caso vença na receção ao Desportivo de Chaves, 17.º e penúltimo classificado, que não vence há três encontros.

Sem Battaglia, um dos habituais titulares, que se lesionou na jornada passada e não deve jogar mais esta temporada, os ‘leões’, que hoje defrontam o Arsenal na Liga Europa, recebem um clube que nunca venceu em Alvalade para o campeonato e apenas conseguiu três empates.

Após duas derrotas consecutivas no campeonato, o Benfica tenta regressar às vitórias, na visita ao Tondela, no domingo, numa partida em que não poderá contar com o capitão Jardel, expulso na última jornada.

‘Proibido’ de voltar a perder pontos, o Benfica visita um terreno onde venceu sempre nas três deslocações para a I Liga, embora no derradeiro confronto entre ambos o Tondela tenha vencido na Luz, no encontro que deu o título ao FC Porto na última temporada.

Os ‘encarnados’ jogam em Tondela depois de terem empatado 1-1 na quarta-feira na receção aos holandeses do Ajax, resultado que praticamente os deixa fora da ‘champions’, pelo que o futuro do técnico Rui Vitória estará certamente em jogo.

Um empate em casa com o lanterna-vermelha Nacional (3-3) impediu o Rio Ave de se isolar no terceiro lugar na última ronda, com os vila-condenses a defenderem no sábado o quarto posto na visita ao Desportivo das Aves (16.º), que vem do primeiro triunfo fora de casa, frente ao Desportivo de Chaves (2-1).

Apesar de ter perdido na última jornada em casa frente ao Sporting (2-1), após três vitórias consecutivas, o Santa Clara manteve-se num confortável sexto posto, visitando no domingo o Vitória SC (oitavo), que não perde há quatro encontros.

Ainda em busca dos primeiros pontos em casa, o Nacional tem no sábado a quinta oportunidade, no dérbi frente ao Marítimo, 12.º classificado, que não vence há cinco encontros.

A ronda abre na sexta-feira, com a receção do Moreirense (14.º) ao Portimonense (11.º) e do Vitória de Setúbal (nono) ao Feirense (14.º), enquanto o Belenenses (10.º) joga no sábado em casa com o Boavista (15.º).

Programa da 10.ª jornada:

– Sexta-feira, 09 nov:

Moreirense – Portimonense, 19:00

Vitória de Setúbal – Feirense, 21:15

– Sábado, 10 nov:

Desportivo das Aves – Rio Ave, 15:30

Belenenses – Boavista, 15:30

Nacional – Marítimo, 18:00

FC Porto – SC Braga, 20:30

– Domingo, 11 nov:

Vitória SC – Santa Clara, 15:00

Tondela – Benfica, 17:30

Sporting – Desportivo de Chaves, 20:00

O conteúdo I Liga: A jornada que aí vem aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Espanha propõe a Marrocos candidatura ao Mundial de 2030 com Portugal

Publicado

 a

Holanda-Letónia (EURO 2004), no Estádio Municipal de Braga. Foto: Wikipedia

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, propôs hoje a Marrocos a apresentação de uma candidatura conjunta com Portugal à organização do Mundial de futebol de 2030, noticia o jornal El País.

Segundo fontes da presidência do governo espanhol, citadas pelo diário, a proposta de Pedro Sánchez foi bem acolhida pelo primeiro-ministro marroquino, Saadedín Al Othmani, e pelo rei Mohamed VI.

O El País informa que o primeiro passo foi dado em 13 de setembro, dia em que o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Luis Rubiales, visitou o primeiro-ministro espanhol na companhia do presidente da FIFA, Gianni Infantino, e lhe pediu apoio para uma candidatura ao Campeonato do Mundo de 2030 ou ao Euro2028.

O jornal sublinha que a presença de Infantino significava um apoio implícito do organismo que tutela o futebol mundial.

Nesse momento, a ideia da RFEF contemplava a possibilidade de uma candidatura conjunta com Portugal, como já tinha acontecido no tempo Ángel María Villar, antecessor de Rubiales, para o Mundial de 2018, que acabou por ser atribuído à Rússia.

Segundo o El País, um dos argumentos da RFEF eram as boas relações ente Rubiales e o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, mas não se ponderava a hipótese de incluir Marrocos.

Este país candidatou-se ao Mundial de 2026, cuja organização foi atribuída a Canadá, Estados Unidos e México, e na sua proposta destacava o facto de Marrocos estar no cruzamento do oriente com o ocidente e onde a Europa se encontra com África.

A última grande competição internacional de futebol organizada pela Espanha foi o Mundial de 1982, enquanto Portugal teve a seu cargo o Europeu de 2004.

Uma eventual candidatura dos países ibéricos com Marrocos iria juntar-se à proposta conjunta apresentada por Argentina, Paraguai e Uruguai em julho de 2017.

A Coreia do Sul deu eco da vontade se aliar a Coreia do Norte, Japão e China, enquanto o Reino Unido e a Irlanda também já manifestaram vontade de avançar, apadrinhados pelo presidente da UEFA, Alexander Ceferin. Marrocos também já tinha colocado a hipótese de se juntar a Argélia e Tunísia.

O único Mundial de futebol organizado por mais de um país foi o de 2002, na Coreia do Sul e no Japão, e o segundo será o de 2026, mas em nenhum dos casos envolveu nações de duas confederações.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Futebol

Portugal vai encarar “a sério” jogo com a Polónia em Guimarães

Publicado

 a

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, afirmou hoje que Portugal, enquanto candidato a vencer qualquer competição, vai encarar com seriedade o jogo com a Polónia, para o Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações.

Já apurada para a fase final da primeira edição da prova, agendada para junho de 2019, em solo luso, a equipa das ‘quinas’ vai receber, na terça-feira, em Guimarães, um adversário já despromovido à Liga B, mas o treinador prometeu que, apesar de não haver qualquer objetivo em disputa, a sua equipa vai dar tudo para vencer, até para fazer jus ao estatuto de “seleção forte”.

“Alguma vez se pode pensar que os jogos da seleção não são para levar sério? Isso é impossível. Portugal tem de fazer o que sempre faz. Portugal tem uma seleção muito forte. Não é a melhor do mundo, mas pode jogar contra qualquer uma das melhores do mundo. Somos candidatos a cada jogo que disputamos”, disse, na conferência de antevisão ao jogo, no Estádio D. Afonso Henriques.

O selecionador disse mesmo esperar um “grande jogo” entre uma seleção lusa que vai ter a “motivação extra” de jogar em casa e a ambição de retribuir o “apoio fantástico do povo português” com uma vitória, num recinto com lotação esgotada, e uma Polónia, que “sem o peso do resultado”, vai querer provar que o rendimento no Grupo 3 – somou um ponto em três jogos – foi um “acidente de percurso”.

Na véspera do último jogo do Grupo 3, Portugal, a única equipa invicta na Liga A da Liga das Nações, já sabe que pode defrontar a Suíça e a Inglaterra, na fase final – o outro adversário será França ou Holanda. Fernando Santos assumiu que a seleção nacional é candidata a vencer a prova, tal como o fez no Europeu de 2016 e no Mundial de 2018, mas recusou qualquer favoritismo, até porque qualquer antevisão é “prematura”.

“[A fase final] vai ser em junho do próximo ano. Estarmos a antecipar o que vai acontecer em junho do próximo ano é algo quase imprevisível. Não sabemos como é que os jogadores estarão, como é que as outras seleções estarão. É muito prematuro”, disse.

Questionado sobre o registo defensivo da equipa na prova – dois golos sofridos em três jogos -, Fernando Santos considerou que a equipa até “sofreu golos a mais” e realçou que, no futebol, os tentos sofridos geram, por vezes, efeitos imprevisíveis – deu o exemplo dos cinco golos sofridos pela Bélgica, depois de estar a vencer a Suíça por 2-0, para o Grupo 2 da Liga das Nações, no domingo.

Selecionador nacional desde 2014, Fernando Santos orientou a seleção que conquistou o primeiro título europeu, em 2016, e averbou somente duas derrotas em 56 jogos – Suíça, na qualificação para o Mundial de 2018, e Uruguai, na fase final da prova, na Rússia. O treinador reiterou que a atual geração da seleção “vai ficar nos livros de história”, mas precisa de “continuar igual a si própria” para continuar a ganhar jogos e manter o estatuto que conquistou.

A seleção portuguesa recebe a seleção da Polónia, num jogo do Grupo 3 da Liga das Nações, marcado para as 19:45 de terça-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

O conteúdo Portugal vai encarar “a sério” jogo com a Polónia em Guimarães aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Futebol

SC Braga esmaga Boavista com póquer de Vanessa Marques e segue líder isolado

Publicado

 a

O SC Braga venceu este domingo o Boavista, por 9-0, em jogo da 7.ª jornada da Liga BPI de futebol feminino, disputado no Estádio 1.º de Maio.

Vanessa Marques (3′, 74′, 81′, 86′), que lidera a lista das melhores marcadoras do campeonato, Gould (40′), Keane (43′, 58′) e Alberta (90′), que se estreou a marcar, fizeram os golos para a equipa da casa.

Com este resultado, as Gverreiras do Minho continuam isoladas na liderança, com 21 pontos, seguidas do Sporting, que venceu o Albergaria, por 1-0, que tem menos dois pontos.

O conteúdo SC Braga esmaga Boavista com póquer de Vanessa Marques e segue líder isolado aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares