Hotel em Melgaço será o primeiro 100% acessível a pessoas com pouca mobilidade no país

O Grupo Pinto da Costa & Carriço apresentou esta segunda-feira, na Fonte das Termas de Melgaço, o projeto de recuperação do Hotel do Peso, numa cerimónia que contou com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho. O emblemático hotel complementará a oferta das Termas de Melgaço e será uma mais-valia para a região e para o turismo: o processo deverá estar concluído dentro de dois anos.

Nesta altura, poderá ser o primeiro hotel do país 100% acessível a pessoas com mobilidade reduzida. O investimento está na ordem dos 2,5 milhões de euros.

O projeto de reabilitação do antigo hotel, assinado pelo arquiteto José António Lopes, do gabinete de arquitetura Ad quadratum Arquitectos, abrange uma área de propriedade aproximada de 11.900 m2 e uma área de construção estimada em 4.500 m2 de ampliação e 1.800 m2 de reabilitação de estruturas existentes. Sob o conceito de Hotel-Boutique, será uma unidade hoteleira de 4 estrelas, com cerca de 44 quartos.

“Um alojamento de características diferenciadoras, numa filosofia de sustentabilidade ambiental”, conta o arquiteto responsável pelo projeto, José António Lopes, do gabinete de arquitetura Ad quadratum Arquitectos.

O processo desenvolver-se-á na propriedade onde se localizava o “Grande Hotel do Pezo“, conjunto edificado hoje em ruínas, construído na segunda metade do séc. XIX, e circunjacente ao Parque Termal de Melgaço.

“Aquele hotel, que um dia foi um estabelecimento de referência na região, vai voltar a ser e acredito que, complementado com as ofertas das Termas, será também um atrativo para visitar Melgaço.”, afirma a CEO do Grupo, Carina Pinto da Costa.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

'Monção e Melgaço Granfondo' prevê cerca de dois mil participantes

Próximo Artigo

Sequestrado e violado por companheiro faz denúncia em Vila Verde

Artigos Relacionados
x