Hospital de Viana investe 3,2 milhões em eficiência energética - O MINHO
Redes Sociais

Hospital de Viana investe 3,2 milhões em eficiência energética

Viana do Castelo

Hospital de Viana investe 3,2 milhões em eficiência energética

A Unidade de Saúde do Alto Minho (ULSAM) vai investir, em dois anos, mais de 3,2 milhões de euros no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, para “obter ganhos de eficiência energética, informou esta sexta-feira aquela estrutura.

Em resposta escrita a um pedido de esclarecimento enviado pela agência Lusa, na sequência da aprovação da candidatura daquele investimento ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), a ULSAM estimou uma poupança, em mais de 222.282 euros, com a opção pela eficiência energética prevista no projeto.

A ULSAM é constituída por dois hospitais, o de Santa Luzia em Viana do Castelo e o hospital Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda 13 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, servindo uma população residente superior a 250 mil pessoas. No total, a ULSAM emprega mais de 2.500 profissionais, entre eles, 501 médicos e 892 enfermeiros.

O projeto, “centra-se no sistema AAVC (aquecimento e ventilação) nas áreas de internamento, comuns e técnicas e na iluminação, com tecnologia LED (Light Emitting Diode), extensível a toda a área interior e exterior do hospital de Santa Luzia”.

Segundo a ULSAM, as ações previstas no projeto agora aprovado pelo POSEUR terão início “no segundo semestre de 2018 e conclusão em dezembro de 2019”.

“É um caminho a percorrer de forma gradual e planeada, tornando o hospital amigo do ambiente, dos trabalhadores e dos utentes que a ele recorrem”, afirmou o presidente do conselho de administração da ULSAM, Franklim Ramos, citado na nota enviada à agência Lusa.

Referiu ainda, que “as fontes energéticas de primeira geração, devem ser uma opção de todas as organizações, no sentido de consolidarmos a sustentabilidade do ambiente, consequentemente das populações que o habitam, cabendo aos seus dirigentes, a promoção das boas-práticas”.

Jornal digital da região do Minho.

Mais Viana do Castelo