Seguir o O MINHO

Alto Minho

Hospital privado abre na próxima segunda-feira em Valença (e cria mais de 100 empregos)

Grupo Trofa Saúde investe mais de 10 milhões

em

Foto: Grupo Trofa Saúde

O novo hospital do Grupo Trofa Saúde em Valença, que começa a funcionar na próxima segunda-feira, 1 de março, após a requalificação de um edifício de sete andares, num investimento de mais 10 milhões, deverá criar mais de 100 postos de trabalho.

Hoje, em resposta por escrito a um pedido de esclarecimento enviado pela agência Lusa, o grupo adiantou tratar-se da sua primeira unidade no distrito de Viana do Castelo.

“O Trofa Saúde Valença abrirá de forma faseada, na primeira fase com o serviço de ambulatório a funcionar na sua plenitude, prevendo inaugurar os restantes serviços (bloco operatório e internamento) numa segunda fase. Com o atingir do volume de atividade esperado, estima-se que possam ser criados mais de 100 novos postos de trabalho na região, entre os quais médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos e administrativos”, refere a nota.

Segundo o grupo, o serviço de ambulatório, que começa a funcionar na segunda-feira, “contará com mais de 40 especialidades nas consultas médicas e cirúrgicas, Exames Complementares de Diagnóstico de Imagiologia (TAC, Ressonância Magnética, Raio-X, Mamografia, Ecografia) e Análises Clínicas Trofa Saúde, com acordo Serviço Nacional de Saúde (SNS-P1), fisioterapia com ginásio e cabines de tratamento e um serviço de Atendimento Urgente”.

Já “o bloco operatório (incluindo cirurgia de ambulatório) será constituído por duas salas totalmente equipadas e o hospital estará dotado de um serviço de internamento com 16 quartos e 28 camas”.

A nova unidade privada, “com mais de nove mil metros quadrados implicou um investimento de mais de 10 milhões de euros na requalificação de um edifício de sete pisos existente no centro da cidade de Valença, entre os quais dois pisos destinados a estacionamento”.

“O Trofa Saúde Valença irá conseguir disponibilizar todos os principais serviços de saúde à população de Valença e concelhos próximos circundantes de Monção, Melgaço, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira, Caminha, Paredes de Coura e Ponte de Lima”, sustenta.

Segundo o grupo, o novo hospital “tem acordo com os principais seguros e subsistemas de saúde e pretende ser uma unidade privada de referência nesta região do Alto Minho”.

De acordo com a nota enviada à Lusa, no total o grupo “detém 17 unidades hospitalares, 15 situadas na região norte, e que empregam mais de 5.000 pessoas”.

Populares