Redes Sociais

Hospital de Guimarães quer ser “centro de referência” cardiovascular

Foto: Divulgação

Guimarães

Hospital de Guimarães quer ser “centro de referência” cardiovascular

O Hospital de Guimarães vai inaugurar na primavera a Unidade de Diagnóstico e Intervenção Cardiovascular (UDIC) com o objetivo de se tornar um “centro de referência” naquela área, revelou à Lusa o responsável por aquela unidade hospitalar.

Em declarações à Lusa, o presidente do conselho de administração do Hospital de Guimarães, Delfim Rodrigues, explicou que a nova valência “é não só para a cardiologia médica, mas também cirurgia vascular e todas a áreas associadas em termos de exames especiais”.

Segundo explicou o responsável do hospital vimaranense a UDIC, que representa um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros e que vai ocupar uma área superior a 500 metros quadrados, vai permitir o “tratamento do princípio ao fim”, desde o diagnóstico à intervenção, de doentes com patologias ligadas à cardiologia.

“O volume destas patologias tem vindo a aumentar e justifica-se que se tenha aqui uma integração de todos os serviços, nomeadamente até para não obstar ao transporte e transferência de doentes”, referiu Delfim Rodrigues.

Com esta nova valência o Hospital de Guimarães ambiciona “ser reconhecido pelo Ministério da Saúde como um centro de referência em diagnóstico e intervenção cardiovascular”.

“O Hospital de Guimarães é já uma referência e excelência na área cardiológica e cardiovascular. O que estamos aqui a acrescentar até é mais a intervenção”, explanou.

O responsável destacou que com o novo serviço “ganha-se em tempo, ganha-se em qualidade e ao Hospital, por esta via, também lhe é permitido gerar algum valor até em termos financeiros porque poupa nos transportes”.

Quanto às obras, iniciadas em junho de 2017, Delfim Rodrigues destacou a “complexidade” da intervenção: “São obras complexas, não só pela dimensão do espaço mas que depois implica a instalação de equipamento de ultima tecnologia, muito diferenciado e que tem requisitos técnicos muito rigorosos”, disse.

A UDIC resulta de uma iniciativa que envolveu a Liga dos Amigos do Serviço de Cardiologia e o Conselho de Administração do Hospital, tendo sido “apadrinhada pela sociedade civil” e pela Câmara Municipal de Guimarães.

Jornal digital da região do Minho.

Mais Guimarães