Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Hospital de Viana é o primeiro do país com enteroscopia espiral motorizada

Investimento de 80 mil euros

em

Foto: DR / Arquivo

O hospital de Viana do Castelo é o primeiro do país equipado para realizar enteroscopia espiral motorizada, que diagnostica e trata doenças do intestino delgado, técnica disponível para outros hospitais do Serviço Nacional de Saúde, (SNS), foi hoje divulgado.

O presidente do conselho de administração da Unidade Local da Saúde do Alto Minho (ULSAM), Franklim Ramos, disse, em comunicado, que o Hospital de Santa Luzia (HSL) “é o primeiro em Portugal a dispor desta tecnologia, estando, disponível para doentes de outros hospitais do SNS”.

O HSL “realizou, no dia 15 de novembro, pela primeira vez em Portugal, uma enteroscopia espiral robotizada para avaliar o intestino delgado de um doente com anemia”.

O diretor do serviço de Gastrenterologia do HSL e professor da Escola de Medicina da Universidade do Minho (UM), Luís Lopes, citado na nota, explicou que “a técnica inovadora, permitiu tratar as lesões vasculares responsáveis pela anemia, de uma forma minimamente invasiva”.

Segundo a ULSAM, o investimento na nova técnica rondou os 80 mil euros.

A enteroscopia espiral motorizada “constitui a mais recente técnica para o diagnóstico e tratamento de doenças do intestino delgado, permitindo uma avaliação do intestino delgado três vezes mais rápida do que a enteroscopia convencional”.

Aquela técnica “tem aplicações nas anemias de causa indeterminada, tumores do intestino delgado, em alguns doentes com doença inflamatória intestinal e no tratamento de doenças biliares em doentes operados”.

A ULSAM é constituída por dois hospitais: o de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda 12 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, e serve uma população residente superior a 244 mil pessoas dos dez concelhos do distrito de Viana do Castelo, e algumas populações vizinhas do distrito de Braga.

Este mês a ULSAM, os hospitais de Braga, Cascais e Santa Maria Maior (Barcelos), e o Centro Hospitalar Universitário do Porto foram os vencedores dos prémios de melhor desempenho em 2019.

Populares