Seguir o O MINHO

Guimarães

Hospital de Guimarães não sentiu aumento de casos devido ao Natal

Cinco doentes internados nos cuidados intensivos

em

Urgência do Hospital de Guimarães. Foto: DR

O Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, ainda não sentiu nenhum aumento do número de contaminações por SARS-Cov-2 provocadas pelo alívio das medidas durante a quadra natalícia. No domingo, havia cinco doentes internados na Unidade de Cuidados Intensivos Covid-19 do Hospital de Guimarães, para um total de 17 camas disponíveis. Na Unidade de Cuidados Intensivos (não covid-19) havia quatro doentes internados para uma disponibilidade de seis camas.

No Hospital de São João já se sente o agravamento causado pelo contactos mantidos durante o Natal

Ao contrário do acontece no Hospital de São João, no Porto, em Guimarães, o efeito do alívio das medidas, determinado pelo governo, durante a quadra natalícia, ainda não conduziu a um aumento da procura no Serviço de Urgência, afirmam os responsáveis do Hospital.

Covid-19: “Laxismo” no Natal leva a aumento de casos no Hospital de S. João

O diretor da Unidade Autónoma de Gestão de Urgência e Medicina Intensiva do Centro Hospitalar e Universitário de São João (CHUSJ) afirmou aos jornalistas esta manhã que “há um claro recrudescimento do número de doentes que recorre ao Serviço de Urgência. Voltamos a ter mais de 100 casos suspeitos por dia (…). A percentagem de doentes positivos anda novamente nos 25 e 30%. Esse é o nosso principal sinal de alerta de que há um agravamento da situação. É algo que nos põe de pé atrás do que vai acontecer nas próximas semanas”

“Durante o mês de dezembro assistimos a uma diminuição progressiva do número de casos suspeitos no Serviço de Urgência, assistimos a uma diminuição razoável do número de casos em enfermaria e assistimos a uma situação mais ou menos estável do número de casos internados em cuidados intensivos”, afirmou Nelson Pereira.

Guimarães continua entre os concelhos classificados como de risco extremamente elevado. Segundo dados fornecidos pela Unidade de Saúde Pública do ACES do Alto Ave e pela DGS / SPMS, com referência a quinta-feira, 31 de dezembro, foram registadas 14.183 infeções por SARS-CoV-2 em Guimarães, desde o início da pandemia. Em Guimarães havia, nesta última atualização, 1.165 casos positivos ativos e 261 pessoas em isolamento.

Desde o início da pandemia morreram, no concelho de Guimarães, 161 pessoas já faleceram vítimas do SARS-CoV-2.

Populares