Seguir o O MINHO

Barcelos

Hospital de Barcelos investe mais de 260 mil euros na requalificação da Urgência

Com as obras, a área de atendimento e permanência dos utentes ao cuidado da Medicina Interna aumentará a sua capacidade de cinco para nove macas

em

Foto: DR/Arquivo

O Hospital de Barcelos vai investir mais de 260 mil euros na requalificação e ampliação do Serviço de Urgência, uma intervenção que estará concluída num prazo de seis meses, disse hoje o presidente do Conselho de Administração.

Em declarações à Lusa, Joaquim Barbosa referiu que a Urgência funciona num espaço “muito reduzido”, sendo o objetivo da intervenção, já em curso, melhorar as condições quer para os utentes quer para os profissionais de saúde.

“A Urgência funciona num espaço construído para claustros, apresentando por isso limitações estruturais que não é possível ultrapassar, mas vamos tentar minorar as dificuldades e constrangimentos”, referiu.

Com as obras, a área de atendimento e permanência dos utentes ao cuidado da Medicina Interna aumentará a sua capacidade de cinco para nove macas.

Haverá também intervenções na casa mortuária e na urgência geral.

“As obras decorrerão em simultâneo com o funcionamento normal do Serviço de Urgência”, sublinhou Joaquim Barbosa.

Em nota publicada na sua página da rede social Facebook, o Hospital de Barcelos admite que a Urgência é o seu “calcanhar de Aquiles”.

“Um espaço construído para claustros muito dificilmente será algum dia um Serviço de Urgência ideal”, refere, reconhecendo que o hospital não oferece “as condições que os profissionais “merecem” para trabalhar nem as condições “mais adequadas” para os doentes.

“Infelizmente, não estamos a construir um hospital novo, nem sequer um novo Serviço de Urgência. Estamos a melhorar o que existe, na certeza que o resultado final será ainda aquém do que a população precisa e os profissionais merecem”, sublinha.

Acrescenta que as “sucessivas promessas” de construção de um novo hospital em Barcelos “retiraram prioridade na melhoria das condições existentes” no atual.

“Esperemos que ninguém entenda que as obras significam que se desistiu de lutar por um novo hospital. Aqui não fazemos política, tratamos doentes”, remata.

A funcionar num edifício propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, o hospital dá resposta a 154 mil habitantes daquele concelho e de Esposende.

Anúncio

Barcelos

Infetados de casa de saúde mental em Barcelos novamente testados segunda-feira

Covid-19

em

Foto: DR

Os utentes e funcionários da Casa de Saúde S. José, em Areias de Vilar, Barcelos, infetados com covid-19 serão novamente testados esta segunda-feira, apurou O MINHO.

No total, são 47 os casos positivos que foram registados há duas semanas – 42 utentes e cinco funcionários – e que agora farão novos testes, coordenados pelo ACES Cávado III Barcelos / Esposende.

O vírus terá sido propagado naquela instituição através de um funcionário.

Quando foram confirmados os casos positivos, o Instituto S. João de Deus, que gere a casa de saúde mental, referiu que, “nos casos concretos de infeção, os utentes encontram-se isolados e estão todos sem sintomatologia”.

Casa de saúde mental em Barcelos com 42 utentes e 5 funcionários infetados

A Casa de Saúde de S. José assiste 216 utentes com doença e deficiência mental e emprega 104 colaboradores. “Tendo sido detetados casos positivos de covid-19 entre os seus colaboradores, procedeu-se de imediato à testagem de toda a sua população (colaboradores, utentes e ainda prestadores de serviços)”, sublinhou na altura a instituição.

Portugal contabiliza 1.316 mortos associados à covid-19 em 30.623 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 14 mortos (+1%) e mais 152 casos de infeção (+0,5%).

O número de pessoas hospitalizadas baixou de 550 para 536, das quais 78 em unidades de cuidados intensivos (menos dois).

Devido a uma alteração dos procedimentos de contabilização, o número de doentes recuperados passou agora de 7.705 para 17.549.

Continuar a ler

Barcelos

Barcelos cria “park & ride” na periferia para diminuir trânsito na cidade

Mobilidade

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Barcelos abriu hoje um espaço “park & ride” em Vila Frescainha S. Martinho, que pretende assegurar resposta de estacionamento e de transporte público a quem se desloca para o centro da cidade.

Em comunicado, a câmara refere que a infraestrutua significou um investimento municipal superior a 145 mil euros e inclui um parque de estacionamento livre, uma gare de paragem para transportes coletivos de passageiros e passagens de peões.

“Com a construção deste parque numa zona mais periférica da cidade, pretendeu-se dar resposta aos munícipes que se deslocam para a cidade, permitindo-lhes ter estacionamento diurno de longa duração e não estar dependente do estacionamento na zona mais central da cidade”, acrescenta o comunicado.

O interface será realizado com o transporte coletivo (Barcelosbus) e com os modos suaves (a pé e bicicleta).

“Sendo o centro urbano um forte polo habitacional, comercial e de serviços, com o uso do automóvel como principal meio de transporte, gera-se uma pressão sobre as vias de comunicação, ao nível da circulação e do estacionamento, que importa resolver”, refere ainda o comunicado.

O espaço tem 117 lugares de estacionamento, incluindo quatro destinados a pessoas com mobilidade reduzida, áreas ajardinadas e cerca de quatro dezenas de árvores.

Citado no comunicado, o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, refere que este projeto se insere nas políticas municipais de melhoria da mobilidade urbana, com soluções que integram a transferência modal de transporte individual para transportes públicos e para modos suaves”.

Miguel Costa Gomes destacou também o facto de a requalificação permitir o aumento da capacidade de estacionamento para os residentes daquela zona.

Continuar a ler

Barcelos

GNR ‘apanha’ numa oficina três indivíduos a desmantelar carro roubado em Barcelos

Crime

em

IMAGEM DE ARQUIVO

Militares da GNR do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Barcelos recuperaram, esta quinta-feira, um veículo furtado, no concelho de Vila Nova de Gaia, foi hoje anunciado.

A viatura, dada como roubada no passado dia 16 de maio, estava dentro de uma oficina, a ser alvo de desmantelamento.

Os militares identificaram três homens, com idades entre os 20 e os 30 anos, por estarem a ‘desmontar’ a viatura para, julga-se, posterior venda dos componentes individuais, explica a GNR, em comunicado.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Barcelos.

Continuar a ler

Populares