Seguir o O MINHO

Braga

Homem tenta incendiar casa em Braga e agride bombeiro que foi apagar incêndio

Em São Víctor

em

Foto: Paulo Jorge Magalhaes / O MINHO

Um homem sofreu queimaduras no corpo depois de ter incendiado um colchão numa habitação em Braga, apurou O MINHO no local.


Os bombeiros foram alertados por vizinhos para uma ocorrência de incêndio urbano na rua Justino Amorim, junto ao bairro de Santa Tecla.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

De acordo com os vizinhos, no prédio n.º 16 daquela rua, o homem já tinha ameaçado pegar fogo ao apartamento.

À chegada, um dos operacionais que tentava apagar o incêndio foi agredido pela vítima.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

No local estiveram os Bombeiros Sapadores e os Voluntários de Braga, assim como a viatura médica do INEM.

Tanto o queimado como o bombeiro foram transportados para o Hospital de Braga.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O alerta foi dado às 00:22.

A PSP de Braga registou a ocorrência.

Anúncio

Braga

Jovem detido sem carta de condução ao volante de carro roubado em Braga

Condução ilegal

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

A PSP deteve um jovem de 23 anos por condução ilegal, na quarta-feira, quando circulava na Rua Fernando Namora, em Braga, anunciou hoje a PSP.

“No decorrer da intervenção policial foi recuperada a viatura que constava como furtada”, explica a polícia em comunicado.

O detido foi informado que vai ser notificado posteriormente para comparecer no Tribunal Judicial de Braga.

Continuar a ler

Braga

Corredor ‘à pinha’ leva Braga Parque a fechar portas antes de atingir lotação máxima

Covid-19

em

Foto: Redes sociais

Há uma fotografia a circular nas redes sociais que mostra o corredor onde está instalada a loja de roupa Primark,  no centro comercial Braga Parque ‘à pinha’, o que gerou forte onda de indignação, dado a situação de alerta devido à pandemia de covid-19.

Contactada a propósito por O MINHO, a administração confirma que a situação ocorreu na tarde de quarta-feira e que, logo que foi detetada, foram tomadas medidas para a sua normalização.

“A equipa de segurança, ao identificar um maior número de pessoas num corredor específico do Braga Parque, procurou retomar o distanciamento necessário, tendo a situação sido normalizada em pouco tempo”, refere a Mundicenter, proprietária do centro comercial em resposta a O MINHO, garantindo que as portas do Braga Parque foram fechadas antes de ser atingida a lotação máxima permitida.

“Neste caso particular, na tarde do dia de ontem, 12 de agosto de 2020, o Braga Parque optou por fechar as portas e acessos pedonais e de viaturas, ainda com uma lotação muito inferior aos 3000 visitantes, para salvaguardar a segurança de clientes e lojistas, uma vez que não é possível garantir a distribuição equitativa dos visitantes por todos os corredores do Centro”, refere, sublinhando que, “no caso do Braga Parque, tal como nos restantes centros do grupo, todas estas medidas têm sido rigorosamente implementadas. O número de visitantes é permanentemente monitorizado, não excedendo a lotação máxima definida por lei, que é de 3000”.

Fila para a Primark há cerca de duas semanas. Foto: O MINHO

Nas resposta enviada a O MINHO, a Mundicenter assegura que “desde o início da pandemia, enquanto empresa que atua no setor da gestão de centros comerciais e espaços de comércio e lazer integrados, decidiu tomar algumas medidas preventivas que visam colocar a saúde e o bem-estar dos seus funcionários, clientes, fornecedores, parceiros e demais colaboradores, em segurança”.

Acrescenta que, em junho, o grupo reforçou todos os cuidados de segurança e os procedimentos de higienização dos espaços, de acordo com as diretrizes e recomendações da Direção Geral de Saúde (DGS).

Os acessos e zonas comuns foram adaptados para criar corredores específicos de circulação, com as distâncias devidamente assinaladas no chão, e foram instalados em diversos pontos dos centros comerciais dispensadores de álcool gel que podem ser usados por todos os clientes e visitantes.

Foto: O MINHO

Deixou de ser permitida a circulação no interior do espaço sem uso de máscara e foi estabelecida uma lotação máxima de permanência em cada centro comercial e no interior das lojas.

“A Mundicenter assegura ainda a limpeza reforçada dos equipamentos existentes e superfícies de contacto, como máquinas multibanco e corrimãos”, conclui a dona do Braga Parques.

Continuar a ler

Braga

Jovem da Póvoa de Varzim ferido após queda em cascata do Gerês

Acidente

em

Foto: DR

Um jovem de 24 anos, residente na Póvoa de Varzim, sofreu ferimentos numa perna depois de cair nas cascatas Fecha de Barjas, mais conhecidas como cascatas do Tahiti, na zona do Gerês, ao final da tarde desta quarta-feira.

Ao que apurou O MINHO, o jovem terá caído nas segundas cascatas, fraturando um dos membros inferiores.

Para o local foi acionada uma ambulância dos Bombeiros de Terras de Bouro com dois elementos que procederam à estabilização da vítima.

O jovem foi transportado para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

O alerta foi dado às 18:47.

Continuar a ler

Populares