Seguir o O MINHO

Braga

Homem detido por pornografia de menores em Braga

em

Foto: DR/Arquivo

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um homem de 28 anos suspeito da autoria do crime de pornografia de menores, em Braga.


A força policial explicou em comunicado que a detenção do homem, sem ocupação laboral, ocorreu no cumprimento de mandados de busca domiciliária.

“Foram também apreendidos os suportes informáticos que continham ficheiros com fotos e filmes de crianças em práticas sexuais que o detido solicitava e partilharia através das redes sociais”, informou a PJ.

Anúncio

Braga

Covid-19: Mais um infetado e dez recuperados no concelho de Braga

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

O número de pessoas infetadas com o covid-19 no concelho de Braga era, às 18:00 desta quarta-feira, de 1.394, mais um do que na passada sexta-feira, a última vez que revelamos dados locais.

Já o número de óbitos manteve-se nos 74, contabilizando um óbito durante os últimos trinta dias.

Fonte do setor local da saúde revelou a O MINHO que o número de pessoas recuperadas, as que lutaram, com êxito, contra a covid-19, continua a subir, sendo agora 1.296, mais dez do que na passada sexta-feira.

Covid-19: Mais 3 mortos, 313 infetados e 293 recuperados no país

Estes dados são apurados por O MINHO junto de fonte local do setor da saúde e não coincidem com os divulgados pela Direção-Geral de Saúde, no qual Braga regista há várias semanas os mesmos 1.256 casos.

Desde o dia 01 de janeiro, Portugal registou 373.293 casos suspeitos, refere o boletim, adiantando que há 26.633 pessoas dadas como recuperadas, mais 251 do que na quarta-feira.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 487 mil mortos e infetou mais de 9,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Continuar a ler

Braga

Termas do Gerês queriam abrir hoje mas não puderam porque falta vistoria estatal

Terras de Bouro

em

Foto: DR / Arquivo

A abertura das Termas do Gerês estava agendada para hoje, dia um de julho. Mas foi adiada porque “aguarda avaliação obrigatória da Direção-Geral de Energia e Geologia para poder funcionar em pleno”.

“Por razões de ordem administrativa, o Estabelecimento Termal do Gerês não se encontra ainda aberto ao público, ao contrário do que estava previsto”, adiantou, hoje, a empresa, em comunicado, no qual explica que a vistoria se deve a intervenções de qualificação de estruturas e equipamentos, tendo em conta as exigências da Direção-Geral de Saúde.

A administração – liderada por Rosário Van Zeller – manifesta, por isso, “a expectativa de que as autoridades competentes procedam no mais breve espaço de tempo à avaliação solicitada, tendo em conta as garantias da reconhecida excelência destas águas termais e do serviço e condições de operacionalidade desta estância”.

E a concluir, afirma: “Esperamos, assim, garantir o mais rapidamente possível o funcionamento das Termas do Gerês, de forma a satisfazer os reconhecidos interesses e expectativas de clientes, turistas, hoteleiros e toda a comunidade envolvente”.

Continuar a ler

Braga

PSP de Braga vai intensificar fiscalização de consumo de álcool na via pública

Covid-19

em

Foto: PSP

O comando distrital da PSP de Braga prepara-se para intensificar a fiscalização dos espaços públicos e locais habituais de encontros para consumo de álcool na via pública nas cidades de Braga, Guimarães, Famalicão e Barcelos, foi hoje anunciado.

Em comunicado, aquela entidade policial relembra a nova resolução de conselho de ministros onde foi aprovado um novo regime contra-ordenacional para várias situações de incumprimento das novas regras, cujo objetivo é conter e mitigar a covid-19.

As aglomerações com mais de 20 pessoas vão estar na mira da polícia, havendo multas para quem não cumprir, assim como para o consumo de álcool na via pública, situação que se tem verificado em alguns pontos do Minho.

Segundo a PSP, a fiscalização vai incidir também em locais abertos aos público, observando-se as regras de ocupação, permanência e distanciamento físico, assim como utilização de máscaras ou viseiras nesses locais e em outros edifícios públicos ou de prestação de serviços.

A polícia vai ainda verificar se as máscaras estão a ser utilizadas nos estabelecimentos de ensino e nas creches, em salas de espetáculo, de cinema ou similares, assim como nos transportes coletivos de passageiros.

A PSP vai verificar se os estabelecimentos de comércio e prestação de serviços está a cumprir os horários definidos para o Estado de Alerta em que atualmente vivemos.

 

Continuar a ler

Populares