Histórica ourivesaria portuguesa abre loja inspirada no Figurado de Barcelos

A Joalharia do Carmo, fundada em 1924, dedicou a decoração da sua loja em Óbidos ao Figurado de Barcelos. A marca passou, há cerca de seis meses, a comercializar apenas peças de filigrana fabricadas em unidades de produção artesanal de Póvoa de Lanhoso e Gondomar.

Na loja de Óbidos, que abriu portas em 2 de março, o design tem como estrela músicos de um coreto inspirado na arte popular do Figurado de Barcelos e um arco de romaria adornado, juntamente com ilustrações figurativas da pintora Isabel Botelho, criadas especificamente para a marca.

Em comunicado enviado às redações, a Joalharia do Carmo explica que as novas lojas “respiram tradição e elegância, mantendo o contexto popular da Filigrana que se engrandece com safiras e diamantes e se afirma no epicentro da joalharia e da ourivesaria nacionais”.

Os projetos dos novos espaços, da responsabilidade da Par Interior Design, apostam “nos tons pastel, na riqueza dos detalhes e na graciosidade das joias para conferir nobreza aos espaços, rompendo com o modelo convencional das joalharias, normalmente muito padronizadas e formais”.

Na loja de Ponta Delgada, nos Açores, a Joalharia do Carmo partilha espaço com as conservas da Comur, apostando novamente nos mesmo tons pastel, num arco romaria e nas referidas ilustrações para criar “um espaço igualmente distinto”.

A mudança feita há seis meses, de vender apenas filigrana produzida em Póvoa de Lanhoso e Gondomar, foi tão bem recebida pelos clientes que motivou a expansão da marca para além de Lisboa e a proporcionou-se a abertura de dois novos pontos de venda.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Adeptos com entrada grátis no último jogo do SC Braga

Próximo Artigo

Prestações de desemprego recuam 5,5% para 175.492 em abril

Artigos Relacionados
x