Seguir o O MINHO

Braga

Habitantes de Aboim, em Vila Verde, recriaram tempos da realeza da Nóbrega

História

em

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Um grupo de habitantes da freguesia de Aboim da Nóbrega, no concelho de Vila Verde, recriaram esta tarde um evento do século XIII, quando o nobre Dom João de Aboim vivia nas antigas Terras da Nóbrega, atualmente situadas entre Vila Verde e Ponte da Barca.

O grupo pretende alertar para o cariz cultural da freguesia que teve em Dom João de Aboim uma das mais importantes figuras ao longo dos séculos, tendo este sido Mordomo-Mor do Reino de Portugal entre 1264 e 1279.

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Foto: Armando Carriça / O MINHO

Os cavaleiros emprestaram o corpo para recriar Dom João de Aboim e 12 fidalgos a cavalo, num tempo em que não existiam propriamente exércitos e em que os nobres chamavam pelos peões do povo para ajudar nas batalhas.

O passeio, idealizado e organizado por Domingos Costa e Luís Cação, passou pela casa onde viveu o nobre, Casa da Pequenina, havendo ainda pretensões de ir ao Castelo da Nóbrega (ou Castelo de Aboim, para os do lado de Vila Verde), mas que saíram goradas por causa da chuva.

A ideia inicial passava por uma espécie de ‘reconquista’ daquele castelo para o lado de Vila Verde, uma vez que oficialmente está registado como sendo de Ponte da Barca. No entanto, os organizadores decidiram apenas recordar o cariz cultural da presença de D. João de Aboim naquele território.

Castelo da Nóbrega (ou de Aboim)

As ruínas do Castelo da Nóbrega têm sido motivo de disputa por entre habitantes de Sampriz, em Ponte da Barca, e Aboim da Nóbrega, em Vila Verde. Oficialmente, o castelo está registado como sendo do concelho de Ponte da Barca, embora as cartas militares indiquem que o mesmo está dividido ao meio entre os dois concelhos.

Para os habitantes de Aboim da Nóbrega, as ruínas chamam-se Castelo de Aboim, algo que não agrada aos barquenses, havendo várias disputas nas redes sociais por causa desse motivo.

Artesão trabalha a 800 metros de altura entre Vila Verde e Ponte da Barca

A Câmara de Ponte da Barca tem dinamizado algumas atividades naquele local, a cerca de 800 metros de altura, como foi o caso do Trail da Nóbrega, realizado em anos anteriores. Existe ainda um miradouro e é habitual a colocação de enfeites de Natal como uma estrela gigante em dezembro.

Do lado de Vila Verde, a autarquia não tem feito atividades no local, mas organizadores de caminhadas, naturais de Aboim da Nóbrega, levam sempre os trilhos aquele ponto, chamando-o de Castelo de Aboim.

Ruínas do Castelo da Nóbrega (ou Aboim). Foto: DR

O lugar, do lado de Vila Verde, chama-se Castelo de Aboim, segundo os registos da Junta de Freguesia. Já do outro lado do monte, é o lugar de Ventuzelo, na freguesia de Sampriz, concelho de Ponte da Barca.

João Peres de Aboim nasceu em Aboim da Nóbrega em 1213, filho de Pero Ourigues da Nóbrega, senescal de D. Sancho II.

Foi uma das figuras mais importantes da política real na época de D. Afonso III. Foi mordomo da rainha entre 1254 e 1259, passando a ser mordomo-mor quase até à sua morte.

Foi ainda tenente de Ponte de Lima, em 1259, e tenente de Évora ou do Alentejo entre 1270 e 1284, onde passou os últimos dias de vida.

Populares