Há uma nova eurocidade entre Caminha e a Galiza

Chama-se Foz do Minho
Foto: DR

A Câmara de Caminha aprovou hoje a criação da quarta eurocidade entre o Alto Minho e a Galiza, em Espanha, que vai chamar-se Foz do Minho e integrar também as localidades de A Guarda e O Rosal.

A proposta e a minuta de criação da eurocidade, a que a Lusa teve acesso, seguem agora para apreciação e aprovação da Assembleia Municipal de Caminha.

No documento, os três municípios concordam criar a Eurocidade da Foz do Minho, que terá como finalidade “acompanhar, promover, coordenar, apoiar ou executar atividades de cooperação transfronteiriça”.

“Os municípios de Caminha, A Guarda e O Rosal estão cientes da necessidade de aprofundar e reforçar a cooperação existente com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos e de estabelecer um compromisso que permita avançar nesta cooperação, promovendo economias de escala mediante a criação da eurocidade”, acrescenta a proposta.

A 10 de maio, o autarca de Caminha revelou à Lusa que o município espanhol de O Rosal queria aliar-se a A Guarda, na Galiza, e ao concelho de Caminha, no Alto Minho, formando a quarta eurocidade entre as duas regiões transfronteiriças.

“A eurocidade não prevê apenas a partilha de equipamentos, mas também da agenda cultural, desportiva. Queremos criar dinamismo na raia entre os três concelhos”, indicou Rui Lages.

Na ocasião, o autarca esclarece que do lado português, a constituição da eurocidade terá de passar pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N). Em Espanha terá de ser apreciado pela Junta da Galiza.

Na eurorregião Alto Minho/Galiza estão constituídas três eurocidades entre Valença e Tui, Monção e Salvaterra do Miño e Vila Nova de Cerveira e Tomiño.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Ministro de Famalicão dormiu no submarino português que fez história no Ártico

Próximo Artigo

CIM Alto Minho diz que modelo e concurso de transportes foi aprovado pelos 10 municípios

Artigos Relacionados
x