Seguir o O MINHO

Região

Há 13 concelhos de baixa densidade no Minho (com alívio nos critérios de risco)

Desconfinamento

em

Terras de Bouro. Foto: DR / Arquivo

No Minho há 13 concelhos que são considerados de baixa densidade e, por isso, passam a ter um alívio nos critérios de risco determinados pelo Governo para recuar no desconfinamento. No distrito de Braga, os concelhos de baixa densidade são Vila Verde, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Fafe, Terras de Bouro, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho. No distrito de Viana do Castelo são Arcos de Valdevez, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca e Cerveira.

Como O MINHO noticiou, o Governo decidiu manter a atual matriz de risco, mas vai passar a diferenciar os territórios de baixa densidade populacional, em relação aos restantes, que só recuam no desconfinamento se excederem o dobro do limiar de risco atualmente fixado.

O anúncio foi feito hoje pelo primeiro-ministro, António Costa, durante a habitual conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros.

“Mantendo a matriz, ela será aplicada distintamente nos territórios de baixa densidade e nos territórios de alta densidade”, afirmou o primeiro-ministro, explicando que nos primeiros só serão aplicadas restrições se excederem o dobro dos limiares fixados para a generalidade do território nacional.

Ou seja, nos concelhos com menos população, as restrições só se vão aplicar depois de serem ultrapassados, em duas semanas seguidas, os 240 novos casos por 100 mil habitantes, enquanto nos de alta densidade o limite mantém-se em 120.

“Como a propagação é por contacto humano, o risco nos territórios de baixa densidade é menor. A incidência é fortemente penalizadora dos territórios de baixa densidade”, explicou António Costa.

Notícia atualizada às 15h31 com acréscimo de Póvoa de Lanhoso à lista.

Populares