Seguir o O MINHO

Guimarães

Guimarães mobiliza equipas multidisciplinares de combate à pandemia

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

As primeiras equipas multidisciplinares de saúde criadas no âmbito da resposta à pandemia da covid-19 em Guimarães foram hoje para o terreno, direcionadas para toda a rede escolar do concelho, anunciou o município.


Em comunicado, a autarquia refere que as equipas são constituídas por um enfermeiro do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Ave, um técnico de serviço social da Câmara e um elemento das forças de segurança, avançando para o terreno “com toda a informação ao pormenor do rastreio local da pandemia”.

“Estão definidas cinco equipas multidisciplinares de suporte com intervenção nas escolas e na comunidade em todo o território concelhio, num processo que decorre em articulação com a Administração Regional de Saúde do Norte e ACES do Alto Ave e a Câmara Municipal de Guimarães”, acrescenta.

Através destas equipas, “será possível garantir o apoio direto à população e, principalmente, à comunidade escolar, numa relação direta e de proximidade que permite igualmente agir de uma forma célere e de prevenção à propagação deste vírus”, referiu o presidente da Câmara, Domingos Bragança, citado no comunicado.

No mesmo comunicado, a vereadora da Educação, Adelina Pinto, realçou que estas equipas “vão dar um contributo essencial na área da logística, da saúde e da segurança” perante alguns dos problemas detetados na comunidade escolar.

“É fundamental desenvolvermos políticas de prevenção e maior informação aos nossos jovens para combater esta pandemia”, sublinhou.

A equipa multidisciplinar de suporte escolar tem uma atuação para a prevenção e controlo da transmissão do vírus no que respeita às dúvidas e à gestão de casos, contactos e surtos em contexto escolar, criando um circuito de resposta integrada e efetiva e reforçando a comunicação externa com a comunidade escolar.

Já as equipas multidisciplinares de suporte comunitário realizam visitas de acompanhamento, partilha de informação relevante e apoio aos cidadãos em situação de confinamento obrigatório.

Verificam, também, se os cidadãos em confinamento obrigatório necessitam de ajuda alimentar, apoio social ao próprio ou à sua família ou apoio psicológico e certificam-se da adequação das condições da habitação para cumprimento do confinamento obrigatório.

Estas equipas multidisciplinares funcionam todos os dias, com a coordenação assegurada pelo ACES do Alto Ave e a Unidade Saúde Pública.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.395 pessoas dos 128.392 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Anúncio

Guimarães

Guimarães mantém realização da feira e mercado

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara de Guimarães vai manter a realização semanal da feira retalhista e do mercado municipal, anunciou hoje a autarquia.

A posição foi tomada após o governo ter recuado na proibição de feiras e mercados levantes, delegando nas autarquias a decisão essa decisão.

Governo recua na proibição das feiras. Passam a ser as câmaras a decidir

Em comunicado, a Câmara de Guimarães refere que, no âmbito das medidas de desconfinamento, já tomadas em maio, cumpre todas as condições de segurança e normas determinadas pela Direção Geral de Saúde, como é exemplo o controlo da lotação do recinto, a higienização e o uso obrigatório de máscara, bem como a vigilância por parte de equipas municipais e autoridades policiais.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães aumenta para 60 número de camas na estrutura de retaguarda

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A capacidade da estrutura municipal de retaguarda de Guimarães para doentes covid-19, instalada no Seminário do Verbo Divino, vai subir de 42 para 60 camas.

Em comunicado, o município refere que o reforço de camas surgiu após uma reunião no Hospital Senhora da Oliveira, com a equipa coordenadora de médicos e enfermeiros que está a lidar localmente com a pandemia.

Nessa reunião, foi apresentada a necessidade do aumento de resposta da estrutura para 60 camas, tendo o presidente da Câmara e da Proteção Civil municipal assegurado “toda a disponibilidade para o apoio imediato” para a contratação de mais médicos e de enfermeiros.

A contratação acontecerá ao abrigo de uma parceria com a Autoridade Nacional de Proteção Civil, ajudando a libertar camas da “área covid” do hospital.

Domingos Bragança reuniu com equipa coordenadora do Hospital de Guimarães. Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara garante o fornecimento das refeições, a higienização e a segurança da estrutura, assim como os recursos humanos de apoio ao funcionamento, com o apoio médico do Hospital de Guimarães e Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Ave.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos e mais de 46,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal ultrapassou hoje os máximos de óbitos e internamentos por covid-19 desde o início da pandemia com o registo de 46 mortos e 2.255 doentes internados, 294 dos quais em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS hoje divulgado, Portugal regista hoje 2.506 casos, abaixo dos 3.062 notificados no domingo, e 146.847 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, além de 2.590 óbitos.

Continuar a ler

Guimarães

Despiste em Guimarães provoca dois feridos

Em Brito

em

Foto: José Oliveira / Facebook

Duas pessoas sofreram ferimentos na sequência de um despiste, ao final da tarde deste domingo, no concelho de Guimarães.

O despiste ocorreu cerca das 17:00 horas, na Rua de S. João Batista, EN 310, em Brito.

No local estiveram os Bombeiros de Guimarães e os Bombeiros das Taipas, na primeira assistência às vítimas.

Ambas foram transportadas para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, com ferimentos ligeiros.

A GNR registou a ocorrência que condicionou o trânsito naquela via.

Continuar a ler

Populares