Seguir o O MINHO

Ave

Guimarães marcou presença no Seminário Nacional Eco-Escolas com o programa “Pegadas”

em

 O Programa de Educação Ambiental de Guimarães, denominado “Pegadas”, criado em 2015 pela Câmara Municipal, foi considerado uma boa prática municipal, depois de ter sido apresentado, este fim de semana, no Seminário Nacional Eco-Escolas organizado pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), no Instituto Politécnico de Leiria, perante 350 professores, técnicos municipais e coordenadores eco-escolas.

O programa, que tem como principal objetivo educar e sensibilizar a comunidade educativa para a defesa do ambiente e para as políticas de desenvolvimento eco-sustentável, reduzindo a pegada ecológica provocada pela emissão de carbono para a atmosfera, foi apresentado a convite da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), estando referenciado como boa prática ao nível das iniciativas autárquicas para a sensibilização, mobilização, consciencialização e educação ambiental.

O seminário Eco-Escolas realiza-se todos os anos pela ABAE, entidade que atribui o galardão às escolas mais sustentáveis e tem como objetivo formar e informar professores e técnicos nas mais diversas áreas ambientais, ao longo de três dias. Este ano, com a criação do “Pegadas”, Guimarães esteve em plano de evidência pela primeira vez, numa sessão onde marcaram presença 180 escolas de todo o país, 30 municípios e mais de 30 parceiros e empresas na área ambiental.

Anúncio

Famalicão

Lusodescendente de Famalicão vende vinho português a sessenta restaurantes de Paris

Karine da Costa fez “trabalho de formiguinha”

em

Foto: DR

Seis dezenas de restaurantes de Paris servem vinhos portugueses graças a Karine da Costa [Linkedin], depois de um “trabalho de formiguinha” que desenvolve desde 2018 para divulgar os néctares de produtores de várias regiões demarcadas.

Karine da Costa. Foto: Facebook de Karine da Costa

“Nunca encontrava vinhos portugueses nos restaurantes da moda de Paris. Agora já começa a haver, mas há dois, três anos, não havia mesmo”, contou Karine da Costa à agência Lusa, durante o IV Encontro de Investidores da Diáspora, que está a decorrer até sábado, em Viseu.

Filha de pai natural de Vila Nova de Famalicão e de mãe de Mêda, Karine da Costa, de 26 anos, sempre viveu em Paris, mas “conhecia a qualidade dos vinhos portugueses” e lamentava não os conseguir encontrar nos restaurantes da capital francesa.

“Eu queria ter mais ligação a Portugal. Fui fazer uma formação em viticultura a Albufeira para ter bases sobre o setor e outra em enologia em Paris”, contou.

Karine da Costa começou nesta área em maio de 2018, com os vinhos verdes, mas atualmente trabalha também com produtores das regiões do Dão, do Douro e do Tejo. No próximo ano, juntar-se-ão os vinhos do Algarve, do Alentejo e de Lisboa.

“Primeiro começo pela seleção das vinhas, só trabalho com pequenos produtores independentes, que dão importância ao meio ambiente, e com castas autóctones”, explicou.

Como não fazia parte da área da restauração e dos vinhos, tem de ir “tocar às portas” dos restaurantes.

“Chego lá, apresento-me, combino um encontro para poderem provar os produtos. Vejo o tipo de restaurante, o tipo de comida, e faço uma seleção dos meus produtos que combinam mais”, explicou, acrescentando que, este ano, terão sido enviadas cerca de 2.500 garrafas para Paris.

Continuar a ler

Famalicão

Trânsito condicionado na A7 após colisão com três feridos

Sentido Famalicão-Guimarães

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO/Arquivo

O trânsito na Autoestrada n.º 7 (A7), no sentido Famalicão-Guimarães, encontra-se bastante condicionado na sequência de uma colisão ocorrida ao final da tarde desta sexta-feira, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Com alerta às 18:24, o sinistro ocorreu no troço da autoestrada que atravessa a freguesia de Oliveira Santa Maria, no concelho de Famalicão. Ao local acorreram os Bombeiros de Famalicão com três ambulâncias.

“São todos feridos ligeiros e não foi necessário desencarceramento”, disse a mesma fonte.

A divisão de trânsito da GNR está no local a orientar o trânsito.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Guimarães.

Continuar a ler

Guimarães

Antigos dirigentes do Vitória absolvidos pelo tribunal

Do crime de abuso de confiança fiscal

em

Foto: DR

Emílio Macedo da Silva e Luciano Baltar, ex-dirigentes do Vitória SC, foram esta sexta-feira absolvidos do crime de abuso de confiança fiscal de que eram acusados. Estes dois elementos tinham sido já, no passado, condenados por falta de pagamento pelo clube de verbas referentes a IVA e IRS entre 2010 e 2012.

O Tribunal Constitucional entendeu que a norma pela qual os arguidos tinham sido condenados era inconstitucional, remetendo o processo para o tribunal Judicial para que este se proferisse novamente. A nova decisão absolve ambos.

Os visados mostram-se satisfeitos com a decisão embora lamentem que os prejuizos causados pelo mediatismo da investigação, tanto aos ex-dirigentes como ao Vitória estejam longe de estar reparados.

“O nosso nome apareceu na praça pública como criminoso e agora o tribunal chega, e bem, à conclusão que não houve qualquer crime. Perante as dificuldades económicas, o Vitória viu-se na contingência de suspender pagamentos, nomeadamente a jogadores e a fornecedores, mas com o Estado fizemos um acordo que ainda está em vigor e que o clube tem cumprido”, revelou Luciano Baltazar ao Grupo Santiago.

 

 

Continuar a ler

Populares