Seguir o O MINHO

Guimarães

Guimarães: Ex-vereador de Domingos Bragança é candidato à Concelhia socialista

Ricardo Costa apresentou candidatura no Hotel Santa Luzia

em

Foto: Rui Dias / O MINHO

Ricardo Costa apresentou a sua candidatura à liderança da Concelhia de Guimarães do Partido Socialista, esta sexta-feira, no Hotel Santa Luzia. As eleições internas no PS vimaranense estão previstas para janeiro de 2022.

 O ex-vereador do Desenvolvimento Económico teve casa cheia para o ouvir falar, no lançamento da candidatura à Comissão Política Concelhia do Partido. Ricardo Costa destacou, logo no início da sua intervenção, a presença na sala do ex-presidente da Câmara Municipal, António Magalhães, na pessoa de quem cumprimentou todos os militantes socialistas. O candidato à Concelhia do PS de Guimarães teve ainda uma palavra para os autarcas socialistas, presidentes de junta e membros da Assembleia Municipal, “a vossa presença aqui credibiliza a política e os políticos”, disse.

Ricardo Costa destacou o ano de 2025 como aquele em que se “abrirá um novo ciclo político que é necessário começar a preparar desde já.”  Para o ex-vereador da Município de Guimarães, esta é “a antecedência necessária para que os militantes e eleitores nele participem, formando as suas ideias e testando os seus apoios”. 

“O retrato distrital e o desafio nacional comprovam bem a necessidade e a importância de uma concelhia forte e de um trabalho sustentado e abrangente que garanta, no nosso caso, o sucesso do Partido Socialista e de Guimarães”, afirmou, depois de fazer um retrato de um distrito em que o PSD conquistou nove câmaras e o PS apenas cinco, elogiando, no plano nacional, a capacidade de diálogo de António Costa.

“Sou candidato à presidência da Comissão Política Concelhia do PS de Guimarães, nas eleições previstas para janeiro de 2022, para envolver todos os socialistas, protagonizando um projeto para Guimarães, que permita rasgar o nosso futuro com ambição e com uma visão estratégica de competência, de trabalho e de rigor, com o compromisso pré-assumido e a intenção clara de construir uma candidatura do PS vitoriosa no Município e nas freguesias, em 2025”, anuncia Ricardo Costa.

A seu favor, Ricardo Costa enuncia a ligação ao mundo do trabalho, das empresa e do associativismo, mas também a experiência politica, nomeadamente como dirigente nacional do PS. Avança, nas suas palavras, “sem falsas modéstias, em posição de liderar a Comissão Política do PS de Guimarães com sérias expectativas de sucesso para o presente e o futuro do PS e do nosso concelho”.

“A presidência da concelhia terá de ser confirmada nas eleições internas de 2024 e será a Comissão Política Concelhia em exercício de funções em 2025 a votar os candidatos às eleições autárquicas desse ano”, frisou, lembrando que os estatutos do Partido serão cumpridos.

Para suceder a “prestigiadas figuras do municipalismo vimaranense como foram António Magalhães e Domingos Bragança, terá de ser bem escolhido o socialista mais preparado para assumir em 2025 as exigentes funções de Presidente da Câmara”, avisou. Ricardo Costa lembrou ainda que, também em 2025, terão de ser apresentados novos candidatos a quinze freguesias ou uniões de freguesias do Município, “o que multiplica as dificuldades de apresentação.”

Ricardo Costa afirmou rever-se no programa “30 compromissos”, com que o PS venceu as últimas eleições autárquicas, em Guimarães. “Destaco nele, em particular, as propostas ligadas à ciência e ao desenvolvimento económico, nas quais participei mais pormenorizadamente, como a Academia de Transformação Digital em Pevidém e o Centro Profissional MODATEX”, afirmou, lembrando que contribuiu ativamente para a sua construção.

“É importante que todos tenhamos consciência que, em 2025, temos todos que estar unidos”, avisou Ricardo Costa. Relativamente à ambição de que é acusado e que é apontado à boca pequena como a razão para a sua saída da vereação, Ricardo Costa contrapôs com a transparência. “Eu considero que a característica da transparência, sem demagogia, na política é fundamental para credibilizar a política e os partidos … temos de ser capazes de dizer ao munícipe aquilo que é possível ou não, porque todas as pessoas aceitam um ‘não’, desde que haja coerência”, e rematou, “sim tenho ambição, mas uma ambição sem atropelos”.

Nas eleições previstas para janeiro de 2022, Ricardo Costa será candidato, garantindo “envolver todos os socialistas, protagonizando um projeto para Guimarães, que permita rasgar o futuro com ambição e com uma visão estratégica de competência, de trabalho e de rigor”.

“Construir 2025 – Reforçar a Confiança não será apenas um lema, será uma prática diária durante os nossos mandatos”, garantiu, referindo que pretende “uma concelhia a crescer, em quantidade e em qualidade, com dinamismo e preponderância, num trabalho de proximidade com todos os militantes e com as estruturas das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos e da Juventude Socialista”.

Populares