Seguir o O MINHO

Ave

Guimarães: Domingos Bragança recebe D. Ximenes Belo

em

Receção marcada para a tarde deste sábado, no Salão Nobre do Município. Depois da visita oficial, decorre uma conferência na Sociedade Martins Sarmento.


 O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, recebe oficialmente este sábado, 12 de setembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 17 horas, o Bispo Emérito de Díli (Timor) e Prémio Nobel da Paz, D. Carlos Ximenes Belo, que preside no domingo à 122ª Grande Peregrinação à Penha.

 Depois da receção oficial, o responsável do Município promoverá uma visita ao Centro Histórico de Guimarães, participando depois na conferência “A Paz e os Direitos Humanos”, que D. Ximenes Belo vai proferir, pelas 18 horas, no Salão Nobre da Sociedade Martins Sarmento. Esta iniciativa, organizada pelo grupo informal “Colóquios para a Cidade”, com o apoio da Assembleia de Guimarães, Sociedade Martins Sarmento e Câmara Municipal, insere-se no âmbito do ciclo de conferências realizadas ao longo de um ano, destinadas a comemorar o 40º aniversário do 25 de Abril de 1974.

 Ainda este sábado, pelas 21:30 horas, D. Carlos Ximenes Belo preside à procissão de velas que transportará a imagem de Nossa Senhora do Carmo da Penha entre a Basílica de S. Pedro do Toural e a Igreja da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira. Neste horário, o trânsito estará temporariamente condicionado no Largo do Toural, Rua de Santo António, Avenida General Humberto Delgado (Palheiros), Rua Agostinho Barbosa e Largo Martins Sarmento (frente ao Jardim do Carmo). A procissão seguirá, depois, para a Rua de Santa Maria e Largo da Oliveira.

 No domingo, a partir das 08 horas, o trânsito volta a estar condicionado, agora no percurso entre o Largo República do Brasil e a montanha da Penha, com passagem pela Rua Dr. José Sampaio em direção da freguesia da Costa. A chegada ao Santuário da Penha está prevista para as 11:30 horas, seguida da celebração eucarística presidida pelo Bispo Emérito de Díli que, em 2016, completa duas décadas que foi agraciado com o título de Prémio Nobel da Paz.

Anúncio

Ave

Adolescente de Vizela desaparecida desde quarta-feira

Apelo

em

Foto: DR

A GNR está a desenvolver esforços para encontrar uma jovem de Vizela que está desaparecida, disse a O MINHO fonte da família.

A jovem terá saído da casa onde vive com o padastro na quarta-feira, em Vizela, e encontra-se em paradeiro incerto desde esse dia.

A fonte não soube precisar a roupa que a menina tinha vestida quando saiu de casa.

A mãe da jovem encontra-se atualmente em França, onde trabalha.

Qualquer contacto deve ser dirigido à Guarda Nacional Republicana ou para a irmã da desaparecida, através do número 937468713.

Continuar a ler

Guimarães

Francês que assaltou banco Barclays em Guimarães condenado a 17 anos de prisão

Justiça

em

Foto: Ilustrativa (Arquivo)

O Tribunal Judicial de Guimarães fixou em 17 anos de prisão, em cúmulo jurídico, a pena de um cidadão francês envolvido em quatros assaltos a bancos, um dos quais naquela cidade. Os outros assaltos foram em Setúbal e Évora.

O cúmulo jurídico foi fixado na quinta-feira, por acórdão a que a Lusa hoje teve acesso.

Pelo assalto ao Barclays, em Guimarães, ocorrido em 16 de janeiro de 2014, o arguido tinha sido condenado, em 2018, a oito anos de prisão.

Antes disso, o Tribunal de Évora, por decisão transitada em julgado em maio de 2016, condenara-o a 15 anos de prisão, por mais três assaltos a bancos naquela cidade (dois) e Setúbal (um).

Em todos os assaltos, sempre com utilização de armas de fogo, houve também sequestro de funcionários e clientes dos bancos.

O Tribunal de Guimarães estabeleceu, na quinta-feira, o cúmulo jurídico das duas condenações, fixando a pena única em 17 anos de prisão.

Nos termos do Código Penal, quando alguém tiver praticado vários crimes antes de transitar em julgado a condenação por qualquer deles é condenado numa única pena.

Na medida da pena são considerados, em conjunto, os factos e a personalidade do agente.

Neste processo, estão em causa 38 crimes, entre condução perigosa, roubos agravados a instituições bancárias, sequestros de clientes bancários, furtos simples, falsificações de documento, detenção de arma, atentatórios de bens de relevo significativo.

Só os quatro assaltos a bancos renderam mais de 450 mil euros.

Segundo o tribunal, da atuação global do arguido evidencia-se “uma personalidade juridicamente desenquadrada e com bastante propensão para a delinquência, atendendo à pluralidade de crimes praticados” num período de dois anos.

O tribunal sublinha ainda os antecedentes criminais do arguido, por crimes de idêntica natureza, com uma condenação a 16 anos no Tribunal Judicial de Viseu.

O tribunal deu como provado que o arguido, juntamente com outros indivíduos, todos residentes na ilha de Córsega, em França, constituiu um grupo para assaltar bancos em Portugal, com uso de armas de fogo, “que utilizariam em caso de necessidade”.

Tinham identidades falsas e utilizavam máscaras, perucas e veículos furtados com matrículas falsas.

Continuar a ler

Ave

Famalicão investe 100 mil euros na iluminação de Natal. Luzes acendem a 20 de novembro

Natal

em

Foto: Divulgação / CM Famalicão / 2019

A iluminação de Natal no concelho de Famalicão já começou a ser instalada e há previsão de que seja ligada no próximo dia 20 de novembro, disse a O MINHO fonte do gabinete do presidente da Câmara.

“O investimento rondará os 100 mil euros”, acrescentou a mesma fonte, destacando a importância da atractividade destas instalações para chamar pessoas para junto do comércio local.

Em declarações ao jornal Opinião Pública, Paulo Cunha, edil, refere que o investimento abrange todas as freguesias do concelho e pretende “criar uma atmosfera positiva, alegre e repleta de esperança em melhores dias do que os que vivemos atualmente”.

“Tem sido um ano tão difícil e atípico para todos, mas não podemos baixar os braços. Viver o Natal na medida do possível é uma forma de nos mantermos positivos”, disse o autarca social-democrata ao mesmo jornal.

Continuar a ler

Populares