Seguir o O MINHO

Guimarães

Guimarães: Centro de S. José inaugura novas instalações para ajudar situações familiar complexas

Centro Juvenil de São José

em

Foto: DR / Arquivo

O Centro Juvenil de São José, em Guimarães, inaugurou, esta terça-feira, novas instalações para prestar “serviço especializado” vocacionado para a “prevenção e reparação” de situações familiares “complexas” através do “desenvolvimento de competências parentais, pessoais e sociais”

A associação, que conta com 104 anos de existência, presta já apoio a cerca de 70 famílias através do Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP), sendo que com as instalações hoje inauguradas a instituição fica com capacidade de ajuda para 80 famílias.

A CAFAP, resumiu, no discurso que assinalou a inauguração das novas instalações, o presidente do Conselho de Administração do Centro Juvenil de S. José, Fernando José Duarte Xavier, “presta um serviço de apoio especializado às famílias com crianças e jovens, vocacionado para a prevenção e reparação de situações de risco psicossocial, mediante o desenvolvimento de competências parentais, pessoais e sociais das famílias”.

Em declarações à Lusa, o diretor executivo da instituição, Tiago Borges, apontou que a valência presta ajuda em três modalidades: “Preservação familiar, reunificação familiar e ponto de encontro familiar”, enumerou.

Segundo este responsável, “na modalidade de preservação familiar, a CAFAP ajuda no desenvolvimento de capacidades de parentalidade, estabelecimento de laços, limites, entre outras competências, já na modalidade de reunificação familiar o trabalho é feito para ajudar a curar feridas, são famílias muito sofridas que passaram por separação das suas crianças, é preciso uma restruturação e adaptação a uma nova realidade e no ponto de encontro funcionamos como lugar neutro para pais visitarem os filhos quando o tribunal indica que tem que haver um acompanhamento nessas visitas”.

A funcionar há um ano, o balanço que o responsável faz do trabalho da CAFAP de Guimarães é “muito positivo”.

“A aceitação da nossa ajuda é grande e a procura surpreendente, também. Ao contrário do que se possa pensar, grande parte das famílias que aqui ajudamos são de uma classe média alta e relativamente jovens, na casa dos 30 mas numa situação familiar muito complexa”, apontou.

As famílias chegam à instituição, explicou, “através de indicação da Segurança Social, do Tribunal escolas, hospitais, centros de saúde, havendo entre a instituição e todos estas entidades uma grande colaboração”.

A instituição tem ainda em funcionamento uma creche, desde 2012 e uma casa de acolhimento, desde 1915.

As novas instalações foram financiadas por dois prémios ganhos pela instituição, o Prémio BPI “la Caixa” – Infância 2019, Família em Foco, de 40 mil euros e pelo Prémio Valor Social 2019 – Fundación CEPSA, 12 mil euros.

Anúncio

Guimarães

Mulher de 28 anos sofre queimaduras graves em restaurante de Guimarães

Em Selho São Jorge

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher, com 28 anos, sofreu ferimentos graves na sequência de um acidente num restaurante, esta sexta-feira à noite, em Selho São Jorge, concelho de Guimarães, disse a O MINHO fonte do CDOS de Braga.

Ao que apurámos junto de fonte dos bombeiros, a vítima terá sofrido queimaduras de 1.º e 2.º grau, na face, no tórax e nos membros superiores, ao que tudo indica, provocadas por um acidente de trabalho, ocorrido no estabelecimento da Rua Padre José Gonçalves.

No local, estiveram dois operacionais dos Bombeiros de Guimarães com uma ambulância, transportando a vítima para o Hospital de São João, no Porto, em estado considerado “grave”.

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Famalicão fez acompanhamento médico da ocorrência.

A GNR registou o incidente, cujas causas estão ainda por apurar. O alerta foi dado cerca das 22:00.

Continuar a ler

Guimarães

Três crianças atropeladas a caminho da escola em Guimarães

Em duas ocorrências distintas

em

Foto: DR / Arquivo

Três crianças, entre os 11 e os 15 anos, foram atropelados, em duas ocorrências distintas, ao início da manhã desta sexta-feira, no concelho de Guimarães, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Pelas 07:50, na Rua do Pinheiral, Caldas das Taipas, duas irmãs foram atropeladas quando seguiam para a Escola Básica de Caldas das Taipas, sofrendo ferimentos.

As vítimas, de 11 e 15 anos, foram transportadas para o Hospital de Guimarães pelos Bombeiros das Taipas.

Cerca das 09:15, novo atropelamento de uma criança a caminho da escola. Um aluno de onze anos foi colhido na Rua Alberto Vieira Braga, em Creixomil, cidade de Guimarães, quando ia a caminho da Escola Básica 2,3 D. Afonso Henriques.

Foi transportado pelos Bombeiros de Guimarães para o hospital local.

Todas as três vítimas sofreram ferimentos considerados “ligeiros”.

As autoridades registaram as ocorrências.

Continuar a ler

Guimarães

Visitantes aos Postos de Turismo em Guimarães sobe 32% face a 2018

Turismo

em

Paço dos Duques. Foto: Divulgação

O número de visitantes aos postos de Turismo em Guimarães subiu 32% face a 2018, o que demonstra que a cidade tem “aumentado a notoriedade e capacidade de atrair” turistas de “forma consistente”, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado hoje à Lusa, a Câmara Municipal de Guimarães refere que, comparando com os anos de 2013 e 2014, o número de visitantes atendidos em 2019 nos postos de turismo mais do que duplicou, registando um “acréscimo de cerca de 132%”.

A autarquia destaca que Espanha, França e Brasil assumem-se como os “principais mercados emissores, juntamente com o mercado nacional”, registando-se ainda “emergência de um novo [mercado], o Japão”.

“Guimarães tem aumentado a sua notoriedade e capacidade de atrair visitantes de forma consistente ao longo dos últimos anos. O registo do número de visitantes aos postos de turismo da cidade confirma a tendência de crescimento com subida na ordem dos 32% face a 2018”, conclui a autarquia.

Segundo o texto, o período de Natal e Ano “voltou a receber milhares de pessoas com uma tendência de evolução nos últimos anos, de acordo com a afluência de visitantes aos Postos de Turismo”.

No texto, a câmara aponta como atrativos “a visita a cidades históricas da região e o facto de ser Património da Humanidade”, assim como “o património arquitetónico e artístico” e o fator de ser “o Berço da Nacionalidade,” segundo o balanço do inquérito que foi desenvolvido aos visitantes.

A maioria dos turistas pernoita no Porto (49,2%), seguindo-se Guimarães com 22,8% das respostas, pelo que, conclui a autarquia, “a hotelaria de Guimarães continua a manter taxas médias de ocupação-quarto elevadas”.

Os principais atrativos na cidade continuam a ser os monumentos e museus, “verificando-se em 2019 um acréscimo de 8,3% face a 2018 e de 13,9% comparativamente a 2017”, com o Castelo de Guimarães e Paço dos Duques de Bragança, assim como de um conjunto de museus, designadamente o Museu Alberto Sampaio, Centro Internacional das Artes José de Guimarães e Casa da Memória de Guimarães a serem “os principais espaços” visitados.

“A internet, assim como a recomendação de familiares/amigos são os principais fatores na tomada de conhecimento do Destino Guimarães, reunindo no total 68% das respostas dos inquiridos”, termina a autarquia.

Continuar a ler

Populares